FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Produtores de leite fazem abaixo-assinado para entregar ao presidente Bolsonaro

Produtores de leite de várias partes do país usam as redes sociais para reunir assinaturas em abaixo-assinado com a intenção de encaminhar ao presidente Jair Bolsonaro. O movimento intitulado Construindo Leite Brasil, que se mobiliza para defender os anseios da atividade leiteira, em um dos Grupos de Whatsapp, divulgou na manhã de ontem (31), um abaixo-assinado contendo as pautas principais do movimento, entre as mensagens postadas antes do compartilhamento do documento, podemos destacar algumas de interesse comum:

“Pedimos rastreabilidade para o leite importado, depois de fracionado que o leite importado também tenha no mínimo 50% do tempo de validade; isto porque leite vencendo vendem por qualquer preço”;

“Vai continuar entrando do Uruguai e Argentina leite em pó, UHT, queijo, etc. Reduzir o custo é a nossa única chance para continuar na atividade”;

“O comércio dentro do Mercosul não tem imposto. O governo pelo acordo do Mercosul não pode, mas a tarifa externa de 28% para países fora do Mercosul pode”;

“Pedimos também a renovação da tarifa antidumping para Nova Zelândia e União Europeia”;

Além destas manifestações via Whatsapp, circulam na internet outros vídeos de depoimentos, manifestos e reivindicações.

"Está acontecendo uma revolução silenciosa no leite", esta foi a declaração feita pelo economista Paulo do Carmo Martins, chefe-geral da Embrapa Gado Leite, avaliando a movimentação do setor.

No cabeçalho do documento se encontra a justificativa do manifesto e a solicitação ao presidente Jair Bolsonaro para a desoneração da cadeia produtiva do leite, revisão da Lei 12.669 e inclusão do Commodity Leite a BM&F. Confira o abaixo assinado aqui. O documento ainda esclarece os principais anseios da categoria, veja:

“Através deste manifesto, expressamos o anseio dos milhares de produtores de leite do Brasil, em este governo reconhecer os danos causados pelas altas taxas tributarias (PIS, CONFINS, FGTS, INSS e FUNRURAL). Rogamos a Vossa Excelência, que o Brasil demonstre apoio aos produtores de leite, ressaltando a nossa preocupação quanto a posição brasileira, insistindo em não reconhecer os inegáveis prejuízos causados pela carga tributária e revisar os escapes que a Lei 12.669 proporciona as empresas de beneficiamento e comercio de laticínios". 

As informações são do Agronews Brasil. 

8

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARCOS NILCE LOUREIRO

EM 13/02/2019

Estamos juntos nesta luta
MARCOS NILCE LOUREIRO

EM 13/02/2019

Daril marcos loureiro produtor de leite no município de Catanduvas Paraná estamos juntos nesta luta não vamos deixar a política desde governo fraco nos prejudique pedimos aos deputados que nos representa que nos ajude nesta luta não deixando que a atividade leitura dos nossos pequenos e médios produtores se acabem e deixando nosso futuro em risco obrigado
ALAOR FERNANDES ALMEIDA

EM 11/02/2019

Temos que lutar para melhorar o preço do leite sou um pequeno produtor
MAURO

BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 06/02/2019

http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/62182854

Publicada hoje 06/02, a Circular SECEX Nº 6, que decidiu encerrar a revisão da medida antidumping instituída pela Resolução CAMEX nº 2, de 5 de fevereiro de 2013, iniciada por intermédio da Circular SECEX nº 7, de 5 de fevereiro de 2018, publicada no Diário Oficial da União (D.O.U) de 6 de fevereiro de 2018, sem prorrogação da referida medida, uma vez que não houve comprovação da probabilidade de retomada de dumping nas exportações da União Europeia e da Nova Zelândia para o Brasil de leite em pó, integral ou desnatado, não fracionado, classificado nos itens 0402.10.10, 0402.10.90, 0402.21.10, 0402.21.20, 0402.29.10 e 0402.29.20 da Nomenclatura Comum do MERCOSUL - NCM, e do dano à indústria doméstica decorrente de tal prática, no caso de extinção da medida antidumping em questão, nos termos do Art. 106 do Decreto nº 8.058, de 2013.
JOSE LUIZ DINIZ JUNIOR

BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 04/02/2019

COMO FAÇO PARA PARTICIPAR DO GRUPO DE WHATSAP DOS PRODUTORES DE LEITE?
CLAUDIO DUTRA PELLEGRINI

GUAÇUÍ - ESPÍRITO SANTO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 04/02/2019

Temos que olhar também as com oradoras de leite porquê fazem do produtor o que bem entende temos que ver um jeito de acabar com essa instabilidade como pode uma hora o preço 1.60 outra 1.00 real queria ver se o restante dos trabalhadores do Brasil recebessem 5000.00
No outro mês 2000.00 no outro 1500.00 será que as contas deles fecham somos tratados como ninguém não temos domingo feriado muito menos 44 horas semanais nem décimo terceiro nem FGTS nada lidamos com clima uma hora seca outra chuva demais enfim todos tipos de imperies doenças nos currais mão de obra não existe pior enfim tirar leite no Brazil está muito complicado
CARLOS HENRIQUE SCARPELLINI

PEJUÇARA - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 01/02/2019

Apoio com esperança.
CHARLES TRENNEPOHL

PANAMBI - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 01/02/2019

A muitos anos estou na atividade leiteira e todo esse tempo sempre foi essa mesma ladainha, nós entregando nosso leite a custo de importação. Meu sonho é que um dia isso mude e nossa produção e nosso trabalho sejam realmente valorizados. Gosto muito da atividade, herdei a atividade do meu pai e quero que meus filhos continuam com ela por várias gerações. A final não é só o que nós sustenta mas sim um alimento fundamental na mesa do mundo todo.