FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

MilkPoint de olhos nas redes (#12): bezerras e o uso de baldes

Recebemos recentemente no Instagram do MilkPoint um vídeo da leitora leitora @simoni_eng.agronoma sobre uma técnica que foi utilizada em uma eventualidade na Granja Bom Pastor, em Sulina/PR para alimentar bezerras.

“Fizemos essa experiência – que para nós funcionou - em uma ocasião aqui na propriedade, mas o trato das bezerras é feito no método tradicional. Amamentamos com o uso da mamadeira para que ao realizar a sucção do leite, ocorra o estímulo e a formação da goteira esofágica nos animais”, completou ela.

Confira abaixo o vídeo na íntegra:

A publicação recebeu vários comentários questionando a posição da mamada (devido à possíveis problemas relacionados à goteira esofagiana), funcionalidade, mão de obra, problemas pneumáticos, resultados práticos, entre outros.

Para ajuda no esclarecimento das dúvidas, a Equipe MilkPoint pediu a opinião de Carla Bittar, professora do Departamento de Zootecnia da ESALQ/USP e especialista no tema bezerras. Ela também é colunista do portal. Segundo ela, esse vídeo se refere ao treinamento de um animal para aprender a beber leite do balde.

“Muitos produtores utilizam o balde pelas vantagens de ser mais fácil de higienizar, o que reduz os problemas com diarreias, além do tempo para alimentação. Mas, o problema é que exige treinamento. Os pecuaristas preferem ensinar os animais a mamar utilizando bicos nos baldes como nós vimos nesse vídeo. Mas, isso pode sim levar a falsa via resultando em problemas respiratórios. Além disso, muitos animais acabam ficando dependentes deste bico no balde pra sempre. O melhor é ensinar com os dedos como relatado em um texto bem legal publicado no MilkPoint em outubro de 2018. Os baldes com bicos também são muito interessantes, mas a limpeza é mais complicada que no balde, devendo-se ter atenção com esse quesito”.

E você? Já usou essa técnica na fazenda? Como faz o aleitamento das suas bezerras? Compartilhe conosco!

Vale destacar que Carla Bittar será uma das palestrantes do Interleite Brasil 2019 e a sua palestra "Criação de bezerras: o que aprendemos nos últimos 10 anos" será proferida no painel "Gestão da Criação de Animais Jovens". Saiba mais sobre o evento - que ocorrerá nos dias 07 e 08 de agosto em Uberlândia/MG - aqui! Inscrições com  15% de desconto até o dia 25/07! 

3

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ELISABETTA RAFFAELLI

BURI - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 04/08/2019

Sou produtora de leite e crio bezerras a quase 40 anos, sempre com mamadeira nos primeiros 4 a 5 dias e depoi no balde acostumando com a mao e os dedos com paciência e carinho e nunca teve problemas, muita limpeza e leite quente, nos nao temos diarreia nem problemas respiratorios na fazenda e eles crescem bem saudaveis. Primeiro mes 8 litros x dia e raçao com a mao posta na boca x eles acostumarem, depois 4 litros x dia, soltos no piquete e raçao a vuntade e feno, fechamos so x dar leite no balde.
ROSANE

SEROPEDICA - RIO DE JANEIRO - PESQUISA/ENSINO

EM 17/07/2019

Sou pesquisadora da PESAGRO-RIO e trabalho com criação de bezerras. Por muitos anos adotamos o aleitamento artificial em baldes. Entretanto, mais recentemente passamos a utilizar mamadeiras, apesar da limpeza ser mais trabalhosa, percebemos que os animais cresceram mais saudáveis e menos estressados, uma vez que a mamadeira está mais próxima da mamada na vaca. Pensando nas bezerras, acho que valeu a pena a mudança.
FELIPE TADEU KODEL ROXO

GUARATINGUETÁ - SÃO PAULO

EM 17/07/2019

As bezerras aqui na fazenda passam da mamadeira para o balde com mais ou menos 10 dias de vida , eu utilizo o dedo para ensinar, e não deixo que elas afundem o nariz no leite.