ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Santa Catarina estima perdas de mais de 40% na safra de milho

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 24/01/2022

1 MIN DE LEITURA

0
0

A Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri/Cepa) estima que as chuvas irregulares e mal distribuídas em dezembro e janeiro podem provocar perdas de 43% na safra de milho e de 30% na produção de soja do Estado. Como a seca e as altas temperaturas persistem, os produtores catarinenses ainda podem sofrer mais prejuízos.

De acordo com a Epagri/Cepa, a estiagem começou quando as lavouras de milho estavam em fase de floração, período sensível à falta de umidade no solo. O Estado previa colher 2,79 milhões de toneladas do cereal na primeira safra nos cerca de 330 mil hectares de cultivo, mas, agora, a estimativa é de produção de 1,59 milhão de toneladas, uma quebra de 43% em relação à projeção inicial.

No início da colheita, a produtividade média está entre 120 e 130 sacas por hectare nas áreas cultivadas mais cedo. A maior parte das lavouras foi plantada mais tarde e sofreu mais, segundo Haroldo Tavares Elias, engenheiro agrônomo da Epagri/Cepa.

"A redução da produtividade varia muito, sendo estimada entre 20% a 80% entre as diferentes microrregiões geográficas e também dentro delas. Em várias regiões, o efeito da estiagem gera perdas na produção de mais de 40%", explica. As regiões Oeste, Extremo-oeste e Planalto Norte são as mais afetadas pela falta de chuvas.

Para a soja, a estimativa inicial era de produção de 2,63 milhões de toneladas em 698 mil hectares. Com cerca de 30% de perdas, a colheita deve ficar agora em 1,7 milhão de toneladas.

Segundo a Epagri/Cepa, os prejuízos são bastante diferentes entre as regiões em função do calendário de plantio. A soja de ciclo precoce, em que as cultivares têm menos tempo de recuperação, foi a mais afetada. As altas temperaturas potencializaram os danos, provocando queima das folhas e encurtamento do ciclo da planta.

As informações são do Valor Econômico, adaptadas pela equipe MilkPoint. 

Leia também:

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint