ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

COP26: pecuária terá que se adaptar para reduzir emissão de metano

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 04/11/2021

1 MIN DE LEITURA

0
0

Mais de cem países, entre eles o Brasil, assinaram um compromisso global que prevê reduzir as emissões de metano em 30% até 2030, ante os níveis do ano passado.

O anúncio foi feito em Glasgow nesta terça-feira, 2, na Cúpula do Clima das Nações Unidas (COP-26). O Brasil é o quinto maior emissor de metano do mundo. Contudo, três dos maiores emissores – China, Rússia e Índia – ficaram fora do acordo. 

O metano tem potencial 80 vezes maior de aquecimento em relação ao gás carbônico, sendo o segundo maior poluente do planeta. Uma das principais fontes de metano é a atividade agropecuária, principalmente a criação de gado – responsável por 27% das emissões mundiais. 

Por isso, a preocupação do país em reduzir as emissões, visto que a atividade é de grande importância econômica para o Brasil. Segundo o vice-presidente, Hamilton Mourão, a pecuária do País terá de fazer "uma adaptação" para cumprir a meta acordada. A agropecuária é a principal fonte das emissões de metano do Brasil. 

emissoes metano brasil

 

Segundo o anúncio, as nações que aderiram ao plano representam 70% das emissões de metano no planeta. Por outro lado, as ausências de China, Rússia e Índia expõem as dificuldades de chegar a acordos mais ambiciosos nesta COP.

Segundo o professor de Física da USP Paulo Artaxo, que integra o Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas das Nações Unidas, o IPCC, medidas simples podem reduzir as emissão de metano. “Como o metano tem uma meia vida curta na atmosfera, [a diminuição nas emissões] tem impacto muito rápido na redução do aquecimento global”, apontou. “O metano é muito importante na redução das emissões no curto prazo e o CO2 no longo prazo".

Um exemplo, segundo ele, são estudos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) que apontam aumento da produtividade da pecuária e menor impacto ambiental se houver elevação na qualidade das pastagens. 

Outro exemplo que ressalta é do setor petrolífero, em que grande parte do metano emitido é oriundo de vazamentos. “Ou seja: se estancar os vazamentos, além de reduzir as emissões, tem ganho de produção."

As informações são do Estadão, adaptadas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint