ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Conaprole: média de R$ 1,85 do preço do leite pago ao produtor em abril

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 03/05/2021

2 MIN DE LEITURA

0
0

O Conselho de Administração da Conaprole, no Uruguai, aumentou o preço do leite para seus membros em 0,90 pesos (US$ 2,05; R$ 11,15) e o preço de abril por litro ficará em torno de 14,811 pesos em média (US $ 0,336; R$ 0,20).

A cooperativa definiu que esse reajuste seja implementado por meio do prêmio do cooperado, que passará de 22,90 pesos (US$ 0,52; R$ 2,83) para 35 pesos (US$ 0,80; R$ 4,35) por quilo de leite sólido para o acerto de abril a ser pago nos primeiros dias de maio.

Álvaro Ambrois, Presidente da cooperativa, explicou porque o aumento do valor do leite será feito pelo lado premium do cooperado. “O contrato de adesão do produtor à cooperativa tem isso estabelecido. Além disso, o apoio ao grupo de produtores é alto por isso, nos pareceu ser esse o caminho”, argumentou.

Conforme explicou, já há vendas antecipadas e para os próximos meses há "negócios acertados" nos valores estabelecidos pela Fonterra com um preço do leite em pó integral em torno de US $ 4 mil (R$ 21. 760,000) por tonelada. É o que permite à cooperativa "colocar esse número no orçamento" do ano que termina em 31 de julho.

Para o presidente da Conaprole, o reajuste no preço do leite é "uma mudança importante". Uma melhoria no valor do leite foi solicitada por vários sindicatos de produtores de leite há poucos dias em uma carta enviada à Ambrois.

Antes da reunião do Conselho, o novo preço era projetado com sólidos de abril, que apresentam 4,02% de gordura e 3,46% de proteína. Portanto, os produtores de leite com 19% de qualidade e 100% de apoio aos laticínios terão acesso a um preço de 14.811 pesos (US$ 0,336; R$ 0,20) por litro, ao invés dos 13,908 pesos (US$ 0,32; R$ 1,74) que teriam recebido sem ajuste (+ 6,5%). Ambrois frisou que a Conaprole busca possibilidades de maximizar o preço "todos os dias", porque essa "é a razão de ser da cooperativa".

Justino Zavala, Líder da Associação de Produtores de Leite de Canelones, disse: “este é um sinal muito bom, dos sindicatos consideramos como o início de uma etapa de recuperação”. O produtor de leite garantiu que a cooperativa “ouviu as demandas dos sindicatos”, o que os deixam satisfeitos. “Se colocarmos em termos de suficiência, não é suficiente, mas é importante. Pensamos que dentro de alguns meses o preço do produtor estará alinhado com os preços internacionais”, concluiu.

As informações são do El Observador, traduzidas  e adaptadas pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint