FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Consumo de leite, iogurte e ricota como fonte suplementar para praticantes de exercícios físicos

INDÚSTRIA

EM 02/06/2020

3 MIN DE LEITURA

0
8

Por Givanildo de Oliveira Santos, Jéssica Silva Medeiros, Igor Souza de Brito, Edmar Soares Nicolau, Rogério Favareto e Marco Antônio Pereira da Silva

A busca por alimentos de elevado valor proteico para suplementação de praticantes de exercício físico resistido são constantes, com o objetivo de melhorar a composição corporal, rendimento físico e reposição de macro e micronutrientes não consumidos durante a alimentação diária.

Na avaliação do hábito alimentar pré e pós-treino e uso de suplementos em praticantes de musculação de academia do interior do Estado de São Paulo os praticantes relataram suplementação com proteínas (24,0 %), carboidratos (20,0 %), aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA - branched-chain amino acids) (15,0 %), creatina (11,0 %), bebidas repositoras (9,0 %), vitaminas e minerais (7,0 %), hipercalóricos (6,0 %), glutamina (4,0 %), beta-hidroxi-beta-metilbutirato (HMB) (2,0 %) e outros (2,0 %).

Em avaliação do conhecimento nutricional e suplementação alimentar por praticantes de exercícios físicos em Pelotas - RS, observou-se que quanto à adequação de macronutrientes, a dieta apresentou-se hipoglicídica (89,47%), hiperprotéica (100%) e hiperlipídica (52,63%) para a maioria dos praticantes que utilizavam algum tipo de suplementação alimentar.

O conceito de suplementação é amplo e do ponto de vista de nutrição existem diferentes alimentos que podem suprir as necessidades de proteínas. Partindo do pressuposto que não só os whey proteins são capazes de suprir as necessidades diárias de proteína no organismo do praticante de exercícios físicos, surgem novas propostas diante da busca por alimentos mais saudáveis e nutritivos.

Uma alternativa é a suplementação com alimentos de teor proteico significativo como carnes, leite e derivados. Uma pesquisa em Rio Verde/GO, avaliou a suplementação de praticantes de treinamento resistido, no pré e pós-treino, sendo este suplemento formulado a base de iogurte e ricota de leite, e a oferta diária por um período de três meses. Durante o estudo foi possível identificar alterações na composição corporal dos voluntários, com redução do percentual de gordura, diminuição da massa gorda e aumento da massa magra.

Partindo desse pressuposto, os derivados lácteos podem ser adicionados nas formulações de novos suplementos alimentares voltados a este público, na forma de iogurte e ricota de leite com maiores concentrações de proteínas para aqueles que visam o ganho de massa muscular e emagrecimento, seja adicionado de caseínas ou WPC. Pois estas proteínas possuem alto valor biológico, portanto, são fonte de aminoácidos essenciais.

A adição de ricota de leite ao iogurte elevou o valor proteico (caseína), o que para praticantes de treinamento resistido se faz necessário, devido a reparação tecidual do músculo esquelético, melhorando a sua performance. Novas formulações poderão ser avaliadas e, concomitantemente, ter a viabilidade de produção em grande proporção para o mercado consumidor.

Nesse sentido, o leite também poderá ser oferecido como fonte natural para consumo no pós-treino, potencializando a recuperação das fibras musculares e evitando o catabolismo, devido a quantidade de aminoácidos de cadeia ramificada (BCAA), em especifico a leucina, atuando na síntese proteica para o desenvolvimento da massa muscular. Além de auxiliar nos benefícios supracitados, o leite atua como alimento preventivo da osteoporose, por ser um alimento fonte de cálcio agindo no fortalecimento dos ossos e diminuindo o risco de se tornarem ossos frágeis.

ALMEIDA, C. M.; BALMANT, B. D. Avaliação do hábito alimentar pré e pós treino e uso de suplementos em praticantes de musculação de uma academia no interior do Estado de São Paulo.  Revista Brasileira de Nutrição Esportiva, v. 11, n. 62, p. 104-117, 2017.

BENDTSEN, L. Q.; LORENZEN, J. K.; BENDSEN, N. T.; RASMUSSEN, C.; ASTRUP, A. Effect of dairy proteins on appetite, energy expenditure, body weight, and composition: a review of the evidence from controlled clinical trials. Advances in Nutrition, v. 4, n. 4, p. 418-438, 2013.

MOREIRA, F. P.; RODRIGUES, K. L. Conhecimento nutricional e suplementação alimentar por praticantes de exercícios físicos. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 20, n. 5, p. 370-373, 2014.

Sobre os autores:

Givanildo de Oliveira Santos, Educador Físico, Aluno do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Alimentos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano - Campus Rio Verde, GO

Jéssica Silva Medeiros, Aluna do Curso de Bacharelado de Engenharia de Alimentos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano - Campus Rio Verde, GO

Igor Souza de Brito, Tecnólogo em Agroindústria, Aluno do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia de Alimentos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano - Campus Rio Verde, GO

Edmar Soares Nicolau, Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da Universidade Federal de Goiás, Câmpus Samambaia, Goiânia, GO

Rogério Favareto, Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano - Campus Rio Verde, GO

Marco Antônio Pereira da Silva, Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano - Campus Rio Verde, GO

Gostou do conteúdo? Deixe seu like e seu comentário! Quer escrever para nós? Envie um e-mail para contato@milkpoint.com.br.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.