FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Mapa publica portaria sobre o direito do uso de termos como parmesão e gorgonzola

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 28/07/2020

2 MIN DE LEITURA

0
1

Da maneira como as negociações do Acordo de Livre Comércio MERCOSUL e União Europeia estão sendo conduzidas, nomes comuns de alimentos e bebidas utilizados livremente no Brasil e na Argentina, no Paraguai e no Uruguai, poderão vir a pertencer à Europa.

O Brasil e outros países do Mercosul concordaram em reconhecer mais de 350 nomes como indicações geográficas da UE. O governo brasileiro divulgou publicamente que alguns nomes poderão continuar sendo utilizados livremente por pessoas e empresas que consigam demonstrar uso anterior de tais termos e que forem incluídas em uma lista de usuários prévios, a qual deverá ser anexada aos textos finais do acordo comercial.

No último dia 8 de julho, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) e a Secretaria de Comércio e Relações Internacionais da República Federativa do Brasil publicaram no Diário Oficial da União a portaria pela qual se convocam todas as empresas e pessoas interessadas em fazer parte da lista de usuários prévios, a fim de garantir que seu direito a continuar usando termos como Parmesão, Gruyère, Fontina e Gorgonzola, entre outros, na comercialização de produtos no Brasil seja reconhecido, assim como na Argentina, no Paraguai e no Uruguai.

Como parte dessa publicação, uma lista preliminar de usuários prévios foi publicada pelo MAPA; empresas e pessoas que não tenham sido incluídas, poderão ser listadas desde que: 

1) Preencham o formulário eletrônico, que está disponível na página Consultas Públicas Vigentes, com seus dados cadastrais: https://www.gov.br/agricultura/pt-br/acesso-a-informacao/participacao-social/consultas-publicas/2020/portariascri12020

2) Enviem um e-mail ao tnt.sri@agricultura.gov.br antes do próximo dia 7 de agosto, e 

3) Indiquem e anexem as informações solicitadas na publicação, como declaração juramentada e comprovante de registro ou autorização de comercialização, entre outras.

O Consórcio de Nomes Comuns de Alimentos (CCFN, sigla em inglês) estabelecido nos Estados Unidos, mas representado por organizações e empresas em todo o mundo, convoca todos os produtores, processadores, restaurantes, supermercados, consumidores e outros membros da cadeia produtiva (e de distribuição) do Brasil, que utilizem os nomes comuns ou genéricos acima mencionados, a não perder esta oportunidade fornecida pelo governo brasileiro e a submeter sua solicitação ao MAPA para fazer parte da lista de Usuários Prévios.

Também são convidados a divulgar esta publicação amplamente entre as empresas envolvidas em toda a cadeia de valor desses produtos, para que o mercado brasileiro e os consumidores se beneficiem plenamente dessa importante exceção outorgada pelas autoridades brasileiras e que garantirá que os termos em discussão continuem sendo comumente utilizados no futuro.

Adicionalmente ao acima expressado, o CCFN clama às autoridades do MAPA que, tendo em vista a transparência demonstrada até tal momento com a publicação da referida portaria e, sobretudo, considerando que o Acordo Comercial com a UE ainda não está concluído, estendam o prazo para inclusão de novas empresas e pessoas na lista de usuários prévios e permitam a apresentação de informações por qualquer interessado por, pelo menos, seis meses após o término do período de implementação de medidas para contenção da pandemia do COVID-19, e não antes do final do presente ano.

O CCFN é uma aliança que representa os interesses de membros da cadeia de valor alimentar em todo o mundo, que  historicamente têm usado, de maneira livre, as denominações genéricas para comercializar seus produtos, particularmente em países que, como o Brasil, receberam ondas de imigrantes europeus e, com isso, a transferência de tradições, conhecimento e cultura. 

Para mais informações sobre o CCFN, por favor, acesse www.commonfoodnames.com ou contate (em Português) SouthAmerica@CommonFoodNames.com.  

As informações são do Consórcio de Nomes Comuns de Alimentos (CCFN). 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.