FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Como evitar diarreia em bezerros leiteiros

EDUCAPOINT

EM 14/07/2020

4 MIN DE LEITURA

0
0
Casos de diarreia em bezerros leiteiros que requerem intervenção por mais de 24 horas podem ter efeitos fatais, geralmente em animais recém-nascidos.A diarreia está presente em muitas indústrias pecuárias diferentes; o setor de laticínios é altamente impactado. Pesquisas mostraram que 57% da mortalidade de bezerros em idade de desmame foi causada por diarreia.
 
Manter padrões satisfatórios de limpeza e imunidade são os dois principais alvos na prevenção de diarreia em bezerros. O senso comum determina que a melhor maneira de prevenir infecções bacterianas ou virais é eliminar áreas nas quais bactérias e vírus possam prosperar e fortalecer a defesa imunológica do animal suscetível.
 
Reconhecendo e impedindo diarreia
 
A detecção precoce é essencial para evitar a morte causada por diarreia. A temperatura retal pode ajudar a determinar a presença de bactérias causadoras de infecções (temperaturas superiores a 39,4°C por mais de um dia consecutivo). A ingestão reduzida de leite, fraqueza ou fezes aquosas e/ou com sangue podem indicar a presença de uma doença que causa diarreia.
 
Colostro. Os bezerros nascem sem imunidade ou capacidade de combater doenças. Os bezerros adquirem essa imunidade, chamada imunidade passiva, principalmente pelo consumo de colostro nas primeiras seis horas após o nascimento. A recomendação atual para o consumo de colostro para vacas Holandesas ou outras raças grandes é de 4 litros, dada como 2 pequenas doses oferecidas dentro dessa janela de seis horas. As imunoglobulinas presentes no colostro são usadas para combater as bactérias indutoras de diarreia que o bezerro pode encontrar e os anticorpos no colostro não serão absorvidos se não forem ingeridos logo após o nascimento. Além disso, qualquer proteção de vacinação injetada no pré-parto será entregue ao bezerro através do colostro. A qualidade do colostro também deve ser considerada. Um refratômetro ou colostrômetro pode ser usado para garantir essa qualidade.

=> Aprenda ainda mais sobre esse tema no curso Práticas essenciais no manejo sanitário de bezerras leiteiras no período neonatal. Você pode adquirir o curso individualmente ou optar pela assinatura da plataforma EducaPoint, o que dá a você acesso a TODOS os cursos disponíveis - e já são mais de 180! - por um preço único. 
 
Saúde da mãe. Vacas saudáveis ??criam bezerros saudáveis. Manter uma nutrição adequada e vacinas para as vacas fornece ao bezerro um começo saudável. Esta é simplesmente outra maneira de apoiar o sistema imunológico do bezerro. As áreas de pré-parto, geralmente composta por vacas que parem nas próximas três semanas, devem fornecer espaço adequado (uma vaca, uma cama) e redução efetiva do calor, já que vacas superaquecidas estão correlacionadas com a fraca produção de colostro. A vacinação para proteção contra diarreia em seus bezerros devem seguir as instruções do rótulo da vacina e geralmente ocorrem 40 a 60 dias antes do parto e novamente três semanas antes do parto.
 
Alojamento do bezerro. O projeto da instalação tem um impacto profundo na saúde da do bezerro. O fluxo de ar resultante da ventilação adequada é necessário para remover patógenos do ar. No entanto, o alojamento para os bezerros deve estar livre de correntes de ar ao nível do bezerro, mas ainda permitindo o movimento do ar. No inverno, as instalações para bezerros devem ter 4 trocas de ar por hora. Este valor aumenta com a idade e o clima mais quente. Além disso, se você prefere instalações individuais ou em grupo, a superlotação deve ser evitada. Cada animal deve ter pelo menos 3 metros quadrados de espaço até quatro meses de idade. Esta área, no entanto, não inclui o espaço adicional necessário para a alimentação.
 
Saneamento geral. O senso comum lembra que os patógenos geralmente prosperam em condições insalubres. A limpeza e higienização dos equipamentos após cada uso pode impedir a propagação de microrganismos. Isso se refere a baldes de bezerro, mamadeiras, baldes de água e qualquer equipamento relacionado. Instalações individuais devem ser lavadas e desinfetadas. A cama também deve ser substituída regularmente, com mais frequência para as acomodações em grupo.
 
Área de parto. As primeiras superfícies que o bezerro encontrará são as da baia de parto. Uma baia de parto limpa é vital para o início saudável do bezerro. Baias de parto que foram infectadas por chorume de esterco de muitos animais diferentes geralmente infectam bezerros recém-nascidos, pois seu intestino é muito absorvente durante essas primeiras horas de vida. Para manter uma baia de parto limpa, as vacas não devem ser trazidas para a baia vários dias antes do parto. Diminuir esse tempo de espera contribuirá para uma área mais limpa.
 
Embora muitas vezes a diarreia possa parecer inevitável, pois muitas fazendas são afetadas, seguir as práticas mencionadas acima pode ter um grande impacto na diminuição da incidência. O primeiro passo para reduzir o impacto de diarreia ou qualquer forma de doença infecciosa na indústria de lácteos é a prevenção.

* Baseado no artigo How to Prevent Scours in Dairy Calves, de Haley B. Reichenbach and Donna M. Amaral-Phillips, Ph.D., da Universidade de Kentucky.
 
Mais informações:
contato@educapoint.com.br
Telefone: (19) 3432-2199
WhatsApp (19) 99817- 4082
 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.