ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

É possível que o produtor de leite acompanhe o mercado?

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 29/03/2021

4 MIN DE LEITURA

0
4

O mercado do leite possui diversas particularidades e não é novidade que isto influencia diretamente na rentabilidade do produtor. Uma informação estratégica em um momento de tomada de decisão pode ser o diferencial entre o lucro e o prejuízo.

A rentabilidade da produção de leite é altamente dependente de algumas variáveis de mercado que vão influenciar tanto no preço pago pelo litro de leite ao produtor, como em seu custo de produção. O fato é, quando bem informado, o produtor consegue equacionar melhor esta balança e evita “passar aperto” em seu negócio.

Contudo, segundo Valter Galan, do MilkPoint Mercado, nem sempre o gestor consegue ter acesso a informações de qualidade e este é um grande problema. “O principal entrave do produtor é ter acesso a informação de mercado atualizada, isto é, que reflita a situação no momento em quanto ela está acontecendo. No leite, há uma enorme defasagem entre o que está acontecendo e o momento em que a informação chega nas fazendas. Assim, o produtor, via de regra, trabalha gerenciando sua atividade, com alguma defasagem de informação, o que certamente dificulta a boa gestão de seus negócios”.

O analista de mercado evidencia que esta dificuldade é ainda maior para os pequenos produtores. “O pequeno produtor, além de ter este entrave de acesso à informação de mercado atualizada, ainda tem dificuldade de acesso à tecnologia.”

Mesmo com as dificuldades, este cenário de relação não tão amigável entre produtor de leite e mercado precisa ser revertido. Acompanhar as tendências é uma prática importante em quaisquer circunstâncias, sobretudo em momentos críticos, como a pandemia da Covid-19. “Este é um exemplo emblemático da importância do acompanhamento de mercado para tomada de decisões acertadas no leite. No início da pandemia, em março de 2020, acreditava-se que, como em outros países, o consumo cairia abruptamente, fazendo com que o produtor chegasse a perder leite nas fazendas. O que se viu foi exatamente o contrário e, um mês depois do início da pandemia – e por uma série de motivos, principalmente a entrada do coronavoucher no mercado) - o consumo ‘explodiu’ e, em seguida, fez subir os preços ao longo da cadeia produtiva. Um produtor que gerenciou sua atividade em função das primeiras informações sobre o mercado no início da pandemia, provavelmente tomou decisões erradas no seu negócio (como secar vacas, mandar animais para o abate, reduzir o concentrado na alimentação das vacas etc.). Logo em seguida, o mercado passou a demandar muito leite, os preços subiram e o cenário foi totalmente diferente do que se projetava”.

Por isso não basta ter acesso à informação, ela precisa ser de qualidade e o produtor deve saber interpretar e utilizá-la de forma correta, conhecendo os índices mais importantes. Valter cita alguns indicadores que devem ser levados em consideração na hora de pensar em decisões futuras: “Os preços de muitos derivados lácteos (como leite UHT, leite em pó industrial e queijo muçarela) têm uma boa correlação com os preços pagos aos produtores e, assim, podem antecipar tendências de queda ou subida. Da mesma forma, e com uma correlação maior ainda, o leite spot também antecipa bastante o que vai acontecer com os preços ao produtor”.

Além destes, segundo o analista, o indicador Receita Menos Custo da Ração calculado pelo MilkPoint Mercado, é uma boa proxy da rentabilidade do produtor e podem antecipar tendências de elevação ou queda na produção. Ao mesmo tempo, os preços dos derivados nos supermercados são fortes apontadoras do que está acontecendo (ou do que pode acontecer) com o consumo de lácteos, o que, em algum momento futuro, certamente impactará os preços ao produtor. “São diferentes variáveis de mercado traduzindo tendências de Oferta e Demanda que impactarão a atividade de produção de leite”, concluiu.

Mas onde encontrar estes indicadores? Como ter acesso a informação confiável e de qualidade? Como interpretar tudo isso? Para ajudar nesta questão, o MilkPoint Mercado lançou um aplicativo de informações de mercado para produtores de leite, o Milk Monitor, no qual, diariamente, são publicadas informações sobre o que está acontecendo no mercado, dicas de gestão, informações de custos de produção e preços dos principais insumos etc. “O Milk Monitor busca reduzir este gap de informação, principalmente em relação aos pequenos produtores, já que é de muito fácil acesso e funciona no celular do produtor”, contou Galan.

Para falar mais sobre o assunto, apresentar o Milk Monitor e discutir como o produtor de leite pode acompanhar efetivamente o mercado e aplicar o conhecimento em seu negócio, Valter estará no MilkPoint Experts Feras da Gestão, ministrando a palestra “Como o produtor pode acompanhar o mercado de leite de forma eficaz”.

O evento, que trará um panorama sobre gestão de propriedades leiteiras, passando por rentabilidade, índices zootécnicos, gestão de pessoas, mercado do leite, custos de produção e muito mais, ocorrerá no formato de encontros semanais durante 8 semanas, entre abril e junho de 2021.

A programação está imperdível! Entre agora em nosso site e se inscreva!

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint