FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Mesmo com os conflitos com a China, valor das exportações lácteas dos EUA é o mais elevado em 4 anos

Mesmo com os conflitos com a China, o valor total das exportações de lácteos dos EUA subiu 6% em maio e com US$ 539,1 milhões atingiu o nível mais alto em quatro anos, segundo o Conselho de Exportação de Lácteos dos EUA (USDEC). Valores mais altos foram impulsionados por um aumento nas exportações de queijos e melhores preços mundiais.

Até o final de maio, o volume total de exportações de lácteos dos EUA está a caminho de ser o terceiro mais alto já registrado. Isto apesar da âncora pesada que a China está colocando nas vendas de produtos. Os embarques de leite em pó, queijo, gordura butírica, produtos de soro e lactose para a China caíram 67%, enquanto as exportações para o resto do mundo caíram apenas 1%, informou o USDEC. No total, o volume de exportação dos EUA ficou 13% abaixo de maio de 2018, que foi um mês com exportações robustas.

As exportações de queijos continuam fortes e em maio, elas ficaram 11% acima quando comparadas ao mês mesmo do ano anterior. Até agora, em 2019, o volume de exportação de queijo é o maior em cinco anos. Segundo o USDEC, as vendas para o Sudeste Asiático, Japão e Coreia do Sul aumentaram em mais de 1.000 toneladas em relação ao ano anterior. No entanto, as exportações para o México, o maior mercado de queijo norte-americano, caíram 7% em relação ao ano passado.

O maior impacto na retração chinesa nas compras de produtos lácteos dos EUA está no mercado de soro de leite. As exportações totais de soro de leite dos EUA caíram 29% em relação ao ano passado e os embarques para a China caíram 67%, esse é o menor volume mensal em nove anos. Vale destacar que o motivo principal é que o soro também é utilizado na dieta de suínos e como na China houve um surto de peste suína e vários animais precisaram ser abatidos, a demanda pelo produto diminuiu.  Algumas exportações de soro de leite foram desviadas para o Sudeste Asiático, onde o volume total de soro chegou a 11.525 toneladas em maio, um aumento de 17% em relação ao ano passado.

Vale a pena ler também: Importações chinesas de carne suína bateram recorde em maio

As informações são do Farm Journal & MILK Magazine, traduzidas pela Equipe MilkPoint. 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.