ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Caixa amplia em 20% recursos para pré-custeio da safra 2020/21

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 05/02/2021

2 MIN DE LEITURA

0
0

A Caixa informou hoje que vai liberar R$ 6,5 bilhões para o pré-custeio da safra até junho deste ano, dentro do Plano Safra 2020/21, oferta 20% maior que a do mesmo período do ano passado. As contratações neste primeiro semestre de 2021 podem ser feitas já para o financiamento do plantio de verão 2021/2022 por pequenos, médios e grandes produtores.

A antecipação do custeio da próxima safra, segundo a instituição, "possibilita ao produtor de grãos um melhor planejamento financeiro para a aquisição dos insumos".

Em notas, a Caixa diz que recursos atendem a diversas finalidades, especialmente para o custeio das lavouras de soja, milho, algodão, arroz, feijão, mandioca e café, e atividades pecuárias. Nesta semana, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, também anunciou a abertura de 20 unidades especializadas no agronegócio em todo o país.

A linha de custeio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) da Caixa tem taxas a partir de 2,75% ao ano, a depender do empreendimento financiado. No Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp), além de custear as safras ou criações, é possível realizar investimentos.

A Caixa também estruturou programas de investimento para o financiamento da ampliação e modernização da infraestrutura produtiva a partir da aquisição de máquinas e equipamentos novos, animais, formação ou recuperação de pastagens, construção de cercas, currais e galpões, além de programas específicos para a implantação de sistemas de irrigação e armazenagem. Os recursos estão disponíveis para todas as categorias de produtores, com prazo de até 15 anos para reembolso, já incluída a carência de até três anos.

O banco aumentou em 33% o volume de recursos emprestados em operações de crédito rural de julho a dezembro do ano passado, primeira metade do Plano Safra 2020/21, na comparação com o mesmo período de 2019. Ao todo, foram liberados R$ 4,4 bilhões; no ano anterior, as liberações foram de R$ 3,3 bilhões.

Na comparação de janeiro a dezembro, o salto foi ainda maior, de 73%. Em 2020, a Caixa liberou R$ 7,9 bilhões em financiamento para o setor agropecuário, valor recorde na história de atuação da instituição nesse mercado; elas foram de R$ 4,5 bilhões em 2019. O número geral de contratações também cresceu, passando de 2,7 mil para 4,5 mil, aumento de 65%, mas ainda longe das 14,4 mil de 2014.

Com oito anos de atuação no crédito rural, a Caixa já atende 52 mil empreendimentos. Os recursos que o banco liberou ao agronegócio já passam de R$ 44 bilhões.

As informações são do Valor Econômico.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint