ENTRAR COM FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Manifesto MilkPoint Radar

Em agosto de 2016, lançamos um aplicativo com o objetivo de gerar informações alimentadas pelos produtores de leite, para os produtores de leite. Mensalmente, o produtor colocava dados sobre volume de leite produzido, para quem vendeu, sua região, e parâmetros de qualidade. A partir daí, tinha gratuitamente acesso a dados comparativos que, de outra maneira, não teria: como os preços estão flutuando efetivamente em sua região? Como essa dinâmica se compara com a de outras regiões? Produtores com volume e qualidade semelhantes, em sua região, estão obtendo que remuneração? Que regiões estão tendo mudanças significativas nos rumos do mercado em determinado momento? Como a oferta está variando?

Os dados que obtivemos nesses meses de operação se mostraram totalmente alinhados aos do Cepea, por exemplo, que é criado a partir das informações das indústrias e cooperativas de lácteos. O gráfico abaixo mostra as curvas dos preços líquidos do Cepea e do MilkPoint Radar. Fica evidente que as curvas são semelhantes em flutuação, ficando a diferença em função do volume médio por produtor: como o Radar tem um produtor médio com mais de 1.800 litros/dia, bem acima da média nacional, e considerando os preços diferenciados por volume de leite que são praticados no Brasil, fica claro porque os preços médios do Radar indicam valores mais altos do que os do Cepea. Se pegarmos a faixa de preços dos produtores entre 250 e 500 litros de leite, que seria aproximadamente a média das empresas que informam os preços para o Cepea, as curvas seriam praticamente iguais. Ou seja, os dados são confiáveis e retratam o que ocorre no mercado.

MilkPoint Radar

Além desse benefício direto ao produtor participante, o Radar trouxe informações gerais para a cadeia, como por exemplo os preços líquidos por faixa de volume de leite:

MilkPoint Radar

Apesar de todos no mercado saberem que há grande diferenciação de preços por volume, é incrível que, até o advento do Radar, ninguém havia quantificado essas diferenças!

Também, o Radar permitiu quantificar em tempo real a % de produtores com queda, aumento ou manutenção de preços:

MilkPoint Radar

Há muitas outras informações que podem ser obtidas a partir dos dados colocados pelos produtores, para os produtores.  Isso é apenas o aperitivo.

Apesar da sensibilidade dos dados – afinal preços de leite são um tema crítico para produtor e indústria – tivemos muito sucesso na iniciativa, chegando a monitorar quase 2 milhões de litros/dia, a partir de cerca de 1.000 produtores. No agregado, mais de 2.300 produtores usaram o MilkPoint Radar nesse período.

Pelo Ranking da Leite Brasil, se fosse um laticínio o Radar seria o 5º do país. Considerando que Lactalis e Italac, que não reportam os dados, estariam a nossa frente, seríamos o sétimo do país em volume monitorado de leite. Nada mal!

São de fato dados muito bons, considerando que o serviço não teve apoio direto de praticamente nenhum grupo de representação de produtores e que não tivemos investimentos significativos em marketing. Foi na raça mesmo.

Apesar desse crescimento, após refletir bastante, optamos por encerrar o serviço, por razões internas e que não tem nada a ver com “pressão da indústria”, ou algo nessa linha, como alguns apontaram. Nunca tivemos qualquer pressão direta da indústria em relação ao Radar, a ponto de nos desestimular a manter o sistema.

Mas, nossa leitura com a experiência desses quase 2 anos com o serviço é que ainda temos muito a caminhar em transparência e informação de mercado.

Abaixo, alguns dos aspectos que gostaria de comentar e que afetaram sim nossa percepção a respeito da continuidade do sistema:

O Radar derrubou os preços?

Em 2017, especialmente, tivemos grandes desafios, uma vez que com o mercado em retrocesso, muitos produtores se perguntaram se os dados do Radar estariam contribuindo para a queda de preços. Aproveito aqui para responder a esse questionamento:

a) Desde meados de 2017, os dados parciais, liberados antes do final do mês, só são acessados por produtores de leite ativos no sistema. Não são divulgados no MilkPoint ou em qualquer outra mídia. Os dados finais, consolidados, são divulgados ao mercado apenas após o término do mês e depois da divulgação do dado do Cepea. Não podem, portanto, afetar o mercado! O que derrubou os preços foi o aumento de oferta, o baixo consumo e importações. Mas agradeço a percepção por parte de alguns, de que temos um serviço capaz efetivamente de alterar as variáveis de mercado! Agora, quem preferir não ter a informação porque ela não lhe agrada, aí não há muito o que fazer. É como aquela piada sem graça do esposo (a) que pegou o conjugê no sofá com outro (a) e jogou o sofá fora. Não foi na causa e não vai resolver o problema...

Os dados estão sendo repassados à indústria?

b) Nenhum dado individual ou compilado foi repassado a qualquer indústria. Mas aqui faço um mea culpa: quando estruturamos o Radar, pensamos e falamos (com um alto grau de ingenuidade, reconheço hoje) que poderíamos trabalhar os dados compilados para clientes corporativos, que poderiam ter um entendimento macro de como está o mercado e como está a sua eficiência na captação de leite. À medida que avançamos com o projeto, fomos percebendo que essa alternativa não seria viável, dada a desconfiança entre os elos existente no mercado de leite. Reconheço nosso erro ao pensar nessa possibilidade e entendo totalmente essa desconfiança, tanto pelo fato de termos a indústria como cliente em outros serviços, como pelo fato de não termos comunicado adequadamente ao mercado esses pontos acima, o que fazemos agora.

Após retirarmos o serviço do ar, um número grande de produtores nos procurou, pedindo para voltar com o Radar. Gente que respeito muito disse que deveríamos insistir.  Na dúvida, voltamos o Radar, mas sem fazer qualquer comunicação sobre a retomada dos trabalhos. Mais de 300 produtores colocaram os dados e optamos assim por oficialmente voltar com o Radar, após muito refletir e ponderar os caminhos que temos para frente, o que resultou nesse MANIFESTO, que coloco abaixo.

MANIFESTO MILKPOINT RADAR

1. O MILKPOINT RADAR É UM SERVIÇO DE INFORMAÇÃO DE MERCADO PARA PRODUTORES, ALIMENTADO POR PRODUTORES DE LEITE. O QUE O SERVIÇO FAZ É COMPILAR AS INFORMAÇÕES PARA OS PRODUTORES E ORGANIZÁ-LAS DE FORMA A FACILITAR O SEU ENTENDIMENTO A RESPEITO DO MERCADO, AJUDANDO SUA TOMADA DE DECISÃO SOBRE MERCADO.

2. O MILKPOINT RADAR É UM SERVIÇO DE EMPODERAMENTO DOS PRODUTORES, QUE VIA DE REGRA NÃO TEM UMA VISÃO SUFICIENTEMENTE ABRANGENTE DO MERCADO, SOFRENDO COM A ASSIMETRIA DE INFORMAÇÃO.

3. OS DADOS, INDIVIDUAIS OU COMPILADOS, NÃO SERÃO REPASSADOS OU VENDIDOS A QUALQUER LATICÍNIO, SENDO DE POSSE APENAS DOS PRODUTORES PARTICIPANTES. ESTAMOS COMBINADOS?

4. OS PRODUTORES QUE NÃO ESTÃO ATIVOS, ISTO É, QUE NÃO COLOCARAM OS DADOS DE VENDA DE LEITE, NÃO TERÃO ACESSO AS INFORMAÇÕES AGRUPADAS ATUALIZADAS.

5. O MILKPOINT RADAR NÃO DIVULGARÁ DADOS PUBLICAMENTE ANTES DO FECHAMENTO DO MÊS, EVITANDO QUALQUER POSSIBILIDADE DE INTERFERÊNCIA NO MERCADO.

6. O MILKPOINT RADAR É UM SERVIÇO DISPONIBILIZADO PELO MILKPOINT, QUE ARCOU E ARCA COM TODAS AS DESPESAS DE DESENVOLVIMENTO DO APLICATIVO, BEM COMO DE SUA MANUTENÇÃO E ANÁLISE DOS DADOS. PARA VIABILIZÁ-LO, NO FUTURO, PODEMOS LANÇAR MÃO DE ALGUMA FONTE DE RECEITA, COMO PUBLICIDADE OU PAGAMENTO DIRETO DE MENSALIDADE, FICANDO A CRITÉRIO DOS PRODUTORES PARTICIPAR OU NÃO. POR ENQUANTO, PERMANECERÁ COMO ESTÁ.

7. O MILKPOINT RADAR CONTINUARÁ FAZENDO CHECAGENS A RESPEITO DA QUALIDADE DOS DADOS, VISANDO TER UM SERVIÇO SEMPRE FIEL AO MERCADO.

8. NO CASO DE DADOS INCONSISTENTES DE ALGUM PRODUTOR, O MILKPOINT RADAR PODERÁ INVALIDAR OS DADOS OU SOLICITAR REVISÃO.

9. O MILKPOINT RADAR PRECISA DO APOIO DOS PRODUTORES, PARA: CONVERSAR COM SUA ASSOCIAÇÃO DE RAÇA, SINDICATO, FEDERAÇÃO, CONFEDERAÇÃO, VIZINHO, GRUPOS DE WHATSAPP ETC PARA ESTIMULAR A PARTICIPAÇÃO. SOMENTE COM UM GRANDE NÚMERO TEREMOS CONDIÇÕES DE DESENVOLVER MAIS SERVIÇOS E TER MAIS CONFIABILIDADE EM OUTRAS INFORMAÇÕES QUE, SABEMOS, SÃO DE INTERESSE DOS PRODUTORES. É VOCÊ QUE FARÁ O SERVIÇO CRESCER!

10.  TEREMOS SEMPRE UM CANAL ABERTO COM OS PRODUTORES DE LEITE PARA RESPONDER TODAS AS DÚVIDAS. USE O WHATSAPP: (19) 99721-4296 E O EMAIL RADAR@MILKPOINT.COM.BR

Nos próximos meses, teremos várias novidades, como um novo layout e maior facilidade para inserção dos dados.

Nossa visão é que tem muita coisa interessante que pode ser feita a partir do Radar. Esse é um serviço único, para um mercado único como o brasileiro, com forte heterogeneidade e carência de informações. Importante ressaltar que esse serviço não tem interesse de gerar indicadores de mercado que irão competir ou substituir outros já existentes e que funcionam bem. Como o tempo, isso vai ficar cada vez mais claro.

Mas, reforço, o sucesso vai depender de vocês, produtores. Se cada produtor participante trouxer 3 novos produtores, em pouco tempo teremos o mais completo serviço de informação de mercado, com dados em tempo real sobre variações de oferta, preços, qualidade e outras informações que podemos estruturar para frente.

O que você vai fazer para tornar isso realidade?

trofeu agroleite 2018

MARCELO PEREIRA DE CARVALHO

Engenheiro Agrônomo (ESALQ/USP), Mestre em Ciência Animal (ESALQ/USP), MBA Executivo Internacional (FIA/USP), diretor executivo da AgriPoint e coordenador do MilkPoint.

28

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARIUS CORNÉLIS BRONKHORST

ARAPOTI - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/04/2018

Parabéns Marcelo
Sou participante de do início , muito bom saber o seu lugar nesta cadeia , e ao mesmo tempoaterial atualizado pelos participantes sem interferência , q faz com que cada um reflita e toma atitudes na hora certa c dados atualizados .
Muito bom
MURILO ROMULO CARVALHO

ESTUDANTE

EM 27/04/2018

Parabéns Marcelo e equipe do Milkpoint. Esse tipo de iniciativa é de enorme valia para o produtor brasileiro. Errado é quem não acredita que pode haver transparência na cadeia brasileira do leite, e os próprios produtores só tem a perder sem um serviço tão bom quanto este. Iniciativas assim são necessárias para toda a cadeia dar um passo a frente em termos de profissionalismo. Parabéns pelo exemplo e transparência!
IGOR TOBIAS PAULA

AUGUSTINÓPOLIS - TOCANTINS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/04/2018

Muito bom
ARNALDO BANDEIRA

CURITIBA - PARANÁ - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 26/04/2018

Decisão correta a de continuar com a plataforma e a coleta e processamento dos dados dos produtores participantes. Esse é, sem dúvida, um importante serviço prestado à transparência da cadeia do leite no país.
MARCELO PEREIRA DE CARVALHO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 26/04/2018

Obrigado meu caro Bandeira! Seu apoio é sempre estimulador!
SÁVIO SANTIAGO

LAVRAS - MINAS GERAIS - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 26/04/2018

Parabéns pela decisão,

E lembre-se: a tendencia de quem não quer mudança é criticar as inovações,

O projeto é importante para o setor. É preciso que as informações cheguem a todos,

Parabéns !
MARCELO PEREIRA DE CARVALHO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 26/04/2018

Obrigado Sávio! Você é um inovador como nós!
MOYSES LOURENÇO BOSSI LIMA

CARLOS CHAGAS - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/04/2018

Tô voltando!??
LEONARDO DE ALMEIDA BRAGA

FORMIGA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/04/2018

Marcelo e equipe: parabéns pela inciativa de colocar a disposição do produtor e mercado o MilkPoint Radar. Para min será uma perda importante de informação para o setor. A continuidade desta ferramenta contribui em muito nas minhas avaliações de mercado. Abrações.
MARCELO PEREIRA DE CARVALHO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 26/04/2018

Valeu Leonardo, conto com a sua ajuda para fazermos crescer essa ferramenta que vai ajudar o produtor e no final, todo o setor, por trazer mais transparência! Grande abraço
VALDIR CAMPOS

EM 26/04/2018

informação seria nunca e demais. desde que não exista manipulação de dados e métodos de coleta e comentário técnico sobre os resultados,sem omissão e supervaloricao. acho que e salutar a continuidade deste trabalho
MARCELO PEREIRA DE CARVALHO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 26/04/2018

Olá Valdir, a ideia é essa, construir algo coletivamente e que traga mais transparência ao mercado, independentemente se o momento é de alta ou de baixa. Vamos em frente!
VALTER BERTINI GALAN

SÃO PAULO - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA LATICÍNIOS

EM 26/04/2018

Olá Valdir,

Sua observação nos dá a oportunidade de explicar um pouco mais sobre o fluxo de informações no MilkPoint Radar:

- As informações do aplicativo são inseridas no sistema, exclusivamente pelos produtores de leite participantes. Recordo que, para participar, basta fazer o cadastro no sistema;

- Fazemos a checagem das informações inseridas e eventual checagem, junto aos produtores, de dados discrepantes (que podem surgir, por exemplo, de eventuais erros de digitação no sistema), que podem ser eliminados. Não há nenhum tipo de alteração/manipulação das informações inseridas;

- O objetivo do sistema é efetivamente melhorar o fluxo de informações aos produtores, retratando, com isenção, o que estamos verificando no mercado e auxiliando na gestão/planejamento da atividade dos produtores participantes.

Forte abraço!

Valter Galan
LAERTE DAGHER CASSOLI

PIRACICABA - SÃO PAULO - INSTITUIÇÕES GOVERNAMENTAIS

EM 26/04/2018

Parabéns Marcelo pela sábia decisão em continuar com o Radar. Certamente um embrião para algo "disruptivo". Ontem, num happy hour escutei sobre uma iniciativa nos EUA, e hoje estudando um pouco a empresa, me deparei com a seguinte frase "When farmers hang together, farmers win"! Bola pra frente!
MARCELO PEREIRA DE CARVALHO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 26/04/2018

Show Laerte, é isso aí! Depois me conta mais sobre essa empresa que você ouviu no happy hour :)
MARCELO MALDONADO CASSOLI

SÃO JOÃO BATISTA DO GLÓRIA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/04/2018

Ótimo, Marcelo!
Em nome da Aproleite Sudoeste de Minas, continuamos parceiros e apoiando o Radar Milkpoint!
Vamos em frente!
MARCELO PEREIRA DE CARVALHO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 26/04/2018

Muito obrigado pelo apoio, Marcelo. O trabalho que vocês realizam é incrível e fico muito feliz de visionários como vocês perceberem a importância da ferramenta! Grande abraço
ARNO THALER

TREZE TÍLIAS - SANTA CATARINA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/04/2018

Ótima notícia. Temos que convencer o maior número de produtores, de todas as regiões e que trabalham com diversas empresas a participar. Quanto mais dados mais real fica a informação. Parabéns a toda a equipe .
MARCELO PEREIRA DE CARVALHO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 26/04/2018

Obrigado Arno, se cada produtor incentivar o uso, teremos uma ferramenta de grande utilidade! Como o Laerte mencionou, é um embrião de um serviço inovador!
LEONARDO ADOLFO DADALTO

JAGUARÉ - ESPÍRITO SANTO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/04/2018

Parabéns pela descisão e que bom que retornaram...
MARCELO PEREIRA DE CARVALHO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 26/04/2018

Obrigado Leonardo, contamos com seu apoio!
RICARDO GUIMARÃES

CARAMBEÍ - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/04/2018

Caro Marcelo. Ano passado tomei uma importante decisão de trocar de empresa para qual vinha fornecendo leite baseado exclusivamente no Radar Milkpoint. Eu recebi um tanque em comodato e por conta disso a referida me pagou no período subsequente cerca de dez centavos a menos em relação a média da região para mesma faixa de qualidade e volume. Isso foi só para você saber da importância do Radar Milkpoint para nós produtores. Sem o mesmo eu não teria base para tomar esta decisão.
Da minha parte continuo incentivando todos os conhecidos a participar.
Meu muito Obrigado.
MARCELO PEREIRA DE CARVALHO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 26/04/2018

Muito legal esse depoimento, Ricardo. Vamos em frente, que mais produtores possam se balizar com os dados do Radar. Forte abraço
DANIEL HENRIQUE DINIZ E SILVA

BETIM - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 25/04/2018

Ótima nóticia. Cabe agora mais a nós do meio de manter o serviço no ar e melhorando. Quem quer rir tem que fazer rir. Vamos encher de dados e divulgar para cada vez mais termos pessoas colocando dados.
MARCELO PEREIRA DE CARVALHO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 26/04/2018

É isso aí, Daniel, em um mundo de conexão como temos hoje, essa é a oportunidade dos produtores terem mais informações sobre seu negócio. Abraço!
DIVINO SOARES DA ROSA JÚNIOR

SÃO PAULO - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 25/04/2018

Marcelo,

Obrigado por manter o serviço no ar. Precisamos destes indicadores.
Vou divulgar para todos da minha rede de relacionamentos.
MARCELO PEREIRA DE CARVALHO

PIRACICABA - SÃO PAULO

EM 26/04/2018

Obrigado Divino, contamos com o seu apoio! Grande abraço
EM RESPOSTA A MARCELO PEREIRA DE CARVALHO
IGOR TOBIAS PAULA

AUGUSTINÓPOLIS - TOCANTINS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/04/2018

Aplicativo excelente, essencial é muito bom
Indispensável.

Excelente ferramenta de trabalho