FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Queijos Italianos - Parte 1

POR VANERLI BELOTI

INDÚSTRIA

EM 13/11/2014

4
0
O aumento do poder aquisitivo do brasileiro tem levado a um aumento do consumo de queijos finos, principalmente dos importados, já que a produção nacional desses queijos é bastante pequena. 

Confira o áudio:
 


A mussarela é provavelmente o queijo italiano mais conhecido no Brasil, embora o queijo fabricado na Itália seja bem diferente do queijo fabricado aqui. A mussarela de lá tem aspecto da mussarela de búfala fabricada aqui, pois lá a mussarela de vaca também é branquinha e em bolas, tranças, rocamboles, com aspecto diferente do que a gente conhece aqui.

O queijo provolone, como a mussarela, é feito de massa filada, isso é, são trabalhados em água quente, o que os faz esticar depois de pronto. São os únicos queijos que tem essa característica. Originalmente o queijo provolone é um queijo cilíndrico maturado por 60 dias e na Itália é feito com leite de ovelha. No Brasil, é feito com leite de vaca mesmo, consumido sem maturação e defumado, o que acentua o seu sabor. É praticamente uma mussarela defumada aqui no Brasil. O provolone é o queijo que contém mais cálcio. Hoje, há também a chamada fumaça líquida, que é uma resina espalhada na superfície do queijo e que dá o sabor e aroma de defumado.

O queijo gorgonzola é um queijo azul. Os queijos azuis são aqueles que recebem fungos, que ao crescerem produzem no queijo veios azuis-esverdeados. O gorgonzola é a versão italiana para o queijo roquefort francês, e recebe o mesmo bolor que é o Penicilium Roquefort.

Os queijos de denominação protegida tem o nome da cidade ou região do seu país de origem. Assim, o queijo gorgonzola é produzido na região de Gorgonzola, perto de Milão, na Itália e desde o século X. É feito com leite de vaca, enquanto o roquefort francês é feito com leite de ovelha. É um queijo bastante gordo, mole, de sabor e aroma forte, embora mais suave que o queijo roquefort francês. Tanto o gorgonzola quanto o roquefort são utilizados em vários pratos e muito apreciados como sobremesa com mel ou geléia.

Que tal vencer a rejeição aos fungos e experimentar o queijo gorgonzola? O vinho do porto ou os vinhos brancos licorosos acompanham muito bem. Agora, o provolone, muito consumido a milanesa aqui no Brasil combina com cerveja.

VANERLI BELOTI

Especialista em Patologia Molecular pela UEL, Mestre em Microbiologia pela UEL, Doutora em Ciência dos Alimentos pela USP e Pós-doutora em Qualidade do Leite pela Universidad de León/ Espanha. Professora da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

4

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

VANERLI BELOTI

LONDRINA - PARANÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 14/11/2014

Aos poucos os brasileiros se acostumarão, com certeza, Jurandi!! Não é difícil se acostumar ao que é bom!! abraço
JURANDI LAVOR ROLIM

GOIÂNIA - GOIÁS

EM 14/11/2014

Que pena que os brasileiros em geral não têm o hábito de degustar delícias como essas.
VANERLI BELOTI

LONDRINA - PARANÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 14/11/2014

Que bom, que gostou, Leonardo!! vamos falar um pouco mais sobre os vários tipos de queijo nas próximas colunas!! abraço
LEONARDO SOUSA DAMASCENO

BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL - DISTRIBUIÇÃO DE ALIMENTOS (CARNES, LÁCTEOS, CAFÉ)

EM 14/11/2014

Muito boa a matéria, nos proporciona um conhecimento um pouco mais apurado na área de queijo.