FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Hora do Leite: Data de Validade

POR VANERLI BELOTI

INDÚSTRIA

EM 24/07/2014

3
0
Vocês já se perguntaram por que há produtos semelhantes com tempos de vida útil que variam entre as diferentes marcas? É o caso do leite, por exemplo.

Há anos atrás todo leite era datado sempre com 3 dias de validade, mas hoje encontramos leite pasteurizado com 5, 7, 9 dias... Por que a diferença?

Acesse o áudio e confira:

Acontece que hoje a validade é determinada pela indústria. A indústria pode datar o produto como achar mais conveniente desde que, ao final da validade, o produto esteja ainda dentro dos padrões determinados por lei. Então, a indústria pode carimbar que o leite vale por 10 dias, mas, ao final do décimo dia, o leite tem que apresentar plenas condições de consumo. Quem cuida disso no comércio é a vigilância sanitária.

A durabilidade de um alimento como o leite depende de vários fatores. O principal deles é a qualidade da matéria-prima, o leite cru. No caso desse leite, conhecendo as características da matéria-prima, como a acidez e a quantidade de bactérias, é possível estimar quanto o produto vai durar antes de sair dos padrões determinados por lei e apresentar alterações que impeçam seu consumo. Quanto melhor a qualidade da matéria-prima, maior a data de validade do leite pasteurizado.

As bactérias são os principais deteriorantes do leite e diminuem sua validade. Então, quanto mais bactérias, menor é o tempo de vida útil do leite. Os leites que são feitos com matéria-prima de melhor qualidade, têm menos bactérias e, por isso, duram mais.

Como eu sei qual é o tempo de vida útil? É só observar o intervalo entre a data de fabricação e a data de validade.

Para os derivados, pode haver uma interpretação diferente. Os iogurtes, requeijões, bebidas lácteas e alguns queijos que são conservados refrigerados, tem data de validade que funciona como a do leite, e pode estragar depois de vencido. Mas, alguns queijos maturados, como o parmesão, por exemplo, pode ser armazenado fora da geladeira.

Esses queijos não estragam, mas o seu sabor vai se alterando com o tempo, ficando mais forte, até que se torne pouco apreciável. Então, nestes casos, a validade pode não ter relação com a segurança do produto, mas com a garantia de que as características sensoriais serão as que você espera. Nestes produtos, você pode encontrar apenas uma recomendação: melhor consumir em tanto tempo.

Não consuma produtos fora da validade. Há uma expectativa de que eles possam conter alterações não aceitáveis e, se elas existirem, a responsabilidade será sua, e não da indústria. Enquanto que para todo produto dentro do prazo de validade, os problema são de responsabilidade da indústria.

Também é importante verificar a integridade das embalagens, pois, se a embalagem não estiver íntegra, a validade registrada no produto não vale mais. O produto deve ser descartado.

VANERLI BELOTI

Especialista em Patologia Molecular pela UEL, Mestre em Microbiologia pela UEL, Doutora em Ciência dos Alimentos pela USP e Pós-doutora em Qualidade do Leite pela Universidad de León/ Espanha. Professora da Universidade Estadual de Londrina (UEL).

3

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

VANERLI BELOTI

LONDRINA - PARANÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 27/07/2014

Pedro Guerbas e não Guerras, digitei errado, desculpe!
VANERLI BELOTI

LONDRINA - PARANÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 27/07/2014

Sim, Pedro Guerras, você tem razão, a intensão era mostrar como a indústria calcula a validade dos produtos, e a indústria calcula a validade a partir do que relacionamos no texto, contando que no comércio, as condições serão as determinadas por lei. Mas isso pode não acontecer. No caso de produtos que exigem refrigeração, por exemplo, há estabelecimentos comerciais que, para economizar energia, desligam os refrigeradores à noite, ou trabalham com temperatura acima das recomentadas, o que favorece a multiplicação de bactérias e diminui a vida útil.
abraço
PEDRO GUERBAS FILHO

NOVA ALVORADA DO SUL - MATO GROSSO DO SUL - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 27/07/2014

Importante, além da qualidade do leite cru, a vida de prateleira ou seja, a validade determinada pela indústria, também depende do acondicionamento no plano comercial, detalhe que deva ser monitorado pelo fornecedor do produto e também um quisito de observação da Vigilância.
Regiões quentes, como a nossa, a validade do produto, principalmente os fluídos, e o leite "barriga mole, no topo da cadeia é limitante para a indústria, um gargalo bem estrangulado para se romper.