FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Na América Latina, os shoppers estão cada vez mais preocupados com as questões ambientais

Na América Latina, os shoppers estão cada vez mais preocupados com as questões ambientais. De acordo com o estudo da Nielsen chamado “Go Green - The Era of sustainability”,   57% dos participantes da pesquisa na região demonstra preocupação com a poluição da água, 62%, com sua escassez e 85% afirma que mudaria seus hábitos de consumos para reduzir o impacto no meio ambiente.

A geração Millennials é a mais comprometida com as mudanças: 45% declara que os mudaria definitivamente (vs. 30% global), 40%, provavelmente (vs. 43% global) e apenas 12% afirma que não mudaria nada (vs. 21% global).

Os consumidores de produtos sustentáveis possuem, em sua maioria, um perfil urbano e vivem em cidades prósperas, em famílias menores e com crianças abaixo de 6 anos de idade. São bem instruídos (declaram conhecer os problemas ambientais e saber como diminuí-los), possuem renda acima de $100 mil/ano e formam o modelo de família start-up (novas e jovens famílias, conscientes das questões ambientais e dispostas a preservar o meio ambiente).

Para atrair esse novo público, a indústria de marketing tem investido fortemente em publicidade social, saltando de $120M em 1990 para $2B em 2016, um crescimento 1567%.

Aos poucos, as companhias adaptam-se ao novo contexto e buscam atuar de maneira mais sustentável. Algumas marcas estão incentivando os consumidores a reutilizar ou reciclar as embalagens, e outras, lançando produtos que reduzem o consumo de água e energia elétrica. Além disso, muitas delas têm promovido ações que visam a redução da pobreza, erradicação da fome, saúde e bem-estar, qualidade educacional e equidade de gênero.  

Em contrapartida, os benefícios recebidos por elas estão relacionados à melhora na imagem corporativa, fortalecimento das relações com os grupos de interesse, redução de custos e atração de novos talentos.

Para o sucesso da inclusão sustentável nos negócios, o processo deve percorrer e integrar todos os setores da companhia de forma autêntica e transparente, desde marketing e publicidade, supply chain, até abastecimento e recursos humanos.

Uma legislação sustentável destinada à promoção de questões ambientais garantirá impacto nas economias mundiais e, dessa forma, influenciará as práticas de produção e distribuição. Por esse motivo, alguns governos na América Latina estão começando a implementar certas iniciativas na região.

No Brasil, as empresas compensam financeiramente pelo impacto gerado por seus projetos e os estados utilizam esses fundos para investir em projetos de conservação. O México recompensa comunidades e propriedades rurais pela preservação de suas florestas e bacias hidrográficas. A Costa Rica faz arrecadação de impostos sobre o consumo de água e gasolina e a quantia arrecadada é destinada aos proprietários de florestas pelo fornecimento de serviços ambientais.

As informações são da Nielsen. 

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.