FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Uruguai exportou 19% mais lácteos nos primeiros oito meses do ano

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 24/09/2018

2 MIN DE LEITURA

0
1

O volume embarcado e os melhores preços permitiram que as exportações de lácteos uruguaios crescessem 19% nos primeiros oito meses deste ano, em comparação com o mesmo período do ano anterior, conforme confirmado pelo Instituto Nacional do Leite (Inale). O total exportado pelo setor lácteo alcançou US$ 415,537 milhões.

A exportação de leite em pó integral cresceu 44% com relação ao mesmo período do ano anterior, acumulando 82.387 toneladas em agosto passado, enquanto as vendas de leite em pó desnatado caíram 8% e atingiram 7.842 toneladas. Em paralelo, as exportações de manteiga aumentaram 34% e foram de 7.567 toneladas e os embarques de queijos uruguaios diminuíram 9%, chegando a 18.950 toneladas, segundo dados da Inale.

O valor médio da tonelada de leite em pó integral exportado pelo Uruguai foi de US$ 3.150. Entre agosto de 2018 e o mesmo mês de 2017, o preço médio caiu 6%. A queda no valor médio do leite em pó desnatado (26%) foi muito mais pronunciada, permanecendo em US$ 2.176.

A manteiga apresentou um aumento de 13%, com um valor médio de US$ 5.388 por tonelada e nos queijos houve uma melhora de 6% nos preços, com um valor médio de US$ 4.408 por tonelada exportada pelo Uruguai. Em relação ao faturamento por item, no caso do leite em pó integral, subiu 35% e ficou em US$ 256.366 mil (FOB), mas caiu 32% no caso do leite em pó desnatado, posicionando-se em US$ 17.138.000.

Para a manteiga, o aumento no faturamento - por melhores valores - foi de 52% e chegou a US$ 40.854.000. Por sua vez, o volume de negócios caiu 3% na categoria queijo, permanecendo em US$ 80.231.000. Nesse sentido, as empresas continuam sentindo a ausência de alguns dos mercados tradicionais, como é o caso da Venezuela.

Comparação

Em agosto, os preços dos queijos exportados pela indústria uruguaia caíram 6% em relação a julho de 2018, situando-se a um preço médio de US$ 4.408 por tonelada. Por outro lado, os preços recebidos pela Oceania cresceram 2% e ficaram em US$ 3.775 por tonelada.

No caso do leite em pó integral, o preço médio da tonelada exportada pelo Uruguai em agosto ficou em US$ 3.150 em relação a julho. A Oceania também manteve um valor médio de US$ 3.000 por tonelada, enquanto no caso da União Europeia, outro forte produtor e exportador de lácteos, o valor caiu 2% e foi de US$ 3.263 por tonelada.

As informações são do El País Digital, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.