ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

GDT: preços internacionais de lácteos atingem altas históricas!

POR TIAGO DA CUNHA FARIA

PANORAMA DE MERCADO

EM 15/02/2022

5 MIN DE LEITURA

0
4

Atualizado em 16/02/2022

O Global Dairy Trade (GDT) alcançou seu trecentésimo segundo evento hoje (15/02) com mais uma vez, novas altas em seus valores médios. Após os preços apresentarem um aumento expressivo de +4,1% no evento 301, os resultados das negociações do evento 302 da plataforma Global Dairy Trade (GDT) sofreram mais um aumento significativo nos valores dos lácteos: +4,2% em relação ao último evento, com o preço médio fechando em US$ 4.840/tonelada. O preço médio do leilão bateu recorde e alcançou seu maior valor desde 2014. Confira no Gráfico 1, a evolução de preços médios praticados nos leilões e suas variações.

Gráfico 1. Preço médio leilão GDT x GDT Price Index.

Fonte: elaborado pela equipe MilkPoint Mercado com dados do Global Dairy Trade.

 

No evento desta terça-feira (15), um menor volume negociado foi observado, sendo o terceiro recuo seguido. Foram negociadas 27.726 toneladas de lácteos, volume 2,6% menor em relação ao último leilão, demonstrando que a disponibilidade de leite do mercado internacional sofreu mais um recuo. Confira no gráfico 2 a evolução dos volumes negociados historicamente no leilão.

Gráfico 2. Volumes negociados nos eventos do leilão GDT.

Fonte: elaborado pela equipe MilkPoint Mercado com dados do Global Dairy Trade.

 

Todos os produtos apresentaram variações positivas no segundo leilão de fevereiro de 2022, sendo que as variações mais expressivas foram do leite em pó desnatado (+6,0%, fechando em US$ 4.295/ton) e da manteiga (+5,1%, fechando em U$ 4.051/ton).

Após passar por dois aumentos consecutivos, os preços médios do leite em pó integral sofreram mais uma variação positiva, sendo a terceira seguida. Os valores tiveram um aumento de 4,2% e fecharam acima dos U$ 4.500 /tonelada. Esse é o maior valor médio para o derivado desde 04 de março de 2014, quando estava em U$ 4.703 /tonelada.

Confira na Tabela 1 o preço médio dos derivados após a finalização do evento e a variação em relação ao evento anterior.

Tabela 1. Preço e variação do índice dos produtos negociados no leilão GDT em 15/02/2022.

 

O cenário de oferta e demanda ao redor do mundo segue apertado, o que refletiu nas variações positivas do leilão 302 do GDT. Esta é o terceiro aumento acima de 4% seguido e os valores médios do leilão estão atingindo altas históricas.

Abaixo, podemos observar a forte tendência de alta que o leite em pó integral vem tendo nos últimos meses, atingindo altas históricas que não eram observadas desde 2014.

Gráfico 3. GDT – histórico de preços do leite em pó integral.

Fonte: Global Dairy Trade (GDT) – elaborado pelo MilkPoint Mercado.

 

Os principais países produtores vêm apresentando entraves na produção de leite, afetando a disponibilidade mundial, e consequentemente a oferta de leite. Praticamente todos os países-chave exportadores de leite da União Europeia apresentaram variações negativas comparando-se os meses de outubro, novembro e dezembro, demonstrando que a menor disponibilidade de leite já vem se estendendo a três meses, conforme podemos observar no gráfico a seguir.

Gráfico 4. Variação na disponibilidade de leite em regiões estratégicas exportadores de leite entre 2020 e 2021.


Fonte: Interfood – Adaptado pelo MilkPoint Mercado. 2022.
 

A situação da Nova Zelândia, maior exportadora de lácteos do mundo, é ainda mais negativa. Desde agosto o país vem enfrentando problemas na produção de leite. O mês de dezembro de 2021 apresentou uma produção total de  2.603.000 toneladas, enquanto no mesmo período de 2020 o valor era de 2.741.000 toneladas, um recuo de 5,0%.

Gráfico 5. Variação na produção de leite da Nova Zelândia, 2020 x 2021.

Fonte: DCANZ – elaborado pelo MilkPoint Mercado, 2022.

 

Um dos fatores que levaram a estes resultados na Nova Zelândia foi a estiagem que o país vem enfrentando desde o final de 2021. Regiões da ilha norte, como, por exemplo, Hamilton, apresentaram um volume hídrico em dezembro e janeiro bem abaixo do esperado. Em janeiro foi registrado um volume hídrico de 5,6 mm, um valor aproximadamente 93% inferior à média histórica para a região.

Gráfico 6. Volume hídrico da região de Hamilton, Nova Zelândia.

Fonte: MetService – elaborado pelo MilkPoint Mercado, 2022.

 

Por outro lado, podemos ver a China voltando ao mercado com alguma força após o seu Ano Novo. O interesse de compra chinês está baixo em termos relativos desde dezembro, mas a participação no último evento GDT indicou atividade mais forte novamente.

Além disso, temos os preços do petróleo em patamares elevados, atingindo U$ 92,4 /barril, sendo os maiores valores desde 2020 para o período, o que aumenta o apetite de países petrolíferos para a importação de produtos lácteos. Este cenário de menor oferta e demanda aquecida refletiu nos resultados observados no evento 302 do GDT.

Em relação aos contratos futuros de leite em pó integral no GDT e na Bolsa de Futuros da Nova Zelândia (NZX Futures), os preços seguem firmes para os próximos 4 meses, e segundo as previsões, tendem a se manter próximos de U$ 4.500 /tonelada, conforme podemos observar no gráfico abaixo.

Gráfico 7. Contratos futuros de leite em pó integral – GDT X NZX Futures.

 

E como os resultados do leilão GDT afetam o mercado brasileiro?

Para entendermos o impacto das negociações do evento GDT no mercado nacional, podemos considerar o câmbio desta terça-feira (15/02/2022) — R$ 5,18 — e o valor do leite em pó integral internacional (US$ 4.503/tonelada), para chegarmos ao preço equivalente de um leite importado colocado no Brasil, que seria de R$ 2,85/litro.

Esse valor está bem acima se comparado com o leite pago ao produtor no mês de janeiro – fechado na média de R$ 2,11/litro (CEPEA/ESALQ) –  além de ser também um valor superior se comparado ao preço do leite spot da primeira quinzena de fevereiro (R$ 2,15/litro – média Brasil).

Interessante observar que mesmo com a queda do câmbio, a composição dos preços no mercado nacional não recuou, e pelo contrário, sofreu uma variação positiva com relação ao último leilão. O dólar variou de R$ 5,28 para R$ 5,18, uma redução de 1,9%, enquanto os preços do leilão GDT tiveram um aumento significativo de 4,2%.

Portanto, ocorreu um certo “equilíbrio” entre a baixa do dólar e o aumento dos preços internacionais, e o preço equivalente do produto internacional no mercado brasileiro passou de R$ 2,79 /litro para R$ 2,85 /litro, um aumento de 2,2%.

Bom reforçar que apesar das negociações internacionais, como importações e exportações de lácteos do Brasil serem em grande parte dos países do Mercosul (como Argentina e Uruguai, sendo aproximadamente 87% do volume negociado de importações proveniente desses países em 2021), os preços do leilão GDT refletem diretamente e indiretamente na dinâmica do mercado lácteo brasileiro. Os preços internacionais praticados no GDT são parâmetros e indicadores para os demais preços internacionais.

Sendo assim, o cenário é o mesmo das últimas semanas. A dinâmica é desfavorável para importações e a janela de exportações para os lácteos brasileiros se mantém. Espera-se que essa dinâmica reflita expressivamente na composição do saldo da balança comercial de lácteos de janeiro e fevereiro.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint