FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Mapa vai publicar cartilha sobre sistema de controle do carrapato em bovinos

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento vai publicar nos próximos dias uma cartilha sobre o Sistema Integrado de Controle Parasitário (Sicopa) de manejo e controle do carrapato dos bovinos. A publicação, com 56 páginas, será publicada no site do Mapa. O sistema será utilizado no novo Programa de Controle Seletivo do Carrapato Bovino do Paraná.

Mapa vai publicar cartilha sobre sistema de controle do carrapato em bovinos

Segundo o criador do Sicopa, doutor em parasitologia e professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Marcelo Molento, atualmente não existe no país um programa de controle deste parasito. Segundo ele, as vantagens do Sicopa são a redução do uso de acaricidas no rebanho e com isso a diminuição da resistência do parasito a estes produtos, além da diminuição das perdas de produtividade, principalmente na pecuária leiteira.

O funcionamento deste sistema será mostrado no seminário gratuito que será realizado no Sindicato Rural de Santa Maria (RS), nesta quinta-feira (07) e sexta-feira (08), evento que tem o apoio do Ministério da Agricultura. Entre os temas do seminário estão a epidemiologia e controle do carrapato; resistência do carrapato e testes de eficácia em laboratório e no campo; programa de avaliação seletiva de bovinos e parcerias no Brasil e o controle do carrapato no Rio Grande do Sul.

O Sicopa tem 22 ferramentas que podem ser adaptadas e podem ser usadas em fazendas no Brasil e em outros países sul americanos como o Paraguai, Argentina e Uruguai, onde também ocorre o carrapato dos bovinos. O Sistema prevê que o animal que apresentar até 20 parasitos em apenas um lado do corpo será passível de tratamento intensivo com acaricidas; os demais terão controle diferenciado.

De acordo com o professor, o uso do tratamento seletivo exige mais empenho do veterinário, pois deve ser feita a contagem dos parasitos em todos os animais, para identificar os indivíduos parasitados. Segundo ele, cerca de 60% a 70% dos animais não excedem a contagem mínima e não precisarão ser tratados. “Os animais que recebem a menor quantidade de tratamentos são também os animais que permanecem com mais facilidade no rebanho além de serem mais saudáveis”, informa o professor.

O carrapato é um dos principais parasitos de bovinos no Brasil, que pode causar prejuízos de até R$ 10 bilhões por ano. O carrapato está disseminado no rebanho de todo o Brasil, principalmente entre as raças europeias. Nos bovinos jovens, pode provocar a morte e nos adultos a perda de peso de até 100 quilos.

As informações são do Mapa.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

CECÍLIA JOSÉ VERÍSSIMO

NOVA ODESSA - SÃO PAULO - PESQUISA/ENSINO

EM 07/11/2019

Em consonância com o Prof. Marcelo Molento no Paraná, a equipe de pesquisadores e pós-graduandos do Instituto de Zootecnia, da Secretaria de Agricultura do Estado de São Paulo, tem feito estudos sobre o controle seletivo do carrapato em fazenda leiteira com várias raças de bovinos, e tem constatado a efetividade deste controle no controle geral do carrapato no rebanho (4 anos seguidos de experiência), com menor uso de carrapaticida no rebanho como um todo, podendo reduzir em até 90 % o uso do carrapaticida, de acordo com a raça (em animais Girolanda a redução foi da ordem de 90% no uso do carrapaticida, sem que isso tenha afetado os animais). Vamos divulgar mais detalhes do trabalho realizado em um Dia de Campo no próprio Instituto de Zootecnia, em Nova Odessa. Mais detalhes sobre este evento e os demais da Semana Parasitológica do IZ, em: http://www.iz.sp.gov.br/evento.php?id=280