ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Rabobank revela retomada dos níveis da demanda por lácteos

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 11/06/2021

4 MIN DE LEITURA

0
1

A pandemia global ainda não acabou e os riscos continuam, mas alguns grandes mercados estão retomando os níveis pré-pandêmicos de demanda, de acordo com analistas da indústria Rabobank.

A cada mês que passa, os mercados de lácteos em todo o mundo estão lentamente voltando ao normal após os efeitos causados pela pandemia. A avaliação cuidadosa dos dados de oferta e demanda é confiável, pois, foi realizada a sobreposição dos períodos correspondentes mais atingidos e o carregamento da despensa de 2020. No entanto, olhando para os próximos 12 meses, os fundamentos do mercado subjacentes permanecem relativamente neutros.

Contudo, os riscos e incertezas ainda são abundantes, o que está sustentando os preços das commodities em níveis elevados. Com a provável redução da demanda de importação chinesa no segundo semestre de 2021, o poder de compra de outros países será testado e, provavelmente levará a ajustes de preços nos mercados de laticínios.

Os mercados à vista de lácteos, em sua maior parte, permaneceram neutros durante o segundo trimestre de 2021. Os preços das commodities da Oceania ficaram praticamente estáveis no último trimestre, excluindo uma correção nos mercados de gordura de manteiga. No meio do ano, os preços das commodities (em termos de dólares) estão sendo negociados em níveis elevados em comparação com o ano passado.

O crescimento da oferta global nas principais regiões de exportação também ficou estagnado. O fluxo europeu foi em grande parte sem brilho, com um crescimento modesto de 0,5%. O clima desfavorável e os custos crescentes dos alimentos estão contrariando os preços mais altos do leite na região.

As entregas de leite no noroeste da Europa caíram acentuadamente, com França (-2,5% ou 159.000 toneladas), Alemanha (-1,9%) e Holanda (-1,3%) caindo, enquanto Irlanda (+ 10,3%) e Itália (+2,3 %) registraram crescimento.

As exportações de queijo da União Europeia (UE)  também foram positivas, registrando um aumento de 4,8% com relação ao ano anterior, ou 11.100 toneladas métricas, no primeiro trimestre de 2021, enquanto as exportações de leite em pó integral foram levemente maiores (0,3% com relação ao ano anterior).

Já as exportações de leite em pó desnatado aumentaram 3,1% ou 6.100 toneladas. A manteiga obteve baixo desempenho, além da redução das exportações aos EUA, contribuindo para uma redução de -18,7% com relação ao ano anterior, ou 12.600 toneladas, no primeiro trimestre do ano.

Do lado do Brexit, o Reino Unido adiou a implementação dos controles de fronteira sobre os produtos lácteos da UE até pelo menos 1º de outubro, visto que tais controles resultaram em alguns atrasos, o que é problemático para produtos frescos como nata e leite desnatado condensado.

Além disso, os produtos fabricados na UE, em parte com matérias-primas do Reino Unido podem, enfrentar desafios de regras de origem de países de fora. Esse problema provavelmente vai persistir, resultando em plantas da UE segregando os fluxos de ingredientes, o que pode desencorajar o uso de ingredientes lácteos no Reino Unido.

Enquanto isso, a produção de leite dos Estados Unidos (EUA) continua em alta velocidade, com 9,49 milhões de vacas no país, tornando-se o maior rebanho leiteiro em mais de 20 anos, crescendo 2% no primeiro trimestre de 2021. Além deste crescimento, a produção leiteira do país continua registrando uma taxa de crescimento mais forte do que a tendência.

A capacidade expandida do queijo está absorvendo parte do novo leite. A produção de queijo de estilo americano aumentou 7% com relação ao ano anterior no primeiro trimestre de 2021. A fabricação de muçarela, entretanto, caiu -0,8% no mesmo período.

A Nova Zelândia teve um bom resultado na temporada 2020/21. O crescimento da oferta tem sido positivo na América do Sul, mas os custos crescentes dos alimentos e a inflação devem moderar o crescimento anual no segundo semestre de 2021, e a demanda interna permanece irregular.

Como resultado, o crescimento da oferta nas principais regiões de exportação tem sido administrável. O Rabobank espera um crescimento modesto da produção anual de 1% durante os próximos 12 meses para as regiões de exportação Big-7.

De uma perspectiva global, a pandemia global está longe de terminar. No entanto, alguns grandes mercados de lácteos (EUA e China) estão se aproximando dos níveis pré-pandêmicos na demanda por lácteos por meio de canais de varejo e serviços de alimentação.

Há um otimismo crescente no mercado à medida que a vacinação aumenta a confiança do consumidor. Ainda assim, existem muitos riscos com a prevalência da terceira e quarta ondas, novas variantes e implementações lentas de vacinação em algumas regiões.

A China continua impulsionando o comércio global. O interesse do país por importações é visível nos primeiros meses de 2021 e tem sido o principal pilar do suporte de preços. O Rabobank ainda espera volumes de importação mais brandos com relação ao ano anterior no segundo semestre de 2021, e isso continua sendo o fator determinante da demanda, determinando os preços dos produtos lácteos em 2022.

Houve duas mudanças perceptíveis no mercado. O congestionamento endêmico nos portos continua causando atrasos nos embarques e custos mais altos de frete. Os desafios logísticos globais permanecem e continuam impactando o comércio internacional na forma de custos de frete mais elevados e remessas atrasadas. A perspectiva de curto prazo não parece fornecer qualquer alívio e representa um risco de alta para nossas projeções de preços caso as interrupções continuem.

O Rabobank também elevou suas expectativas de preço para os mercados globais de grãos e sementes oleaginosas. Os preços mais altos da ração durarão até 2022, mantendo as margens dos produtores sob pressão.

As informações são do Dairy Industries International, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

*Fonte da foto: Freepik

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint