ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Eu sei o que as vacas fizeram no verão passado

POR HAYLA FERNANDES

E GABRIEL FRANCO

VACA FELIZ

EM 20/04/2021

5 MIN DE LEITURA

4
23

Deixe-me adivinhar sua situação: você passou bem outubro, novembro e dezembro. Em fevereiro patinou, em março, desengrenou de vez.

O caos está instalado: barro até o cotovelo, comida acabando, parece que são muitas as vacas com problema de casco. O preço da arroba está tentador e você coçando a cabeça numa dúvida com total fundamento: “Largo esse negócio? Continuo nessa luta?

Vou falar hoje sob dois olhares: Um, do ponto de vista fisiológico e outro, do ponto de vista do negócio.

Fisiologicamente, as vacas vão diminuindo a ingestão de matéria seca aos poucos. Uma razão é o calor que diminui o apetite por si só, depois o barro, que vai se acumulando dificultando o acesso a comida, de carona vem o desafio com casco que vai piorando e as vacas que já estão comendo pouco, acabam se esforçando menos ainda, pois se torna penoso chegar até o cocho.

Esse momento é fevereiro e março em boa parte das fazendas. É o momento em que historicamente o preço do leite está baixo e o volume entregue também está baixo em comparação com o meio do ano.

O volume está relacionado a concentração de partos, e como esses partos aconteceram nos últimos meses. Vacas que ficam sob melhores condições de conforto no período seco produzem mais, apresentam menos doenças ao parto (como retenção de placenta, metrite, cetose) e é exatamente agora que você está vendo o prejuízo dessas vacas que pariram no verão. Aquelas que tiveram parto em janeiro e deveriam estar dando pico de produção, estão muito aquém do potencial.

A reprodução também vem se arrastando desde que esquentou em outubro. A vantagem é que as que estavam em melhores condições emprenharam, agora sobraram as “buchas”, que ou você considera descarte ou insiste mais um pouco. O silo também está no fim e você com fé em Deus conseguiu acertar nesse silo mais do que ano passado, mas provavelmente está fazendo a transição de silos.

Enfim, é um momento de cansaço, mas de esperança. Esperança que os resultados melhorem, que o preço do leite suba, que a temperatura caia. Isso é verdadeiro porque se trata de um ciclo, que acontece mais ou menos acentuado todos os anos. Vai chegar o período de seca e as coisas vão melhorar, mas o  ciclo se repetirá.

O que temos para te falar sobre como superar esse ciclo? Duas coisas: melhore a vida das vacas e repense o negócio.

Melhorar a vida da vaca é lembrar que, se a ingestão já cai nesse período, tudo que fizermos para que o cocho seja mais convidativo é importante. Como área de cocho, sombreamento do cocho e piquetes, qualidade da comida, limpeza do barro, resfriamento pré-ordenha, etc. Tudo que pudermos fazer para que essas vacas comam é importante para o leite não cair nesse momento.

Lembre-se: o leite cai rápido e demora muito a subir novamente. Então, não deixe cair, segure o máximo possível.

Um ponto muito negligenciado nas fazendas são os corredores. As vacas passam por eles pelo menos 4 vezes ao dia e a caminhada é mais um esforço. Tudo que você puder pensar para deixar os corredores mais secos e com menos pedras vai ser muito bem-vindo, porque além do desafio do barro se tivermos trauma nos cascos com certeza o número de vacas mancando será muito grande.

Outro ponto, é que o seguro morreu de velho. Então, quando estiver se programando para enfrentar mais um verão, não considere que vai chover pouco. Pelo contrário, se prepare para muita chuva porque, se chover pouco, você está calçado. Lembrem que o clima está cada vez mais incerto.

Outro ponto de vista é pensando no negócio. É crucial é repensar como as coisas são feitas na fazenda, desde a projeção de rebanho, plano financeiro, preparação da equipe para esse momento etc.

Tente pensar no ano passado. O que você fez para preparar a fazenda para o período que vinha? Você preparou sua equipe de trato? Pensou em alternativas para locais de alimentação e limpeza desses lugares? Preparou a sala de resfriamento para amenizar o estresse térmico? Cobriu ou melhorou a condição dos cochos? Não? Vou cair no maior clichê do mundo: Fazer a mesma coisa e esperar resultado diferente é sinal de loucura” (frase de Freud e não de Einstein ok?)

O financeiro da fazenda tem importância nessa hora? Como está seu caixa? Lembre-se que qualquer produto tem sazonalidade de preço, custo e tudo mais. Não estamos negando o peso que o preço de leite tem e que o valor dos insumos está fora de base, mas a grande maioria das fazendas não conta com essa baixa e começa a descartar vacas que serão necessárias para aumentar o faturamento nos próximos meses.

Seja prudente nessa hora, faça cuidadosamente um planejamento financeiro, contrate uma consultoria se for o caso, mas não caia na tentação de dilapidar seu rebanho para capitalizar a fazenda a não ser que isso faça parte da estratégia e esteja no plano.

Um bom começo é analisar cuidadosamente todo o histórico de anos anteriores e se programar para o ano que virá. O verão de 2022 começa agora com a entrada desse inverno.

Para fechar o assunto, uma pergunta: e a gestão como anda? Lembre-se que gestão não é apenas o planejamento financeiro que citamos acima. O financeiro faz parte, mas gestão é o jeito que as coisas são feitas todos os dias.

A organização, treinamento, acompanhamento das pessoas, cada processo, cada tarefa, qual tecnologia utilizar em qual momento, como segurar o caixa, quais indicadores utilizar, tudo isso faz parte da gestão. Reflita profundamente nisso!

O leite está evoluindo com uma rapidez gigantesca. Não há mais espaço para fazendas que fazem tudo como antigamente. Hoje, a necessidade é que o produtor se porte como empresário. Não da boca para fora, mas partindo de uma postura de responsabilidade e conhecimento sobre o negócio.

O verão de 2022 começa agora! Não repita os mesmos erros.

Comente abaixo se isso faz sentido. Mande esse texto para aquele amigo que precisa ler isso. De resto, apenas um forte abraço.

Gostou do conteúdo? Deixe seu like e seu comentário, isso nos ajuda a saber que conteúdos são mais interessantes para você. Quer escrever para nós? Clique aqui e veja como!

HAYLA FERNANDES

Descrição: Médica veterinária pela UFG, mestre em sustentabilidade e pecuária e consultora técnica. Proprietária do perfil @vaca_feliz_oficial no Instagram. Contato: (62) 99949-5588.

4

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

VIVIAN NOTHEN

COQUEIROS DO SUL - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 22/04/2021

Vamos conseguir ser melhores para o próximo verão pensando em comida a mais longo prazo mas não que a safra de milho safrinha tenha nós ajudado
HAYLA FERNANDES

GOIÂNIA - GOIÁS - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 22/04/2021

Exato! Leite é uma atividade para ser fechada anualmente e a comida planejada para o ano todo.
REGIS NUNES FERREIRA LEITE

LAGOINHA - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 22/04/2021

Ótimo artigo,seria maravilhoso começar a pensar no verão hoje , temos tentado melhorar seguindo esses ensinamentos e ver a gestão(mas como é DIFÍCIL ) , a planilha do mês não fecha , mas estamos como o nome diz Fazendo Bom feriado para quem não está na produção do ouro branco
HAYLA FERNANDES

GOIÂNIA - GOIÁS - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 22/04/2021

É um desafio mesmo Regis, mas tente tirar ensinamento de todos esses anos passados. Se organizar e focar energia para frente pode ajudar muito a não fazermos a mesma coisa de novo e a tomarmos ações que trarão mais leite nos próximos meses. O que passou fica de aprendizado.
MilkPoint AgriPoint