ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Interleite Brasil 2018, Jônadan Ma, da Boa Fé: "vamos produzir 40 mil litros/dia em 2023"

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 27/06/2018

4 MIN DE LEITURA

0
2

Fazenda Boa Fé, em Conquista, MG, produz cerca de 10.500 litros de leite por dia, com 380 vacas em lactação. Segundo Jônadan Ma, engenheiro agrônomo e gerente da propriedade, a Boa Fé vivenciou várias fases para se tornar uma das maiores produtoras de leite do Brasil. Hoje, o trabalho é direcionado para a seguinte meta: a produção de 40 mil litros/leite/dia em 2023.

“Nosso objetivo foi pensado minuciosamente e teve uma data muito bem definida. Esse crescimento será orgânico (isto é, sem alavancagem financeira e utilizando o caixa da própria atividade). Nós integramos a pecuária, a agricultura e a indústria e essa integração nos direciona a ganhos, com vantagem competitiva na produção de alimentos e na utilização dos resíduos animais”.

A ideia é que até o final deste ano, a produção de leite expanda para 13 mil litros/dia e em 2019, alcance 15 mil. Os sistemas de produção escolhidos são o free stall e o compost barn e, na cria e recria, os animais são criados em piquetes em uma área de pastagem de Tifton irrigada. Também, há 38 hectares dedicados à integração lavoura-pecuária-floresta desenvolvidos recentemente.

“O projeto de integração lavoura-pecuária-floresta da Fazenda Boa Fé nasceu dentro de um conceito muito importante, alinhado com a missão da propriedade, que é produzir alimentos, genética e tecnologias, transformando vidas e proporcionando - de forma longeva e sustentável - a qualidade de vida para as pessoas”, explicou Jônadan, que também ressaltou a grande importância e atenção dadas ao bem-estar dos animais.

“O principal ativo da atividade leiteira é a vaca e por isso, precisamos proporcionar uma ótima qualidade de vida para ela, o melhor tratamento possível e um ambiente saudável. Só assim ela retornará com aquilo que esperamos para a sociedade, que é a produção de alimentos. Além disso, com essa mesma visão, temos uma imensa preocupação com a terra, com a conservação do solo, as práticas sustentáveis e conservacionistas, o plantio direto, o mínimo revolvimento do solo e o menor uso de agroquímicos possíveis. Esses itens estão todos interligados na condução da produção animal. Resumidamente, buscamos uma lavoura bem conduzida, sustentável e também, animais felizes, bem criados e que sejam integrados com a nossa missão”.

Jônadan Ma faz parte da grade de palestrantes do Interleite Brasil 2018 e a sua palestra – que integra o painel ‘Bem-estar animal: na teoria e na prática’ – falará sobre ‘A visão da Agropecuária Boa Fé’. Não deixe de conferir a programação do evento, que está incrível!

Para aplicar ferramentas e modelos de gestão na área de bem-estar animal, a Boa Fé participa de um programa com especialistas em bem-estar animal – como Mateus Paranhos e Lívia Magalhães – que supriu a fazenda com informações, ferramentas e conhecimento para que os conceitos fossem aplicados.

“Quero um animal feliz sim, mas, que também produza muito mais e melhor, gerando renda, receita e retorno para a empresa. Temos uma enorme satisfação em adotar um sistema bem equilibrado entre o ambiente e as pessoas. Todo esse conceito nos fez implantar e investir em bem-estar. Não é uma ação isolada, mas, sim integrada com a missão da empresa, que envolve, pessoas, solo, plantas, ambiente e claro, animais”.

Confira o vídeo gravado com Jônadan Ma: 

Bem-estar animal e a gestão de mão de obra

Um outro ponto reforçado por Jônadan foi a estrita relação existente entre a gestão de mão de obra e o bem-estar animal. De acordo com ele, há uma constante busca em manter os funcionários motivados e entendendo os porquês de eles estarem ali.

“Buscamos que a equipe reflita como o trabalho impacta nas suas vidas e na vida dos consumidores. O conceito de bem-estar animal é muito mais amplo que um animal feliz e com sombra, que são os itens mais visíveis. A etapa não visível está realmente nas pessoas e no resultado que nós colhemos a cada dia. As nossas vacas são ordenhadas a cada oito horas, o leite será processado e consumido por alguém em poucos momentos após o nosso trabalho. Sem dúvida, a qualidade do leite também reflete como esse animal foi tratado”.

A dica dada por Jônadan foi a seguinte: ‘não adianta implantar um programa de bem-estar animal sem pensar antes nas pessoas que trabalham na fazenda’.

“O bem-estar animal só terá um bom resultado se as pessoas também estiverem em bem-estar e para isso, deixo aqui três sugestões fundamentais:

a) Promova o bem-estar das pessoas, deixando-as motivadas a trabalhar no lugar que estão. Isso não se faz apenas com salário, mas, pela perspectiva que enxergam no local agora e no futuro;

b) Se preocupe com a parte física das pessoas. Mantenha os descansos semanais e as férias remuneradas. A produção de leite é extenuante e as vacas não dão feriado e nem dias vagos, por isso, a sua mão de obra merece descanso e férias;

c) E por último, e não menos importante, treine, capacite e desenvolva seus funcionários sem medo de perdê-los para a concorrência. Para o negócio, é necessária uma mão de obra competente. Todos devem estar com a cabeça, o espírito e o físico equilibrados”.

Venha conosco aprender o que os melhores do leite estão fazendo e para onde eles estão indo! O Interleite Brasil 2018 está de portas abertas para você e toda a sua equipe. Se tivéssemos uma dica para te dar agora seria: não perca o melhor evento do setor leiteiro no Brasil!

Confira a programação (www.interleite.com.br) e se inscreva com desconto até hoje, quarta-feira, 27/06.

Para quaisquer informações ou dúvidas sobre o evento envie um e-mail para eventos@agripoint.com.br ou ligue para (19) 3432-2199

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint