FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Papel dos lácteos no sistema de alimentação global é destacado pela USDEC

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 27/11/2020

5 MIN DE LEITURA

0
0

Os lácteos desempenham um papel fundamental na alimentação do mundo. Poucos alimentos fornecem uma lista de nutrientes e benefícios à saúde de formas tão acessíveis, funcionais e diversificadas. Além disso, a cadeia de suprimentos de laticínios dos EUA - da fazenda ao consumidor - continua fortalecendo sua abordagem de liderança mundial para a sustentabilidade que prioriza inovação, tecnologia e eficiência e manterá os laticínios dos EUA no centro do futuro do sistema alimentar global. 

De 2007 a 2017, o impacto ambiental da produção de um galão de leite nos Estados Unidos diminuiu significativamente, exigindo 30% menos água e 21% menos terra. Essas reduções resultaram em uma pegada de carbono 19% menor. Mas a indústria não está apoiada nessas conquistas. Em vez disso, avançou este ano com as Metas de Gestão Ambiental de 2050 e a Net Zero Initiative.

“É importante que o resto do mundo entenda que a indústria de laticínios dos EUA se preocupa com a alimentação das pessoas, comunidades rurais e com o planeta”, disse Krysta Harden, chefe de operações do U.S. Dairy Export Council (USDEC). “A aprovação coletiva de novas e agressivas metas de sustentabilidade é apenas uma das maneiras pelas quais a indústria americana pode provar que somos um líder global nesta área.” Os produtores de leite e fornecedores de lácteos dos EUA sabem disso. Mas os oponentes dos laticínios e nossos concorrentes têm procurado pintar um quadro diferente.

Desafio da cúpula alimentar da ONU

O USDEC fez parceria no mês passado com o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) para sediar o simpósio virtual “A Importância da Produção Animal e da Proteína Animal: A Perspectiva do Hemisfério Ocidental”.

O simpósio - para promover e defender o papel essencial dos laticínios no sistema alimentar global, apoia a formulação de políticas baseadas na ciência e destacar os benefícios do comércio internacional no desenvolvimento econômico - é parte de um esforço mais amplo de preparação para a Cúpula dos Sistemas Alimentares da ONU em setembro 2021.

A cúpula está sendo realizada para ajudar a "aumentar a consciência global, aprofundar nossa compreensão dos problemas que devemos resolver e definir um curso para mudar radicalmente a forma como produzimos, processamos e consumimos alimentos", disse Agnes Kalibata, enviada especial da ONU para a cúpula.

A conferência visa estabelecer uma estrutura de política global para tornar os sistemas alimentares mais sustentáveis, equitativos e nutritivos. Ao fazer isso, ela moldará as políticas agrícolas em todo o mundo, impactando o ambiente regulatório e de negócios em que as exportações de lácteos dos EUA são produzidas, comercializadas e consumidas nos próximos anos.

Oportunidades e desafios

Qualquer esforço para "mudar radicalmente" os sistemas de alimentação traz consigo oportunidades e desafios para os laticínios dos EUA. A Cúpula dos Sistemas Alimentares da ONU servirá como uma oportunidade para reforçar o papel essencial dos laticínios como fonte de nutrição sustentável e acessível.

Mas carrega o potencial de que laticínios e outros alimentos de origem animal perderão para uma agenda exclusivamente vegetal impulsionada por certas instituições e ativistas que negligenciam o importante papel que desempenham na nutrição, as medidas que estão sendo tomadas para tornar a produção de gado mais sustentável e contribuições da produção pecuária para as economias rurais e o desenvolvimento.

O webinar da USDEC-IICA realizado no mês passado ofereceu uma perspectiva do hemisfério ocidental sobre a importância da produção e consumo de proteína animal com a ciência em seu centro. Muito frequentemente, os debates atuais sobre a política alimentar estão sendo conduzidos por defensores que se opõem à agricultura animal ou que desencorajam o uso de tecnologias seguras e inovadoras. Isso torna essencial que a indústria de lácteos seja proativa e engajada na proteção de importantes mercados de exportação de laticínios dos EUA que frequentemente implementam recomendações da ONU.

Frente unificada

Os produtores de gado em todo o hemisfério ocidental, unidos via IICA e estimulados por programas como o simpósio organizado pelo USDEC, ajudarão a construir uma frente unida para exigir que a cúpula recomende apenas políticas científicas sólidas, reconhecer o importante papel da pecuária no sistema alimentar e evitar interesses ideológicos ou regionais. O USDEC continua alavancando proativamente suas parcerias globais, como a do IICA, para posicionar os laticínios dos EUA como parte da solução para alimentar o mundo de forma responsável e sustentável.

Mais por vir para se preparar para a cúpula da ONU

Essas apresentações específicas aos laticínios serão incluídas em uma próxima publicação das atas do simpósio. A publicação é parte de um esforço mais amplo do USDEC para gerar uma forte base de evidências que documenta o papel dos laticínios nos sistemas de alimentação que informará os preparativos para a cúpula da ONU no próximo ano.

O USDEC também alavancará a publicação com organizações internacionais como Codex, Organização Mundial da Saúde, Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura e Organização Mundial da Saúde Animal, que estão desenvolvendo cada vez mais políticas e recomendações baseadas nestes sistemas.

O IICA e sua rede no hemisfério ocidental serão essenciais para ampliar as prioridades dos laticínios e outras prioridades da pecuária antes da cúpula com o USDEC em uma posição única para promover a sustentabilidade, nutrição e cuidado animal na indústria de lácteos dos EUA em todo o mundo.

Só então a indústria de lácteos dos EUA pode maximizar os benefícios potenciais para o consumo e comércio global de laticínios que a Cúpula dos Sistemas Alimentares da ONU oferece, ao mesmo tempo em que minimiza os riscos para a produção de laticínios e o consumo de proteína animal apresentados por alguns dos defensores mais ideologicamente motivados da cúpula

Gostou do conteúdo? Deixe seu like e seu comentário, isso nos ajuda a saber que conteúdos são mais interessantes para você. Quer escrever para nós? Clique aqui e veja como!

As informações são de Nick Gardner, vice-presidente de Assuntos Regulatórios Internacionais e Codex do U.S. Dairy Export Council, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint