FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

MS: presidente do Silems apresenta demandas da cadeia do leite ao Governo e à Assembleia

Durante abertura do 22º Encontro Técnico do Leite, realizado na última sexta-feira (07/06), no auditório do Sindicato Rural de Campo Grande (MS), a presidente do Silems (Sindicato das Indústrias de Laticínios de Mato Grosso do Sul), Milene Nantes, entregou as demandas para fortalecer a cadeia do leite do Estado ao superintendente de Produção e Agricultura da Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Rogério Beretta, e ao presidente da Comissão de Turismo, Indústria e Comércio da Assembleia Legislativa, deputado estadual Capitão Contar.

Segundo Milene Nantes, o documento foi formulado a partir de uma reunião entre as indústrias lácteas e os produtores rurais no início de maio e tem 1.066 assinaturas. “Nós precisamos estar em conjunto, tanto produtor como indústria, mas precisamos também de políticas que beneficiem os dois lados, porque sem o leite do produtor, a indústria não consegue produzir e não se mantém, mas sem a indústria o produtor também não tem para quem vender a sua produção. Então queremos sensibilizar nossas autoridades sobre essa situação sensível que nós estamos vivendo”, afirmou.

Ela explicou que, ao todo, o documento conta com 16 propostas das entidades representativas da cadeia produtiva do leite, com destaque para uma mudança na política tributária. “Queremos reduzir a alíquota do ICMS interestadual dos derivados lácteos para 3%, sendo 1% para um fundo de desenvolvimento da bovinocultura de leite e equiparar a alíquota de ICMS do leite spot – comercializado entre empresas”, destacou.

O documento também pede a redução da alíquota do ICMS de 17% para 2% na aquisição de energia elétrica pelo produtor de leite e indústrias. “Além disso, queremos a intensificação da fiscalização referente à tributação do leite UHT nos Centros de Distribuição e das transferências do produto de outros Estados para o Mato Grosso do Sul. Acreditamos que essas medidas podem nos ajudar a melhorar a competitividade dos nossos produtos aqui dentro do Estado, porque a maioria do leite consumido aqui vem de fora”, completou.

O superintendente Rogério Beretta reforçou a importância do leite para a segurança alimentar. “Temos o leite como o principal alimento na infância e devemos estimular o seu consumo e trabalhar para que o Estado tenha condições de oferecer o produto em qualidade e quantidade para a nossa população. Esse documento que recebemos aqui será levado para a Câmara Setorial do Leite e os técnicos do Governo do Estado. Juntamente com essa Câmara, vão fazer um estudo para ver quais as ações em que o governo pode localmente trabalhar”, explicou.

Já o deputado estadual Capitão Contar destacou o encontro com produtores e indústria como uma oportunidade de entender mais sobre a cadeia do leite e se colocou à disposição para ajudar o segmento. “Quero que vocês me vejam como uma ferramenta dentro da Assembleia para apresentar as demandas necessárias para melhorar a competitividade dos nossos produtos”, finalizou.

As informações são do Jornal Agora MS.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.