FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Importância da ingestão de água para vacas leiteiras

POR JOÃO LUIS DOS SANTOS

GESTÃO DA ÁGUA

EM 23/02/2021

3 MIN DE LEITURA

0
7

Apenas o oxigênio é mais importante que a água para a vaca, embora seja o nutriente frequentemente mais negligenciado na fazenda de gado leiteiro. Tanto a qualidade quanto a quantidade da ingestão de água são importantes.

Ocorre que frequentemente, a qualidade da água terá impacto sobre a quantidade e ingestão de água. A qualidade da água também pode afetar a saúde e a produtividade das vacas de outras maneiras. As rações podem ser perfeitas no papel nutricional, mas mesmo com problemas aparentemente pequenos na água, as vacas podem diminuir o leite entre 10% a 20% em volume. 

As vacas precisam de água para manter seu volume de sangue, para manter os órgãos e tecidos funcionando e para ajudar na digestão e absorção de alimentos. Como o leite é 87% composto por água, a produção de leite é parcialmente função da ingestão de água.

Ingestão de água

A ingestão diária de água varia de acordo com a idade, tamanho, nível de atividade e nível de produtividade do animal. Temperatura ambiente, umidade, disponibilidade de água e qualidade da água também podem afetar o consumo de água. Deve-se considerar que parte da água da vaca vem de sua ração e, portanto, menor quantidade de água será bebida quanto mais úmida for a ração. 

O Dr. Al Kertz, da Ralston Purina Company, desenvolveu a seguinte equação para estimar a ingestão de água. É um pouco mais complicado que a regra de 4 quilos de água por quilo de leite. É responsável pelas diferenças na ingestão de matéria seca e no teor de gordura do leite produzido. Provavelmente é melhor usar, especialmente para diferentes raças de vacas.

Ingestão total de água (lbs / dia) = (4 x ingestão de matéria seca) + quilos de 4% de leite corrigido para gordura (FCM) + 25,6
onde: 4% FCM = (0,4 x lbs de leite) + [15 x (% de gordura ÷ 100) x libras de leite]

Exemplo: vaca de 1300 libras produzindo 100 libras de 3,5% de leite (92,5 libras 4% FCM) comendo 110 libras de uma ração com 50% de umidade
(4 x 55) + 92,5 + 25,6 = 338,10 libras / dia de ingestão total de água, o que equivale a 155 litros de água

A falta de ingestão de água reduzirá a ingestão de matéria seca da vaca. Portanto, conclusões erradas podem ser tiradas da equação de Kertz se a ingestão insuficiente de água estiver reduzindo a ingestão de matéria seca. É preciso perguntar o que veio primeiro, o baixo consumo de água ou a baixa ingestão?

A temperatura é um fator que pode afetar a fortemente a ingestão de água e, portanto, deve ser cuidadosamente gerenciada e considerada em todos sistemas de produção

Mais pesquisas precisam ser feitas na área de ingestão de água, especialmente no gado leiteiro de alta produção que se deseja hoje. No entanto, em situações práticas em fazendas, ainda é recomendado que o consumo de água seja medido e rastreado, especialmente se a produção cair por nenhuma outra razão óbvia. 

Medidores de fluxo de água podem ser instalados em linhas de água ou controle de quantidades conhecidas de água podem ser fornecidas em tanques de água e a quantidade consumida pode ser medida. Tenha o cuidado de avaliar adequadamente o impacto de bezerros, novilhas ou vacas secas que também podem estar consumindo água da mesma fonte que as vacas leiteiras em um estábulo. 

Além disso, não utilize a água de reuso na ordenha. Meça e calcule a ingestão média de água ao longo de no mínimo uma semana antes de tirar qualquer conclusão. Meça a temperatura diária e relacione-a com a ingestão de água.

Como regra geral, o consumo de água não deve ser mais de 15-20% menor do que as estimativas de pesquisa. Por exemplo, se eu estivesse trabalhando com um rebanho com potencial para produzir pelo menos 30 litros de leite por dia e consumindo cerca de 20 litros de água por dia na ração, ficaria preocupado se a ingestão de água potável fosse inferior a 85 litros por vaca por dia.

Além dos problemas de produção, digestão e reprodução, alguns sinais visíveis de problemas de ingestão de água incluem: vacas lambendo a água como se quisessem limpar a superfície, bolhas de ar formando sobre a água e matéria orgânica pairando sobre o tanque de água.

Não perca o próximo artigo: Maximizando a entrada de água na fazenda.

Referências Bibliográficas
http://www.milkproduction.com/Library/Scientific-articles/Housing/Water/ 

JOÃO LUIS DOS SANTOS

Mestre em engenharia agrícola pela Unicamp/Feagri na área de concentração de águas e solo. Atua a mais de 15 anos no desenvolvimento de soluções e tecnologias para tratamento da água na produção animal. Diretor e fundador da Especializo.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint