ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Tratamento da água na produção leiteira - Parte 2: tratamento químico

POR JOÃO LUIS DOS SANTOS

GESTÃO DA ÁGUA

EM 10/04/2018

2
2

Conforme mencionamos anteriormente, na parte dois deste tema falaremos sobre os aspectos químicos do tratamento da água. O tratamento químico ocorre quando é necessário adicionar um produto químico para se obter um resultado, como por exemplo:

  • ácidos ou hidróxidos para corrigir pH;
  • floculante para reduzir cor e turbidez;
  • cloro para eliminar bactérias.

Para definir o tipo de tratamento, é necessário a realização da análise da água e então avaliar quais pontos podem ser prejudiciais a saúde da vaca ou a qualidade do leite e que devem ser tratados. Vale lembrar que no artigo 'Análise de água em produção leiteira. Parâmetros físico-químicos - Parte 2 ' há uma tabela de recomendação do NRC de parâmetros que podem de alguma forma afetar a produção, produtividade ou mesmo a saúde da vaca.

Recentemente o Memorando nº 26/2017/CGPE/DIPOA/MAPA/SDA/MAPA estabeleceu os parâmetros mínimos que devem ser analisados para garantir a qualidade da água na produção animal como um todo. Assim, recomendamos a análise segundo o Memorando 26 juntamente com os que faltarem e que estão indicados na tabela do NRC.

Com estes dados em mãos, um especialista em tratamento de água poderá indicar os tratamentos necessários para se obter uma água de qualidade. Usualmente, uma filtração seguida de uma cloração resolve o problema de 90% das águas disponíveis. O pH, caso esteja muito fora ao ponto de poder causar acidose ou alcalose, poderá ser compensado por uma dieta adequada, indicada por um bom nutricionista, o que pode ser mais fácil de acertar do que tentar corrigir o pH da água.

Alguns parâmetros, quando estão fora dos limites seguros, são bem mais complexos de tratar, como nitratos e sulfatos. Caso não haja outra fonte de água, considere o aproveitamento de água de chuva para diluir esses elementos a níveis de segurança. A presença de ferro e manganês em excesso causará uma cor escura ou amarelada e cheiro forte na água. A oxidação pela cloração e posterior filtração é o tratamento mais rápido e de menor custo.

A presença de dureza acima de 70 mg/L causa incrustações e prejuízos com queima de resistências de boiler. Um tratamento muito simples de baixo custo é o uso do EcoÍon, um equipamento que não necessita de dosagem de químicos, não gasta energia elétrica, remove e evita incrustações e pode até contribuir com redução de cloretos, ferro, manganês e sólidos totais dissolvidos.

Assista o vídeo abaixo: 

Outros cuidados e boas práticas que se deve ter com os recursos hídricos nas propriedades, podem ser vistos em detalhes em dois cursos on-line disponíveis para os assinantes do EducaPoint, sob minha apresentação, confira: 

Gestão da qualidade e quantidade da água 
Pegada hídrica na produção leiteira 

JOÃO LUIS DOS SANTOS

Mestre em engenharia agrícola pela Unicamp/Feagri na área de concentração de águas e solo. Atua a mais de 15 anos no desenvolvimento de soluções e tecnologias para tratamento da água na produção animal. Diretor e fundador da Especializo.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

JUNIOR MATOS RAFAEL

TAPIRA - PARANÁ - TÉCNICO

EM 16/04/2018

Parabéns pela matéria, algum tempo atrás deixei um comentário sobre isso, devido ter trabalhado na avicultura e o foco principal junto com nutrição é o tratamento da água.
Parabéns novamente pela matéria.
JOÃO LUIS DOS SANTOS

CAMPINAS - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 16/04/2018

Olá Júnior,

Obrigado pelo comentário e apoio.
Na avicultura, devido ao ciclo produtivo curto e necessidade de alto desempenho, a água tem um impacto muito significativo e realmente deve ser muito bem cuidada pois não há tempo de recuperar prejuízos dentro de um lote.

Sucesso e mais uma vez obrigado.