ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

CNA avalia como positivas as resoluções do CMN para o setor lácteo

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 02/03/2021

1 MIN DE LEITURA

0
0

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) avaliou que as Resoluções n°4.890/2021 e 4.896/2021 do Conselho Monetário Nacional (CMN), publicadas na última sexta (26), atendem boa parte do pedido apresentado pela CNA ao Governo Federal para o enfrentamento da crise do setor lácteo.

No início do mês, a CNA levou à Câmara Setorial de Leite e Derivados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) uma lista de propostas para conter a crise do setor de lácteos no País. “As medidas de apoio à bovinocultura de leite tem como objetivo auxiliar na mitigação dos impactos da crise no setor, em função dos elevados custos de produção e queda no preço do leite”, afirmou a CNA em Comunicado Técnico publicado na segunda (1º).

Uma das medidas é a concessão de crédito de custeio com prazo de até dois anos para retenção de matrizes bovinas de leite. No documento, a Confederação afirma que “a ampliação de crédito de custeio para a categoria é essencial nesse momento de redução de margens da atividade”.

O CMN também autorizou o Financiamento para Garantia de Preços ao Produtor (FGPP) para beneficiamento ou industrialização de leite, com limite de crédito de até R$ 65 milhões, taxa de juros de 6% ao ano e prazo de reembolso de até 240 meses.

O FGPP tem como beneficiários indústrias e cooperativas que utilizam o recurso para estocagem ou beneficiamento de produtos lácteos. “A medida é de suma importância no atual contexto de alta oferta interna de leite e menor consumo doméstico, pois ajuda a absorver o excedente de mercado”, justifica a CNA.

Produtores e empresários têm até o dia 30 de junho de 2021 para contratar o crédito de custeio e o Financiamento para Garantia de Preços ao Produtor (FGPP).

Em fevereiro, a CNA levou ao Ministério da Agricultura uma série de propostas para enfrentar a crise no setor lácteo.

As informações são da Assessoria de Comunicação CNA.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint