FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Caixa de peneiras (PennBox): como utilizar para avaliar a dieta do seu rebanho

EDUCAPOINT

EM 23/07/2020

2 MIN DE LEITURA

0
0

 

Sabemos que uma nutrição adequada, proveniente de uma boa dieta, é fundamental para o desempenho produtivo das vacas leiteiras. Porém, apenas a formulação não garante que o fornecimento da dieta total ocorra de forma homogênea, ou seja, que a dieta que chega à boca da vaca seja a mais fiel possível à dieta formulada.

Avaliar a TMR por meio de um teste bromatológico em laboratório tem sua importância, mas é preciso ter muito critério na amostragem do material. Para se ter uma análise cuidadosa do que está ocorrendo com a alimentação na fazenda, o ideal seria coletar várias amostras, de vários tratos e em diferentes momentos, para então se calcular uma média. Na prática, isso não costuma ocorrer, fazendo com que a dieta formulada dificilmente seja igual à amostrada no cocho.

Levando-se em consideração que a maior preocupação em relação a uma dieta é a forma como ela será estruturada no cocho (e posteriormente ingerida pelos bovinos), uma forma eficiente de se analisar a conformidade de uma dieta total é fazer a avaliação do tamanho de partículas de forragens utilizando a caixa de peneiras (Penn Box).

Através deste teste, desenvolvido na PennState, é possível dizer se o tamanho das partículas da TMR está adequado para a alimentação do rebanho. Ao comparar a porcentagem ideal de retenção das partículas em cada caixa, o método permite averiguar se a passagem do alimento está ocorrendo muito rapidamente pelo trato digestivo dos bovinos, o que causa a diminuição do aproveitamento dos nutrientes, que não ficam tempo suficiente no rúmen.

O método utiliza 4 caixas e 3 peneiras. Na primeira peneira, em uma amostra de 500 gramas, espera-se encontrar 2 a 8% de material retido; na segunda peneira, de 30% a 50% de material retido; na terceira peneira, de 30 a 40/50% de material retido. O que sobra, deve permanecer na caixa final, em uma proporção inferior a 20%.

Confira como é feito o processo no vídeo abaixo, em uma demonstração feita pelo Especialista em Produção de Ruminantes, João Paulo V. Alves dos Santos:



É necessário agitar cinco vezes cada lado, por duas vezes. Cada caixa representa uma fração da dieta:





=> Assista ao curso TMR na alimentação de vacas leiteiras, de onde foi retirado esse trecho acima. Você pode adquirir o curso individualmente ou optar pela assinatura da plataforma EducaPoint, o que dá a você acesso a TODOS os cursos disponíveis - e já são mais de 190! - por um preço único. 

O conteúdo de cada caixa é pesado para avaliar a proporção com relação à amostra total pesada. 

É necessário fazer vários desses testes enquanto se ajusta a dieta, até que se chegue à proporção adequada de concentrado e volumoso na dieta da vaca, sem depender somente do computador, pois nem sempre o que é formulado é realmente consumido pelos animais.

Mais informações
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint