ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
FAÇA SEU LOGIN E ACESSE CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Acesso a matérias, novidades por newsletter, interação com as notícias e muito mais.

ENTRAR SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

A história da Fazenda e Queijaria Lano-Alto

POR STEPHANIE ALVES GONSALES

E FERNANDA ANTUNES

ESPAÇO ABERTO

EM 21/06/2024

3 MIN DE LEITURA

0
9

Hoje trouxemos um pouco da história da Fazenda e Queijaria Lano-Alto, localizada no topo da Serra do Mar em Catuçaba-SP, propriedade do casal Yentl Dalanhesi e Paulo Lemos, que veio do mundo da comunicação, tendo trabalhando em uma agência publicitária.

Yentl e Paulo mudaram completamente suas rotas, seguindo por um caminho nada convencional para quem atua na publicidade: a produção de queijos e outros produtos lácteos em fazenda própria.

Queijos da Queijaria Lano-Alto

Paulo já possuía um vínculo com o meio rural, por meio da família, mas foi após algumas experiências vividas nos EUA que decidiram morar na fazenda, adquirida há 10 anos, em Catuçaba, no município de São Luis do Paraitinga/SP (Serra do Mar), para iniciar o negócio.

Nunca esteve nos planos do casal morar no interior. A fazenda era para ser apenas um refúgio, um lugar que compensasse a rotina doida na cidade de São Paulo.

Paulo afirma que a transição da cidade para o campo foi uma mudança intensa, com medos e desafios que encontraram pelo caminho, mas que hoje são felizes com a decisão. 

O leite para a produção dos lácteos é oriundo da própria fazenda. O sistema de produção é a pasto, com piquetes rotacionados. A propriedade também faz parte do programa Balde Cheio da Embrapa e atualmente conta com aproximadamente14 vacas em lactação, todas da raça Jersey, mas começando a inserção de uma nova raça, a Kiwicross, com rebanho bastante expressivo na Nova Zelândia. Paulo afirma que “o foco é utilizar todo o leite para beneficiamento e transformar em queijos artesanais de alta qualidade”.

Para a produção dos queijos a fazenda utiliza apenas o leite do próprio rebanho, sem adquirir matéria prima externa. Os queijos são fabricados com leite cru, sem a pasteurização. Paulo salienta que preza-se muito para que o terroir da região seja marcante e se expresse no sabor dos queijos, tornando os produtos diferenciados e agregando maior valor. 

Queijos da Queijaria Lano-Alto

Toda a produção na fazenda, sejam as culturas utilizadas diretamente para a alimentação das vacas, como também outros alimentos cultivados na propriedade, é produzida com os princípios e práticas da agrofloresta. Paulo acredita firmemente na produção mais sustentável para tudo que é produzido na fazenda. A fazenda possui certificado de transição agroecológica.

Os queijos produzidos na fazenda já contam com algumas premiações, como o Super Ouro no Mundial de 2022. Mais recentemente, no Mundial de Queijo do Brasil, que aconteceu em abril desse ano, o Queijo Causo, produzido na fazenda também recebeu Ouro na premiação. Como Paulo e Yentl salientam, tudo isso é fruto do pasto, leite e do trabalho de domingo a domingo.

Além dos queijos, a fazenda também produz doce de leite, iogurtes, requeijão e manteiga

 Queijaria Lano -Alto

“A queijaria tem como premissa trabalhar com o melhor leite que podemos ter acesso. E isso começa com um manejo justo e ético dos nossos pastos e animais, passando por modelos regenerativos de agricultura, produção em micro-escala, e processos que visam o bem-estar de todos envolvidos. Nesse sistema, nossos queijos, iogurtes, doces e produtos certificados são resultado exclusivo de excelência e qualidade”, afirma o casal.

A venda majoritária da produção é feita diretamente para o público final, via e-commerce, da queijaria para a cozinha do consumidor. A fazenda ainda conta com cabanas para recebimento do público, além de cursos e eventos que realizam na propriedade. 

Hoje, a Lano-Alto é a primeira queijaria do estado de SP aprovada para produzir queijo de leite cru, com a devida certificação, assim como a propriedade também é certificada como livre de brucelose e tuberculose. 

 

Fotos e informações cedidas por Paulo Lemos à equipe MilkPoint.

STEPHANIE ALVES GONSALES

Zootecnista formada pela Universidade Estadual de Maringá e pós-graduada em Gestão do Agronegócio. Integrante da Equipe de Conteúdo do MilkPoint.

FERNANDA ANTUNES

Engenheira Agrônoma pela Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC/CAV.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

Assine nossa newsletter

E fique por dentro de todas as novidades do MilkPoint diretamente no seu e-mail

Obrigado! agora só falta confirmar seu e-mail.
Você receberá uma mensagem no e-mail indicado, com as instruções a serem seguidas.

Você já está logado com o e-mail informado.
Caso deseje alterar as opções de recebimento das newsletter, acesse o seu painel de controle.

MilkPoint Logo MilkPoint Ventures