FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Revolução feminina no Agro

FABRÍCIO NASCIMENTO

EM 06/03/2020

1 MIN DE LEITURA

2
17

Um dos setores em que mais cresce a administração feminina, o agronegócio, vem sendo revolucionado pelas mulheres.

A capacidade que elas têm de cuidar de mais de um assunto ao mesmo tempo as deixam em vantagem sobre os homens. Além disso, são extremamente detalhistas, o que faz uma grande diferença na gestão de uma fazenda, já que os detalhes poderão te levar do prejuízo ao lucro rapidinho.

A organização, a preocupação para que tudo dê certo, a intuição e a velocidade de pensamento para tomadas de decisões são alguns dos diferenciais das mulheres do agronegócio.

O IBGE aponta uma alta de 5,9% no número de mulheres chefiando propriedades rurais. Segundo o relatório, a porcentagem de propriedades agrícolas administradas por  mulheres passou de 12,07% para 18,06%, entre 2006 e 2017.

E este número vem crescendo a cada ano, o que é muito bom para o setor. Este toque feminino nos negócios rurais põe o agro ainda mais em evidência.

O preconceito infelizmente ainda existe por parte de alguns, mas já aviso aos preconceituosos: vocês estão perdendo espaço, ninguém mais aceita isso!

Vendedores, fornecedores, técnicos e compradores, quanto mais respeito e admiração vocês tiverem pela administração feminina nas fazendas, mais resultado você terá em seu trabalho.

Não basta dizer, "agro é top, agro é tech", agora o agro é inclusão, agro é respeito, agro é lucro, e isto as mulheres estão colocando no cenário.

Mas o agro, como um todo, não é só administração de fazenda. Tem muita mulher na assistência técnica, na área de compra e venda de insumos, no marketing, e, aí sim, se enquadra a frase "agro é tudo".

Na pecuária de leite, um marco histórico foi a invenção da máquina de ordenha, no ano de 1878, por uma mulher: Anna Baldwin.

No começo muitas pessoas criticaram, porém, graças a ideia genial desta mulher — hoje com adaptações do primeiro projeto — a ordenha mecânica está aí, à nossa disposição, facilitando e qualificando o trabalho do produtor.

O cargo mais alto do agronegócio no Brasil hoje é ocupado por uma mulher: Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, ministra da Agricultura Pecuária e Abastecimento.

Nosso respeito e nosso agradecimento às mulheres que vêm dando uma nova cara ao agronegócio, ajudando o setor a ser mais conhecido e valorizado, dentro e fora do país.

Aproveitando o assunto: mulherada, tem desconto para vocês no Interleite Sul 2020! Utilize o cupom mulheresnoleite ao efetuar a compra e garanta 15% de desconto na inscrição! 

FABRÍCIO NASCIMENTO

Produtor de leite em Jóia, Rio Grande do Sul, e palestrante.

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

LARISSA DE MOURA

PIRASSUNUNGA - SÃO PAULO - ESTUDANTE

EM 09/03/2020

Fabrício, me perdoe, mas esse texto é terrível, cheio e erros e quase sem nenhuma informação relevante. Já começa com uma mensagem estranha, é sabido que nem homens e nem mulheres são efetivamente "multitarefas", quando as pessoas fazem mais de uma coisa ao mesmo tempo, a tendência é que seu trabalho perca qualidade em todas as coisas que estiverem executando. Isso não é uma característica feminina e certamente não é algo positivo. Enfim, gostaria só de expor isso para que os próximos textos melhorem. Até!
FABRÍCIO NASCIMENTO

CRUZ ALTA - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 09/03/2020

Larissa obrigado por o comentário? 
Não sei qual setor você trabalha, mas eu acho extremamente relevante o fato de uma mulher ter inventado a máquina de ordenha.
Quanto aos erros, estou aberto a sugestões e se possível me mande o artigo corrigido, também pesso que me envie fontes de onde posso pesquisar assuntos que na sua opinião sejam relevantes.
Convido também você é escrever um artigo relevante e sem erros e enviar para o milk point, tem uma plataforma chamada espaço aberto, ali você poderá expressar todo seu conhecimento e compartilhar ele conosco para que pessoas menos informadas como eu tenham a oportunidade de aprender com você.
Peço desculpas por os erros e saliento que o intuito principal era homenagear as mulheres.
No que precisar de mim estou a disposição um baita abraço e viva o leite!
MilkPoint AgriPoint