ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Europa: guerra provoca escassez de alimentos e ameaça produtores de leite

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 25/03/2022

2 MIN DE LEITURA

0
3

Os produtores de leite em todo o sul da Europa estão sentindo uma pressão intensa, pois o conflito entre a Rússia e a Ucrânia provoca uma crescente escassez de ração para seus rebanhos.

A Ucrânia, que é um grande fornecedor global de ração animal, não conseguiu exportar milho e trigo, dois principais ingredientes para rações, nas últimas semanas.

De acordo com a Reuters, a indústria agrícola da Itália está sentindo especificamente os efeitos do conflito Rússia-Ucrânia. A Assalzoo, uma organização italiana de pecuaristas, alertou que centenas de vacas leiteiras correm o risco de abate prematuro, pois os estoques de matérias-primas usadas para produzir ração podem durar apenas mais um mês.

Se as vacas leiteiras forem abatidas devido à falta de ração, Michele Liverini, presidente interina da Assalzoo, disse que levaria anos para se produzir leite novamente. “No caso de vacas leiteiras, se pararmos e as enviarmos para o abate, levará de sete a oito anos para reconstruir uma fazenda para produzir leite novamente”, disse Liverini. “O problema é muito sério; tem que ser analisado por todos nós da cadeia. Do grande comércio varejista, a produtores de cereais e importadores, temos de ter um papel de responsabilidade neste momento, e temos de levar um aumento ao cliente final, à dona de casa, à família, mas pelo menos, garantir comida a eles. Não podemos fazer de outra maneira”.

Pietro Fusco, executivo-chefe da produtora de leite Cirio Agricola, localizada no sul da Itália, disse que o conflito na Ucrânia exacerbou um momento já difícil. “O conflito ucraniano-russo substituiu um período já estressante para nós, após dois longos anos de pandemia, que já sobrecarregavam a gestão dos negócios”, diz Fusco. “Atualmente temos problemas com a compra de ração para os animais. Acima de tudo, também há um problema com o transporte e, portanto, a impossibilidade de ter suprimentos a tempo, então é isso que estamos sofrendo e pagando muito hoje.”

Hungria, Sérvia e Moldávia também estão contribuindo para o dilema da escassez de ração, informa a Reuters. Esses países proibiram as exportações enquanto buscam proteger seus próprios produtos agrícolas. Na Espanha, os suprimentos de ração também se esgotaram. O país era anteriormente um sério comprador de produtos de milho ucranianos, mas foi cortado logo após a invasão russa.

Agustin de Prada, supervisor da associação de pecuaristas da Espanha, Asoprovac, em Castela e Leão, afirma que o aumento dos preços foi brutal e levanta questões sobre a viabilidade das fazendas.

As informações são do Dairy Herd Management, traduzidas e adaptadas pela equipe MilkPoint. 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint