FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Queijo, vinho e aeronaves europeus estão entre os alvos de sanções dos EUA

Os Estados Unidos revelaram, no fim da tarde desta quarta-feira (2), a lista de produtos europeus que serão submetidos às sanções retaliatórias autorizadas nesta quarta-feira pela Organização Mundial do Comércio (OMC). Hoje, a OMC autorizou os EUA a retaliarem a União Europeia em US$ 7,496 bilhões, por causa dos subsídios oferecidos à fabricante de aeronaves Airbus.

Em comunicado, o Escritório do Representante Comercial dos EUA (USTR, na sigla em inglês) aponta que “a maior parcela das tarifas terá como alvo produtos da França, Alemanha, Espanha e Reino Unido – os países responsáveis pelos subsídios ilegais”.

Aeronaves de grande porte produzidas na Europa sofrerão uma tarifa adicional de 10%, relata o USTR. Já produtos agrícolas e outros bens serão submetidos a sanção de 25% — entre eles uísque single malte, suéteres, queijos de variados tipos, azeite e vinhos. As sanções entram em vigor no dia 18 de outubro. 

Mais cedo, nesta quarta, o secretário de Estado americano, Mike Pompeo, disse ao jornal italiano “Il Messaggero” que as sanções retaliatórias lançadas pelos EUA sobre produtos europeus incluiria produtos alimentícios como queijo e vinho.

As informações são do Valor Econômico.


 

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ALEX MOREIRA

NOVA INDEPENDÊNCIA - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 03/10/2019

Olha que bacana!!! Liberal apenas no discurso!!!