FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Mais Mu: "acreditamos que os produtos saudáveis serão tão saborosos e desejados quanto outros"

POR MAYSA SERPA

AGTECH GARAGE

EM 17/03/2020

6 MIN DE LEITURA

0
2

A Mais Mu, empresa de produtos saudáveis, surgiu há aproximadamente quatro anos do seguinte questionamento dos sócios Antônio Neto e Otto Guarnieri: por que produtos whey protein não são encontrados em varejos? Depois de formularem hipóteses para responder essa pergunta, decidiram empreender, como Neto contou em uma entrevista ao MilkPoint, na época (que você pode conferir aqui). Desde então, muita coisa mudou e, pelo visto, a aposta dos fundadores foi certeira. O portifólio de produtos aumentou, receberam investimentos, a equipe se ampliou... Se antes a Mais Mu queria tornar o whey protein mais “democrático”, hoje o objetivo é maior: tornar a saudabilidade atrativa e saborosa.

Para nos atualizarmos sobre tantas mudanças, novamente entramos em contato com a empresa. Quem conversou conosco dessa vez foi o Otto.


Otto Guarnieri, sócio-fundador da Mais Mu. Fonte: Instagram, @maismu

Confira a entrevista:

MilkPoint: A última matéria que o MilkPoint fez com vocês foi em 2016 e de lá para já deu para ver que muita coisa mudou... Qual a situação atual da Mais Mu? O que mudou de lá para cá?

Otto: Em 2016, quando a gente falou com o MilkPoint pela primeira vez, a Mais Mu era mais um produto nascendo do que uma empresa. Hoje, depois de muita “bateção de cabeça”, a gente se considera uma empresa. 

Passamos de um time que era composto praticamente pelos fundadores e pessoas de suporte para um time com 25 pessoas. Fomos de 6 SKUs (Stock Keeping Unit) para praticamente 50.

Saímos de produtos exclusivamente a base de Whey para um mix mais bem desenhado, focado no benefício que a marca quer trazer e não em ingredientes. Ou seja, se antes a gente trazia um Whey mais cremoso e docinho com Mais Mu e um Whey mais leve e premium com a Muke (outra linha de produtos da empresa), hoje nós trazemos snacks com proteína para Mais Mu e suplementos focados em performance para Muke. A gente brinca que Mais Mu é para quem não quer engordar e Muke é para quem quer emagrecer e/ou ficar forte. 

No final, a gente saiu de um faturamento anual, em 2016, de 1 milhão de reais para um faturamento de 11 milhões, em 2019. Nosso plano é fechar 2020 na casa dos 20 milhões. 

O número de lojas tem aumentado muito com a introdução em grandes redes. Hoje estamos em aproximadamente 2.500 lojas e acreditamos que dá para dobrar esse número em breve. 

mais mu produtos
Alguns dos produtos Mais Mu. Fonte: Instagram, @maismu

MilkPoint: Nunca se falou tanto em saudabilidade como nos tempos atuais. Na opinião de vocês, a que se deve esse movimento? 

Otto: Tudo indica que a saudabilidade começou como uma moda, virou tendência e hoje é realidade. Mas a gente tenta ver isso de uma maneira um pouco diferente das outras marcas. Para nós o desafio não é trazer o máximo de nutrição para as pessoas que já são interessadas no assunto. Nosso objetivo é criar produtos nutritivos que você possa encontrar em qualquer lugar, que tenham um desembolso baixo e que possuam uma marca forte que se conecte com as pessoas. Como a gente tem falado internamente: queremos nutrir as prateleiras do mercado. 

MilkPoint: Tudo começou com whey protein, porém, agora, vocês têm diversos outros produtos para venda (inclusive produtos não alimentícios, como canecas, bolsas térmicas etc.). Vocês sempre tiveram em mente expandir o portfólio ou essa foi uma ideia mais recente? 

Otto: A gente tem um mix extenso considerando nosso tamanho. Isso é bom porque abrange um espectro maior de necessidades dos clientes. É ruim porque gera complexidade de comunicação e gestão. Devemos aumentar mais nosso portfólio, mas focando cada vez mais em itens com a melhor relação entre retorno adicional e complexidade adicional.

mais mu bolsa termica
Bolsa térmica Mais Mu. Fonte: Instagram, @maismu

MilkPoint: Como funciona o clube por assinatura? Tem se mostrado uma forma promissora de vendas?

Otto: Mais do que planos de assinatura, nós queremos pensar em estratégias para retenção de clientes. O clube é uma dessas estratégias, mas não a única. Começou como um teste e tem muito espaço pra melhorias. Hoje já temos um número considerável de assinantes e estamos vendo como é a melhor forma de alavancarmos isso. 

MilkPoint: Atualmente, qual a melhor forma de vendas para a Mais Mu: em lojas físicas ou e-commerce? 

Otto: Acreditamos que o melhor canal de vendas é um mix entre o offline e o online. O offline traz a capilaridade e a conveniência que não conseguiríamos jamais ter. O online traz uma relação direta com o cliente que agrega muito valor para as duas partes. Nossa aposta é no mix dessas duas formas e no melhor atendimento ao cliente. 

site mais mu
Visão do site da Mais Mu (lojamaismu.com.br)

 

MilkPoint: O público da Mais Mu é exclusivamente pessoas que frequentam a academia ou vocês têm observado a adesão de outros públicos?

Otto: A Mais Mu nasceu para mostrar que ninguém precisa ser “bitolado” para ser saudável. Às vezes isso significa mais combater o sedentarismo do que incentivar atletas de fisioculturismo. Por isso a gente observa um público que se preocupa com a saúde e é fisicamente ativo, mas que não necessariamente gasta suas calorias na academia. 

MilkPoint: Por que é tão importante para a Mais Mu mostrar que a whey protein é derivada do leite de vaca (visto que o nome da empresa remete ao animal, além dos desenhos na embalagem)?

Otto: Assim que nascemos, a gente se propôs a mostrar que whey não é “bomba”. Eu costumo brincar que a última coisa que passa na cabeça das pessoas quando elas veem um pote de whey pela primeira vez é: “isso é um derivado do leite”. Não! As pessoas pensam que é “bomba”, anabolizante ou "veneno". A ideia da Muka (nossa mascote vaquinha) é mostrar a real: Whey não é bomba, é um derivado do leite. Hoje temos produtos veganos e até sem proteína, quando falamos da linha Muke. Isso porque não é mais sobre Whey. É sobre não precisar ser bitolado para ser saudável e fazer as coisas como elas deveriam ser. 

produtos veganos mais mu
Linha de produtos veganos. Fonte: Instagram, @maismu

MilkPoint: As redes sociais continuam sendo a principal forma de contato com o cliente? O que vocês mais prezam nessa interação? 

Otto: A gente interage bastante com nosso público por meio das redes sociais e esse é nosso principal ponto de contato com eles. Nosso objetivo nas redes sociais tem muito a ver com os posts da Muka bolada (mascote) no nosso “insta”. Lá a gente veste uma camisa mais debochada e brinca com os perrengues reais de tentar viver uma vida mais saudável. 

mais mu instagram
Interação nas redes sociais. Fonte: Instagram, @maismu

MilkPoint: Recentemente vocês fizeram uma campanha de investimento por meio do Kria. Como foi? O retorno foi dentro do esperado? Como a Mais Mu pretende investir esse dinheiro?

A gente acabou de finalizar nossa primeira rodada de investimento. Dentro das várias opções do mercado, a gente optou por fazer uma rodada de Equity Crowdfunding com o KRIA. Equity Crowdfunding é basicamente um “nome difícil” para uma coisa simples: dar acesso a pessoas normais a investimentos normalmente restritos a mega investidores-anjo. O Kria usa tecnologia e contratos modernos para fazer isso ser possível. A nossa ideia com a captação, além do aporte financeiro, foi trazer nossa base de clientes e colaboradores para serem sócios da Mais Mu. A campanha foi um sucesso e hoje temos mais de 260 mini investidores anjo. Temos pessoas que investiram R$ 2.000 e pessoas que investiram R$ 200.000. No total levantamos R$2.250.000,00 nessa campanha e devemos usar esses recursos para investir em marketing e vendas, produtos e pessoas. 

MilkPoint: Para finalizar, quais são os próximos voos que a Mais Mu pretende alçar?

A gente acredita num futuro no qual alimentos saudáveis vão ser tão desejados, acessíveis e saborosos quanto os snacks "porcaria" que a gente encontra no supermercado. Nosso sonho grande é ser protagonista nesse novo mundo e ser a referência nº1 em suplesnacks, a categoria que junta o melhor dos suplementos com o melhor dos snacks. Isso significa que tem muito chão pela frente e estamos só no começo =).

equipe mais mu
Equipe Mais Mu. Fonte: Instagram, @maismu

MAYSA SERPA

Médica Veterinária e mestranda em Sanidade Animal pela UFLA, Editora Assistente de Conteúdo MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint