FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Compost Barn, o que ninguém te conta antes de construir - Parte 1

POR HAYLA FERNANDES

VACA FELIZ

EM 08/05/2020

4 MIN DE LEITURA

44
153

Nada pior do que se sentir ludibriado. Quando você está "com barro até o pescoço" todos te encorajam a construir, mas depois que o barracão está pronto só falta te falarem: “Quem pariu Mateus que o embale”. Você sabe que vai dar certo, mas sabe que informação vale ouro, agora sabe disso na pele.

Aqui vou tocar em alguns pontos que em geral os produtores não se atentam e muitas vezes é fonte de frustração numa construção recém acabada. Calma! Pra tudo tem jeito... ou quase tudo.

compost barn manejo de cama leite
Fonte: Hayla Fernandes

A primeira coisa que todo pai de primeira viagem passa é: reposição e conserto da bendita cama. Você precisa entender que a cama é viva. Ela é uma mistura de carbono (vindo da maravalha ou outro material), nitrogênio (vindo da urina), água (da urina também e esterco), bactérias (vindas do esterco) e oxigênio (vindo da aeração ou revolvimento da cama diário). Quando todos esses elementos estão em equilíbrio você tem uma cama de cor uniforme, sem torrões, com temperatura adequada, sem moscas, etc.

Seguem dicas:

Formando torrões? É sinal de umidade alta. Hora de pensar em três ações imediatas: ligar os ventiladores mais tempo (caso não estejam ligados 24h), repor material de cama e talvez passar uma enxada rotativa para desfazer os torrões já formados. Ficar só na enxada rotativa pode te ajudar por um tempo, mas se a umidade está alta devemos agir na formação dos torrões e não apenas desfazer os que se formam.

Cama compactada? Umidade alta. Reposição e ventilação são cruciais e aeração mais vezes ao dia. Dica importante: gastar mais tempo batendo a cama não faz tanta diferença como fazer um ou dois revolvimentos extras até consertar, pois na primeira batida da cama é que ela perde mais umidade, a partir da segunda essa perda já vai ficando menor. Então bata a cama, mas tente fazer isso em mais momentos do dia, só até descompactar e ver que a umidade está controlada. Depois vida normal.

Cama listrada? O revolvimento da cama está sendo feito sempre no mesmo sentido e não está misturando áreas mais úmidas com áreas mais secas. Comece pelo menos algumas vezes na semana a fazer movimentos de zigue-zague no barracão. Assim, áreas com maior trafego de animais vão se misturar a áreas de menor trafego e você garante que a cama estará com umidade mais uniforme. Pilares no meio do barracão podem dificultar essa passagem do trator.

Misturou terra? Sinto lhe dizer você está matando a compostagem. A cama consegue ser consertada em inúmeras situações, mas mistura de terra é uma das coisas que vai condenar sua cama. Atenção à altura do subsolador, não deixe de maneira alguma ele pegar terra abaixo da cama. Se já aconteceu, é hora de considerar a substituição total da cama, pois ela provavelmente não vai mais aquecer e não vai mais perder umidade, formando barro e expondo os animais a um risco sanitário importante.

Segunda lição para os "papais" e "mamães" de barracões: temperatura da cama! Como comentei a cama é viva, é uma reação constante de digestão por parte das bactérias e produção de composto. Portanto é desejável que a cama esteja quente 20 cm abaixo da superfície.

IMPORTANTE: Essa temperatura é variável! Quando a cama é nova a tendência é que as bactérias inoculadas pelo esterco nas primeiras semanas "façam a festa", pois há carbono abundante, então a curva de fermentação vai estar muito íngreme. É comum vermos camas com 65°C nesse momento, mas depois a temperatura vai lentamente caindo e se estabiliza em torno de 45°C. Não se preocupe.

Terceira lição: reposição de cama. Quando repor? Como repor? Eu diria que a primeira coisa é inaugurar o composto usando maravalha, por ser um material com densidade interessante e que vai demorar a ser consumido. Outro ponto é começar o barracão com uma lotação mais baixa para que se aprenda a manejar a cama, especialmente se estiver num período mais chuvoso. 12 a 14m²/vaca é uma boa medida inicial, depois podemos chegar a 10m² com segurança.

Ainda sobre reposição da cama lembre-se de duas coisas:

Primeira: lotes mais produtivos comem mais e portanto, estercam mais. Segunda coisa: Meses úmidos exigem mais reposição.

Assim, é crucial que a fazenda tenha um pouco de material para reposição emergencial, como em áreas de passagem de vacas, áreas mais sujeitas a chuva de vento, etc. Por isso sempre tenha muita atenção aos lotes mais cheios ou de maior produção, provavelmente é ali que a cama vai estar "mais feia" e há maior possibilidade das vacas estarem sujas.

Última dica de hoje: hora de tirar a cama. A cara da cama ou a temperatura da cama não mostram que é mais ou menos rica em nutrientes, apenas que está sendo bem manejada. Você vai poder ficar com a mesma cama por 1 ou 2 anos tranquilamente se o manejo for correto. Porém se está curioso para saber o teor de nutrientes, recolha uma amostra e envie ao laboratório como análise de solo. Se você chegar lá e pedir análise de composto provavelmente eles vão dizer que não fazem. Mas mande como solo que vai dar certo e aí você pode julgar se é momento de usar, se compensa em relação a adubo convencional, etc.

Na próxima edição vou falar um pouco sobre estresse térmico dentro do barracão e ventiladores. Pra você que achava que isso não acontecia fique ligado! É um problema muito real. A boa notícia é que pra tudo tem jeito! Vou te contar como e o que fazer com as vacas.

Leia também a Parte 2 > Compost Barn, o que ninguém te conta antes de construir - Parte 2

Gostou do conteúdo? Deixe seu like e seu comentário! Quer escrever para nós? Envie um e-mail para contato@milkpoint.com.br.

HAYLA FERNANDES

Médica veterinária pela UFG e mestre em sustentabilidade e pecuária. Atua principalmente com conforto animal e período de transição de vacas leiteiras. Proprietária do perfil @vaca_feliz_oficial no Instagram.

44

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

SAMUEL SOARES DOS SANTOS

MONTES CLAROS - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 04/08/2020

Como eu posso fazer um composto barn para 10 vacas altura largura quantos ventiladores ?
GERALDO DIAS

SANTO ANTÔNIO DO MONTE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 12/06/2020

Blz muito bem explicado.
São processos que a maioria não te falam ou também não sabem.
Sempre é bom atualizar neste tipo de investimento.
EDIVALDO MAURICIO CAMARGO CAMARGO

ENTRE RIOS DE MINAS - MINAS GERAIS - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 04/06/2020

EDIVALDO LATICÍNIOS UAI PARABÉNS PELA MATÉRIA MUITO PRATICA E INTERESSANTE ALEM DE TÉCNICA.
BETO BARRETO

ARAPIRACA - ALAGOAS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 26/05/2020

Gostei bastante das orientações,é justamente isso que eu venho fazendo ,revolvendo 2 vezes por dia e está completando 2 anos no dia 14 de junho sem trocar a cama.E ela continua tranquila , obrigado pelas orientação e continue sempre nos informando as novas tecnologias.
HAYLA FERNANDES

GOIÂNIA - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 05/06/2020

Que ótimo que gostou! Amanhã sai outro! Grande abraço
JOSELITO BONIFÁCIO OLIVEIRA

BRASÍLIA - DISTRITO FEDERAL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 25/05/2020

Que dizer então de projetos "chupados" de clima temperado com pé direito de catedral e caimento para neve.!?
Otimo artigo...realista!!
ELIAS RIBEIRO NUNES

DEODÁPOLIS - MATO GROSSO DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 25/05/2020

????????
SEBASTIÃO ANTONIO ANTONIO

EM 25/05/2020

O nome da minha cidade ñao está na lista tentei por várias formas mas ñ consegui digitar
PEDRO HENRIQUE ALVES LIMA

RIO VERDE - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 18/05/2020

Muito bom ! Linguagem de fácil entendimento, parabéns.
JÉSSICA ROSLER SCHWERTNER

MARECHAL CÂNDIDO RONDON - PARANÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 13/05/2020

Muito bom!!
FERNELY

NITERÓI - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 13/05/2020

Quais requisitos mínimos para altitude acima do nível do mar, temperatura e umidade são necessários ou ideais para estabelecer um projeto Compost Barn?

Bem, eu tenho minha fazenda no trópico abaixo, de 500 metros acima do nível do mar e quero saber mais sobre isso, obrigado.
HAYLA FERNANDES

GOIÂNIA - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 19/05/2020

Olá Fernely,
Não há essa limitação por maior ou menor altitude.
O que vamos notar é diferença do desafio no micro clima do barracão, ou seja vai depender mais de ventilação do que num lugar mais alto que tende a ser mais frio e ventar mais, além disso se você está numa região costeira talvez sofra mais com umidade o ano todo. Te diria que o segredo vai ser ventilação 24h e atenção na reposição da cama. Respondi?
EM RESPOSTA A HAYLA FERNANDES
FERNELY

NITERÓI - RIO DE JANEIRO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 19/05/2020

Bom dia, muito obrigado pela sua resposta.
LEIMAR MANGONI

XANXERÊ - SANTA CATARINA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 12/05/2020

Muito bom, síntese realista e prática!

Obrigado!!!!
LEIMAR MANGONI

XANXERÊ - SANTA CATARINA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 12/05/2020

Muito bom, síntese realista e pratica!!!
Obrigado!!!
RENATO PALMA NOGUEIRA

CASA BRANCA - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 11/05/2020

Ótimo texto, parabéns.
gostei muito e ansioso pelo próximo tópico.
FRANCISCO DE ASSIS LAMAR

SÃO LUÍS - MARANHÃO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 11/05/2020

Muito bom o material, estava faltando dicas tao valiosas. Só uma observação, se cada tópico viesse acompanhado de um pequeno vídeo mostrando a situação, seria ótimo.
HAYLA FERNANDES

GOIÂNIA - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 13/05/2020

Olá Francisco. Otima sugestão. Vou tentar por mais nos próximos.
JOSE GERALDO VAZ ALMEIDA

AMARGOSA - BAHIA - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 11/05/2020

Excelente texto.
BERNARDO MUNIZ

SANTA MARIA - RIO GRANDE DO SUL - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 11/05/2020

Muito bem abordada a matéria, qual seria a temperatura idela de superficie de cama, e para mexer a cama uso a metade da altura total da cama?
HAYLA FERNANDES

GOIÂNIA - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 13/05/2020

olá Bernado! Se os ventiladores estiverem ligados e a cama seca ela estará na temperatura ambiente. O que é desejável já que as vacas vão deitar sobre ela. Se a cama estiver molhada estará mais fria, porém há o risco de contaminação das vacas. Abraço
KLEDIR WIGGERS ROHLING BN

BRAÇO DO NORTE - SANTA CATARINA

EM 11/05/2020

Vc tem algum estudo sobre vacas presa meio período? funciona o compost
HAYLA FERNANDES

GOIÂNIA - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 13/05/2020

Olá Kledir... presas como? durante o dia?
EM RESPOSTA A HAYLA FERNANDES
KLEDIR WIGGERS ROHLING BN

BRAÇO DO NORTE - SANTA CATARINA

EM 18/05/2020

Isso de dia nos dias de calor e a noite no inverno
EM RESPOSTA A KLEDIR WIGGERS ROHLING BN
HAYLA FERNANDES

GOIÂNIA - GOIÁS - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA A PRODUÇÃO

EM 10/07/2020

Pode funcionar sim. A noite o pastejo é muito mais confortável para as vacas, já a construção irradia parte do calor que recebeu durante o dia. Se for uma estratégia nutricional da fazenda pode funcionar, só tem a questão do manejo de levar e voltar com os lotes. Isso pode dar um certo trabalho e em dias chuvosos o gado pode ter um desafio de barro dependendo de como essas áreas estiverem.
GPFILHO10@GMAIL.COM

MORRINHOS - GOIÁS - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 11/05/2020

Quero saber sobre composto batn
LUIS PAULO MORAIS

EM 11/05/2020

Parabéns pela matéria, excelente, ancioso para proxima edição.
RICARDO RIBEIRO FONSECA

ÁGUAS DE SANTA BÁRBARA - SÃO PAULO

EM 11/05/2020

Parabéns pelo artigo Hayla, muito esclarecedor e de fácil entendimento técnico, a troca de informações entre produtores, é o caminho sempre mais curto para o sucesso!
Ricardo, Aguas de Santa Barbara- SP
MilkPoint AgriPoint