ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Governo do Ceará concede incentivos para produção de queijo muçarela

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 07/10/2020

2 MIN DE LEITURA

0
1

A produção de queijo muçarela no Ceará acaba de ganhar um novo estímulo para elevar os números do setor. Uma medida com benefícios fiscais para a indústria local foi anunciada pelo Governo do Ceará, por meio do decreto 33.753, publicado no Diário Oficial do Estado. A decisão prevê o fortalecimento do segmento, atração de novas indústrias e a geração de novos empregos.

Conforme o decreto, os estados de Alagoas e da Bahia já concedem crédito presumido ao estabelecimento industrial na saída interna ou interestadual de produtos derivados do leite. Sendo assim, o Governo do Ceará consolida e regulamenta a legislação do Imposto Sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e Sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação (ICMS).

A mudança se deu após uma articulação da Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedet), atendendo solicitação da Câmara Setorial do Agronegócio, com apoio da Câmara Temática do Leite. “Foi por meio das câmaras que o pleito ganhou força e apoio junto à Sedet, que prestou total apoio através do secretário Maia Junior e do secretário executivo do Agronegócio, Sílvio Carlos Ribeiro. Mesmo em meio à pandemia, foram realizadas reuniões online e os esforços não foram medidos para a obtenção de êxito na demanda. O incentivo é importante para o Ceará pois temos uma grande produção de leite e agora é a vez do mercado absorver”, comenta o presidente da Adece, Eduardo Neves.

De acordo com o secretário executivo do Agronegócio da Sedet, Sílvio Carlos Ribeiro, de 2018 para 2019, o Ceará obteve mais de 15% de crescimento na produção de leite, quando encerrou o ano cm 817 milhões de litros. “A meta é chegar a 1 bilhão de litros de leite por ano. E agora, com a muçarela, vamos conseguir”, completa.

Sílvio justifica ainda o crescimento da produção graças ao preparo de toda a cadeia produtiva. “O setor foi muito bem resolvido no campo, teve uma adaptação das tecnologias já existentes, melhoramento genético do rebanho e a palma forrageira contribuiu bastante para melhoramento dos rebanhos. Houve uma ação muito forte do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) com assistência técnica e gerencial nas propriedades. O produtor está muito mais bem focado na administração do seu rebanho e da sua propriedade rural. A Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Ceará (Adagri), por meio do Serviço de Inspeção Municipal (SIE) e do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI), vem estimulando melhorias na qualidade do leite por parte dos produtores e da indústria”, explica.

Atualmente, o queijo muçarela é o mais consumido no Ceará. O benefício prevê o aumento da produção do derivado do leite, melhor absorção do produto pelo mercado, causando melhoria no preço para o produtor, consumidor e atração de novas indústrias.

As informações são do Governo do Estado do Ceará.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint