ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
FAÇA SEU LOGIN E ACESSE CONTEÚDOS EXCLUSIVOS

Acesso a matérias, novidades por newsletter, interação com as notícias e muito mais.

ENTRAR SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Leite 4.0: pesquisas e desenvolvimento de tecnologias traçam o futuro do setor

POR STEPHANIE ALVES GONSALES

CONEXÃO LEITE E DERIVADOS

EM 26/07/2022

2 MIN DE LEITURA

0
5

O Programa Conexão Leite e Derivados, apresentado pelo professor Paulo Martins, contou com a participação de João Costa, professor assistente da Universidade de Kentucky (EUA), abordando assuntos sobre a pecuária de precisão e o bem-estar animal.

Ele iniciou No Canadá e atualmente mora nos Estados Unidos, onde ldiera grupo de pesquisa voltado ao comportamento animal e à pecuária de precisão, focado no desenvolvimento e uso de tecnologias na atividade leiteira, e exalta a intenção de trazer soluções para os problemas nessas áreas. “Estamos tentando conhecer alternativas para os problemas nessas áreas por meio da tecnologia e do uso de dados, buscando aumento da eficiência econômica e produtiva focando no bem-estar dos animais”, destacou ele.
 

“Fazer pesquisa no Brasil é se reinventar”

Diante da realidade do nosso país, a burocracia e as barreiras para ser um pesquisador são maiores. João relatou isso com sua experiência de pesquisador no Brasil e nos Estados Unidos e enfatizou a necessidade de ser flexível e resiliente para seguir nessa área. “Na América do Norte como um todo a infraestrutura está mais estabilizada na ciência, o que acaba trazendo algumas facilidades. Brinco que fazer pesquisa no Brasil é ter que se reinventar, você vai ser um pouco de tudo, um pouco de recursos humanos, um pouco de inventor... Na América do Norte o pesquisador já tem essa base mais estável”, contou João que relatou sobre a questão de recursos também ser ponto complexo para a pesquisa do Brasil.


O que é pecuária de precisão?

A tecnologia tem adentrado ao setor de leite cada vez mais e isso é incontestável. Utilizar os dados que as inovações tecnológicas proporcionam é aplicar pecuária de precisão. “Monitorar os dados, captá-los e analisá-los de forma correta e tomar decisões de manejo automáticas em cima destes. Isso é agricultura de precisão”, traduz o professor, ressaltando a importância e benefícios de ter cada vez mais esse tipo de tecnologia na atividade leiteira.

 

Importância dos dados

O consumidor tem ficado cada vez mais exigente com a origem dos produtos que consome. Isso traz a necessidade de todos os elos envolvidos no processo do leite se adequarem a essas exigências e passar a captar dados que possa transmitir essa informação ao produtor, e a tecnologia do a agricultura de precisão e o leite 4.0 vieram para isso. “O consumidor está mudando, está muito mais exigente, e nós temos que nos adequar.  Temos projetos de pesquisa para entender a relação com o consumidor e como melhorar isso.”

A entrevista contou ainda com papo sobre produtos de origem vegetal e o futuro do setor. Confira na íntegra abaixo.

Contamos com a participação de vocês nos comentários e estamos à disposição para quaisquer dúvidas.

STEPHANIE ALVES GONSALES

Zootecnista formada pela Universidade Estadual de Maringá e pós-graduada em Gestão do Agronegócio, Assistente de Conteúdo MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint Logo MilkPoint Ventures