ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Fraudes no leite: novas tendências globais

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 15/04/2021

3 MIN DE LEITURA

0
1

A indústria de laticínios deve estar atenta para problemas de fraude e cadeia de abastecimento, após um novo relatório da empresa de garantia da cadeia de abastecimento Lloyd's Register (LR), constatar que a indústria de bebidas está enfrentando incidentes de adulterações e interrupções na cadeia de abastecimento.

De acordo com a pesquisa, 97% dos executivos seniores em todo o setor de bebidas foram afetados por fraude em alimentos nos últimos 12 meses, e, com 80% concordam que a fraude em alimentos é uma preocupação crescente.

O impacto da Covid-19 no desempenho da cadeia de suprimentos também foi sentido, com 92% dos fabricantes de bebidas relatando problemas 'signicativos' com fornecedores nos últimos 12 meses. Apenas 22% dos que responderam à pesquisa da LR disseram estar 'muito confiantes' de que seus fornecedores estão atendendo aos padrões de segurança alimentar.

Para a indústria de laticínios, fornecedores e fabricantes devem estar alertas, principalmente devido ao aumento dos produtos com falso teor proteico elevado. O leite sempre foi o centro da fraude por adulterações, e tanto os fornecedores quanto os fabricantes devem estar atentos aos resultados da pesquisa.

Em 2008, por exemplo, a indústria láctea na China foi sujeita a grandes fraudes, após o uso ilegal de melamina em produtos de leite em pó, resultando em danos à reputação de longa duração. Kimberly Carey Con, diretora técnica global da Lloyd's Register, pontuou: "existem alguns problemas profundamente enraizados nas cadeias de abastecimento de bebidas, que esta pesquisa agora traz à tona. Sem dúvida, o escândalo do leite chinês, um dos exemplos mais notáveis de adulteração com o único propósito de ganho econômico, foi um agrante desrespeito à saúde do consumidor que resultou na desconfiança da indústria láctea global e local".

"Com os novos produtos sendo desenvolvidos com leite de melhor proteína, como o leite A2, chegando ao mercado, os laticínios adicionam mais detalhes para garantir a autenticidade e a transparência. Os produtos lácteos estão se tornando mais complexos à medida que a indústria de laticínios compete com alternativas, como produtos à base de plantas, e qualquer dano à reputação provavelmente será sentido mais do que nunca. Há um foco crescente nas alegações nutritivas, em torno da qualidade e do teor de gordura e proteína."

Como tal, os fabricantes devem garantir que qualquer reclamação possa ser fundamentada. Se os processos de validação com base em provas de reivindicações não estão no lugar, a reputação da marca pode estar em risco.

“O importante para o setor de laticínios é voltar a focar em como os produtos são derivados, onde são adquiridos e como são controlados desde a fazenda até a embalagem. Uma avaliação sistemática das vulnerabilidades nas cadeias de abastecimento é essencial para entender onde estão as fraquezas, mas há claramente um longo caminho a percorrer, visto que os padrões da indústria estão sendo negligenciados ao examinar os fornecedores."

O passo simples de adotar Global Food Safety Initiative (GFSI) aferindo padrões de qualificação de alimentação é um primeiro passo sólido em tempos de crescente incerteza e risco. "Atualmente, apenas 32% confirmam que os fornecedores são verificados quanto à conformidade com um padrão de referência GFSI reconhecido, de acordo com os resultados do relatório.

Além disso, 19% admitiram que não são feitas verificações de segurança alimentar como parte das decisões de abastecimento ou que o cumprimento dos requisitos regulamentares é considerado suficiente.

“Conformidade e governança com relação ao fornecimento, garantem que você obtenha o que deseja. Compreensivelmente, o teste e a auditoria continuam sendo o componente essencial dos programas de conformidade da maioria das organizações, mas nem todos os fornecedores, locais de origem geográfica ou materiais são iguais", pontuou Carey Con.

"Quando se trata de gerenciar riscos, trata-se de compreender onde estão seus verdadeiros riscos e ser capaz de exibilizar a forma como o desempenho é gerenciado. Reconhecendo que uma abordagem de tamanho único aumenta a oportunidade de risco em sua rede de fornecimento, uma empresa pode garantir uma combinação mais apropriada de medidas proativas e reativas para construir níveis de confiança", finalizou.

As informações são do Dairy Reporter, traduzidas e adaptadas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint