ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
FAÇA SEU LOGIN E ACESSE CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Acesso a matérias, novidades por newsletter, interação com as notícias e muito mais.

ENTRAR SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Mercado internacional de leite em pó

MILK MONITOR

EM 30/06/2022

3 MIN DE LEITURA

1
1

Além de toda a representatividade do leite em pó no mercado nacional, como abordado no artigo anterior, este produto também é muito comercializado no mercado internacional, devido a sua maior disponibilidade logística. Os principais países exportadores são: Estados Unidos, União Européia, Nova Zelândia, Argentina e Uruguai; já os importadores são: o Brasil, China, Tigres Asiáticos, e os países produtores de petróleo, como a Argélia.

Em 2021, o Brasil importou 51.842 toneladas de leite em pó integral e 23.946 toneladas de leite em pó desnatado, ou seja, ao todo 75.788 toneladas de leite em pó foram importadas. Os principais países que o Brasil importa são os países do Mercosul, como a Argentina e o Uruguai. No mesmo ano, o Brasil exportou, ao todo, 3.926 toneladas de leite em pó.

Portanto, a dinâmica da balança comercial demonstra que o país é predominantemente importador se tratando desse derivado lácteo, e consequentemente os valores dos produtos importados são relevantes para a formação do preço em nosso país.

Uma das principais plataformas de leilões de produtos lácteos no mercado internacional é a Global Dairy Trade (GDT). A ferramenta começou a operar em julho de 2008 e, hoje, já se tornou o principal indicador para cotações de lácteos no mercado internacional. Os leilões ocorrem duas vezes por mês, sempre no início de cada quinzena.

Esses preços praticados no mercado internacional divulgados pelo leilão GDT são associados ao câmbio (dólar) para se chegar ao preço equivalente de leite importado pago no Brasil, ou seja, um preço de referência para os produtos importados convertido para o mercado nacional. Se esses preços estiverem acima dos praticados no mercado nacional as importações são desestimuladas. O oposto também ocorre, se esses preços estiverem abaixo do praticado no mercado interno as importações tendem a ser estimuladas.

A ampliação das importações e/ou diminuição das exportações, aumentam a oferta de leite no mercado interno, o que tende a diminuir os preços praticados pelo produto. A diminuição das importações e/ou aumento das exportações, por sua vez, diminuem a quantidade de leite disponível no país, o que tende a levar a maiores valores nas negociações pelo produto. Para entender melhor como os resultados do leilão GDT impactam o mercado lácteo brasileiro, clique aqui.

 

Momento atual

O primeiro semestre de 2022 foi intenso no mercado internacional de lácteos. Os preços do leite em pó integral, por exemplo, chegaram a quase USD 5.000/tonelada em meados de março. Este movimento estava ancorado a demanda chinesa, e, a partir de abril, com a redução da demanda por importação pelos asiáticos, os preços internacionais começaram a cair, chegando a cerca de USD 4.200/tonelada neste momento.

Em termos de incentivo a importações, então, observamos um início de ano pouco atrativo para a compra de produtos lácteos estrangeiros, com a abertura, inclusive, de uma janela para exportação do leite brasileiro. Entretanto, com a queda nos valores no mercado internacional e com a elevação nos preços internos do Brasil, este incentivo mudou, e atualmente estamos vendo maior procura pelo produto importado.

Por enquanto, as importações só não têm sido maiores em razão da baixa disponibilidade de nossos vizinhos do Mercosul. O que podemos adiantar em relação a este tema, é de que a disponibilidade de Argentina e Uruguai deve aumentar a partir de agosto, ampliando espaço para vendas ao Brasil.

O mercado de leite em pó é um bom direcionador para os produtores de leite. No Milk Monitor, um produto MilkPoint, você encontra informações desse mercado e outros importantes indicadores!

Por meio de um aplicativo próprio, o Milk Monitor disponibiliza informações atualizadas das diversas variáveis que impactam a rentabilidade das fazendas de leite: mercado de grãos, cenário atual, projeções futuras, informações técnicas, gerenciais e muito mais!

E o melhor: o Milk Monitor direciona as ações que os produtores podem tomar nas fazendas de leite de acordo com a conjuntura do mercado. Com um preço que cabe no bolso do produtor, disponibilizamos o mercado do leite na palma da sua mão!

 Ficou interessado? Quer nos conhecer melhor?

Siga nosso Instagram@milk_monitor

Siga nosso LinkedInhttps://www.linkedin.com/company/milkmonitor/

Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://bit.ly/3AJCmPo

Entre em contato conosco: 19 9 9721-4296 monitor@agripoint.com.br 

Qual assunto gostaria de ver por aqui? Ficou com alguma dúvida de como o mercado de leite em pó influencia nos preços praticados no campo? Deixe nos comentários que nós vamos te ajudar

MILK MONITOR

Saiba como utilizar informações a favor da sua fazenda. O mercado do leite na palma da sua mão!

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

SILVIO GOMES VIEGA

EM 03/07/2022

Isso só acontece no Brasil.O Uruguai é vc uma unha na mão do Brasil. Esporta leite pra cá. Mais bha guri está é a mesma economia
MilkPoint Logo MilkPoint Ventures