FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Desempenho do crédito rural na atual safra atinge R$ 116,7 bilhões em sete meses

Nos sete primeiros meses do Plano Safra 2019/2020, entre julho/2019 a janeiro/2020, os agricultores brasileiros pegaram financiamento nas instituições financeiras no valor de R$ 116,7 bilhões, alta de 8%. Em operações de custeio, comercialização e industrialização alcançaram R$ 84,6 bilhões, já os investimentos atingiram R$ 32 bilhões. 

Os números fazem parte do Balanço de Financiamento Agropecuário da Safra 2019/2020, divulgado nesta segunda-feira (10) pela Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), com base nos dados do Sistema de Operações do Crédito Rural e do Proagro (Sicor), do Banco Central. 

As contratações de custeio pelos médios produtores (Pronamp) tiveram expressivo aumento na atual safra (44%), somando R$ 15,38 bilhões, sobretudo as realizadas com recursos obrigatórios (62%), provenientes dos depósitos à vista nos bancos comerciais. 

De acordo com a Secretaria de Política Agrícola, merece destaque o fato dos financiamentos de custeio aos grandes produtores, realizados com recursos livres da LCA e da Poupança Rural, terem aumentado 14% e 87%, respectivamente, bem como o aumento dos financiamentos de investimento com recursos livres (+102%) e a redução de 27% nos financiamentos com recursos da Poupança Rural com Subvenção Econômica.

“Esses resultados estão alinhados com o objetivo da política de crédito rural, de redução gradual da participação desses produtores nos financiamentos a juros controlados, especialmente os que resultam em ônus para o Tesouro”, observa Wilson Vaz de Araújo, diretor de Financiamento e Informação da SPA/Mapa.

Os créditos de investimento para o médio produtor rural (Pronamp) também tiveram acentuada expansão (+66%), se situando em R$ 1,66 bilhão, em decorrência da possibilidade destes financiamentos serem realizados com Recursos Obrigatórios para qualquer finalidade no âmbito desse programa.

Estes financiamentos para os agricultores familiares (Pronaf) aumentaram 25%, se situando em R$ 9 bilhões, sendo que nos próximos meses esta expansão deverá se acentuar devido à possibilidade, concedida aos agentes financeiros, de que até 5% da subexigibilidade do Pronaf seja cumprida por meio de financiamentos de investimento no âmbito do Pronaf.  

Outro destaque no desempenho do crédito rural na atual safra é a acentuada expansão da demanda por recursos de investimento nos programas Inovagro - Programa de Incentivo à Inovação Tecnológica na Produção Agropecuária (+71%), Pronamp - Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (+66%),  Programa ABC - Programa para Redução da Emissão de Gases de Efeito Estufa na Agricultura (+48%) e PCA - Programa para Construção e Ampliação de Armazéns (+43%).  

As informações são do Mapa.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.