ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Ranking ABRALEITE 2020: captação dos maiores laticínios cresceu 4,2%

VÁRIOS AUTORES

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 11/06/2021

5 MIN DE LEITURA

0
8

A ABRALEITE divulgou nesta semana os resultados do 24º ranking das maiores empresas de laticínios do Brasil, que contou o com o apoio da Sob Controle Fazenda – Sistema de Gestão para a Pecuária Leiteira. Em 2020, o ranking apresenta os dados de 12 empresas, uma a menos que em 2019.

O volume da captação das 12 empresas foi equivalente a cerca de 29% da captação formal brasileira em 2020, segundo o IBGE. Comparado ao ano anterior, notamos uma queda desta participação, conforme mostra o Gráfico 1. É importante ressaltar que, além do número menor de participantes em 2020, os dados também não contam com a participação de grandes empresas relevantes para a cadeia leiteira brasileira, como a Lactalis (hoje a maior compradora de leite do Brasil), Italac, CCPR, Tirol e Aurora.

Gráfico 1. Participação dos 12* maiores laticínios (segundo o Ranking ABRALEITE) na captação formal de leite em 2020.

ranking abraleite de laticinios 2020
(*) Para 2010, 2011 e 2020 o ranking teve 12 empresas participantes.
Fonte: elaborado com dados da Abraleite e do IBGE pela equipe do MilkPoint Mercado.

Como dito anteriormente, neste ano, o ranking conta com uma empresa a menos que em 2019. Deste modo, para comparação, foram considerados apenas os dados das empresas participantes neste ano.

O volume total de captação agregado das doze empresas, em 2020, foi 4,2% superior em relação à 2019, aumentando de 7,2 bilhões de litros por ano (aproximadamente 19,6 milhões litros/dia) para 7,4 bilhões de litros por ano (aproximadamente 20,5 milhões litros/dia). Este crescimento é maior do que o observado na captação de leite formal apresentado pelo IBGE, que foi de 2,1% em relação à 2019.

A estimativa da capacidade instalada de processamento de leite em 2020 foi de 10,5 bilhões de litros de leite/ano, cerca de 28 milhões de litros/dia, apontando uma redução de 6% em relação ao número de 2019. As principais empresas utilizaram 71% (referente à 10.5 bilhões de litros/ano) da sua capacidade total em 2020, valor que é 0,6% inferior ao valor relativo do que era utilizado em 2019 (70,4%, referente a 11.1 bilhões de litros/ano).

A produção média diária dos fornecedores mapeados dos laticínios cresceu cerca de 3% em relação a 2019, passando de 446 litros por produtor/dia para 480 litros. Se analisados os últimos 10 anos, temos um crescimento de quase 100% na média de produção diária, conforme nos mostra o Gráfico 2.

Gráfico 2. Produção média diária (litros/dia) dos produtores fornecedores das empresas participantes do Ranking ABRALEITE 2020.

ranking abraleite de laticinios 2020
Fonte dos dados: Abraleite/Elaborado pela equipe MilkPoint Mercado.

Em 2020, foi observado um aumento no número total de fornecedores das empresas do ranking (+ 1,3%), atingindo 29,3 mil produtores. Os maiores destaques ficam com a Embaré, que aumentou em 21,9% o seu número de produtores diretos, e com a Cativa, que aumentou o número em 24,4%, atingindo quase 2.500 fornecedores. Por outro lado, a Nestlé reduziu o número de produtores em 29,5% e a DPA Brasil reduziu em 21,1%, chegando 75 produtores. É importante ressaltar que a Nestlé e a Cativa apresentaram queda no volume de recepção de leite (13,8% e 14,7%, respectivamente).

Depois de muitos anos apresentando a Nestlé na liderança, em 2020, o posto passou a ser ocupado pela Bela Vista (Piracanjuba), com cerca de 1,8 bilhões de litros de leite (aproximadamente 4,9 milhões de l/dia) – a empresa cresceu sua captação em 23,3% em relação ao ano passado.

No segundo e terceiro lugar, ficaram a UNIUM (cooperativas Frisia, Castrolanda e Capal), com crescimento de 3,3% em relação a 2019 (aproximadamente 1,3 bilhão de litros por ano) e a Nestlé, que reduziu em 13,8% seu volume de compra de leite, passando a 1,2 bilhão de litros por ano.

No que tange à compra de leite de terceiros (leite Spot), a Nestlé lidera o ranking em 2020, com 670 milhões de litros adquiridos no ano. Ainda assim, se comparado a 2019, esse volume foi 5% menor. Conforme nos mostra o Gráfico 3, a empresa que mais aumentou o volume de compra de leite de terceiros foi a Piracanjuba, chegando a 542,5 milhões de litros, seguida da Embaré, que atingiu 314,3 milhões de litros captado de terceiros.

Gráfico 3. Variação do volume captado de terceiros (2020 vs. 2019) das empresas participantes do Ranking ABRALEITE 2020.


Fonte dos dados: Abraleite/Elaborado pela equipe MilkPoint Mercado.

Ainda que liderando o ranking de 2020, a Laticínios Bela Vista contou com uma ligeira redução de 0,34% na produção média diária de seus produtores. Junto com ela, somente a Embaré também apresentou queda no volume diário por produtor ( - 16,3% em relação à 2019), passando a 609 litros/produtor dia.

Por outro lado, a DPA Brasil e a UNIUM contaram com os aumentos mais significativos nos volumes médios dos fornecedores, 54,7% (1.994 litros/produtor/dia) e 22,5% (2.053 litros/produtor dia), respectivamente. O Gráfico 4 nos mostra a tendência de aumento no volume médio por produtor em cada empresa, reforçando o que vem sendo observado no mercado brasileiro nos últimos anos.

 

Gráfico 4. Variação de produção diária (2020 vs. 2019) por produtor fornecedor das empresas participantes do Ranking ABRALEITE 2020.

ranking abraleite de laticinios 2020
Fonte dos dados: Abraleite/ Elaborado pela equipe MilkPoint Mercado.

 

Também foi observado estabilidade na participação do leite Spot no total do leite captado pelas empresas. Em ambos os anos, ele representou 31% do volume total captado por elas.

Avaliando os resultados deste ranking em 2020, o presidente da ABRALEITE, Geraldo Borges, comentou: "Sobre a mudança na primeira posição do ranking, que em 2020 passou a ser ocupada pela Piracanjuba, deveu-se em partes a negócios firmados por ela e a Nestlé, inclusive assumindo plantas e, consequentemente, produtores e, assim, mais volume de leite. Lembrando que a Nestlé foi a primeira no ranking por 23 anos. Observamos, também, a mudança de posição da Frimesa, que estava na 12ª posição e subiu para a 9ª, com crescimento de cerca de 36% na captação. Outro destaque é o crescimento na captação da Embaré, cerca de 20%, mas permaneceu na 4ª posição. É importante destacarmos um indicativo de desenvolvimento no setor que é o crescimento da produção média diária por produtor, que passou de 467 em 2019 para 480 litros por produtor/dia em 2020. Este índice cresceu em 10 das 12 empresas do ranking."

Na Tabela 1 é possível conferir todas as informações disponíveis sobre os dados do 24º ranking das maiores empresas de laticínios do Brasil em 2020.

Tabela 1. Ranking consolidado e informações sobre os 12 maiores laticínios do Brasil 2020, segundo o Ranking ABRALEITE 2020.

ranking abraleite de laticinios 2020

Para visualizar melhor a tabela, clique aqui.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint