FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Transição de sucesso: Suas vacas fazem?

COWMED - TRADUZINDO A OPINIÃO DA VACA

EM 20/10/2020

4 MIN DE LEITURA

0
4

Localizada em Coronel Vivida - PR a Agropecuária Malage dos irmãos Tiago, Marcos e Tania, tem mais de 20 anos de tradição na produção leiteira e está sempre buscando e investindo em inovações tecnológicas para a pecuária leiteira. Com estrutura ampla e moderna, conta atualmente com 180 vacas em ordenha. Além das vacas em lactação, também estão alojadas no Compost Barn as vacas secas e as em pré-parto, essa estrutura foi montada visando proporcionar bem estar animal para as vacas independente da fase produtiva delas.

A fase produtiva mais desafiadora, muito estudada e debatida pelos integrantes da cadeia leiteira, é o período de transição, definido como o intervalo de três semanas antes do parto e três semanas após o parto. A transição de sucesso de cada vaca é fator determinante para o sucesso da lactação dela e consequentemente para o sucesso de toda a fazenda. O sucesso da transição depende de vários fatores, sejam nutricionais, sanitários e de conforto e bem estar. Olhando por essa perspectiva nada melhor do que a opinião da própria vaca para saber se ela está bem ou se algum fator precisa ser melhorado.

Pensando nisto e buscando sempre aumentar o número de vacas com transição de sucesso, a Agropecuária Malage, foi pioneira a implementar o monitoramento da COWMED em parceria com a Supra, fazendo-o em novembro de 2017.

Desde o início o monitoramento veio para somar. Com o sistema, além de detectar o cio, analisamos a saúde e bem estar das vacas”, cita Kely Malage, gestora de pessoas da fazenda, que juntamente com a Katia Malage são responsáveis pela análise e acompanhamento dos dados gerados pelo monitoramento. Somando-se a equipe da fazenda os médicos veterinários Ronivan Bachman, responsável pela parte reprodutiva e sanitária e Alexandre Farias, gerente técnico da Supra e responsável pela nutrição dos animais. Todos utilizam o comportamento dos animais como base para suas tomadas de decisão.

Com o foco especial no monitoramento deste período tão delicado todas as vacas do pré-parto são analisadas quanto ao seu comportamento semanalmente pela equipe COWMED em conjunto com a equipe da fazenda, e sempre que necessário o veterinário é acionado e são tomadas ações preventivas, visando separar os animais com maior risco de apresentarem algum problema no pós-parto, daqueles que tem menor possibilidade.

Para Kely, tão importante quando os resultados obtidos é a forma como eles são construídos em parceria, “As ideias de gerenciamento do rebanho foram surgindo e repassadas a COWMED, que nos deu total atenção e hoje possibilita muito mais informações aos produtores” e conclui “O produtor que procura um sistema de fácil acesso e com informações que sejam simples e objetivas precisa conhecer”.

MONITORAMENTO DO PERÍODO DE TRANSIÇÃO COWMED

Através do monitoramento COWMED a equipe da fazenda consegue acompanhar o comportamento de cada vaca do seu rebanho, individualmente ou em lote, 24 horas por dia da palma da sua mão. Quando analisamos o comportamento de vacas no período de transição, acompanhar alguns pontos são extremamente importantes, principalmente no que se refere a homogeneidade de ruminação dos animais.

Os animais em período de transição, principalmente no pré-parto possuem muita variabilidade comportamental, geralmente esta variabilidade de ruminação é explicável se levarmos em consideração que a vaca tem uma bezerra disputando espaço interno com o rúmen, ao mesmo tempo que se prepara para parir e na maioria das vezes consome uma dieta pré-parto bastante adstringente e menos palatável.   

Vacas com baixa ruminação (menor que 5 horas do dia), ou ainda com alta variabilidade (superior a 180 minutos por dia na semana que antecede o parto) tem mais de 80% de chance de apresentarem algum problema no pós-parto. Isto é bastante coerente se pensarmos que vacas que ruminam menos que 5 horas por dia estão consumindo menos a dieta pré-parto do que deveriam. O consumo menor da dieta pré-parto leva a uma maior propensão de hipocalcemia subclínica no parto, o que vai potencializar a ocorrência de metrite, mastite, deslocamento de abomaso, cetose e todas as demais doenças do período.

Animal com deslocamento de abomaso após o parto

Na imagem acima temos o caso de um animal que teve deslocamento de abomaso no pós-parto. Considerando que o marcador verde é o dia do parto, o marcador S representa as alterações sanitárias, e as linhas azul e verde representam ócio e ruminação, respectivamente, observa-se que este animal apresentou uma alteração brusca no seu comportamento 2 dias antes do parto, e em decorrência desse aumento de debilidade a vaca potencializou problemas sanitários no pós-parto, aumentando muito seu tempo de ruminação e caindo sua atividade e ruminação, alertadas em decorrência desta debilidade.

 Vaca com transição de sucesso

A segunda imagem já ilustra o contrário, uma vaca que teve constância e homogeneidade de ruminação no pós-parto, observa-se uma constância de comportamento apesar do momento do animal ser altamente crítico. Comportamentos assim nos revelam quem são os animais com maior índice de bem-estar numa propriedade.

O monitoramento da COWMED identifica alterações nos parâmetros comportamentais das vacas e avisa o produtor para ele agir logo, antecipando possíveis problemas pós-parto. Além disso o time de Sucesso do Cliente da COWMED auxilia os produtores a analisarem o comportamento de seus animais pelo período desejado, é um trabalho em equipe buscando alcançar os melhores resultados para nossos clientes.

Afinal, como diz Kely M., “Sucesso é aquilo que se consegue todos os dias”.

Por Julio Sauthier, Zootecnista e Gerente de Sucesso do Cliente da COWMED

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint