ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

PCP e sazonalidade no setor lácteo: como equacionar?

POR LAURA FERNANDES MELO CABRAL

GESTÃO E TENDÊNCIAS DE MERCADO

EM 24/03/2021

4 MIN DE LEITURA

2
16

Na indústria laticinista, a sazonalidade pode ser verificada tanto na oferta de leite quanto na demanda de alguns produtos lácteos. Isso é observado quando se tem redução do volume de leite ofertado à indústria pelos produtores e redução da venda de algum produto, durante determinada época do ano.

Apesar de muito se falar que não existe mais sazonalidade na produção de leite em função dos avanços em termos de alimentação do rebanho, o que se vê em alguns locais é algo bem diferente.

Nos meses de baixa precipitação pluviométrica, é comum ver uma redução significativa na oferta de leite, pois muitos produtores não têm condições financeiras ou mesmo não veem benefícios em suplementar a alimentação do gado para compensar o “pouco pasto”.

Em alguns estados do Nordeste inclusive, já houve liberação para as indústrias produzirem queijo a partir da reconstituição de leite em pó, em virtude da queda drástica no volume de leite produzido na região. Essa situação acaba por comprometer a produção nos laticínios, exigindo o emprego de técnicas de planejamento para reduzir os estragos.

Por outro lado, a demanda de produtos lácteos também apresenta certa sazonalidade, com produtos apresentando menor consumo em determinadas épocas do ano e picos de demanda em outros momentos.

Em produtos como sorvetes, a sazonalidade é mais evidente, com aumento expressivo de consumo no verão e quedas acentuadas no inverno. Mas em vários outros produtos a sazonalidade também pode ser observada. Basta ver o que acontece no Nordeste do país com o consumo de queijos do reino, que apresenta picos de demanda no Natal.

Já escutei de laticínios que vendiam grande parte da produção para esta região, que se pudessem, abririam as portas apenas a partir de junho, que é quando se intensifica a produção para garantir o abastecimento no fim do ano. Porém, isso não é viável para uma indústria de laticínios.

Aliás, o consumo de queijos finos também apresenta certa sazonalidade, sendo verificado um incremento nas vendas durante o inverno. No verão, temos maior consumo de queijos de paladar mais suave.

Mas o que fazer então para driblar esse descompasso verificado tanto na oferta de leite como na demanda de produtos lácteos? A resposta pode estar no Planejamento e Controle da Produção (PCP), ferramenta ideal que pode auxiliar as indústrias a minimizar os efeitos dessa condição que se repete a cada ano.

Como o PCP pode ser útil nesta situação?

Como deve ser de conhecimento de todos, a base para implantação do PCP é a informação. Assim, o primeiro passo para que as indústrias utilizem esta ferramenta é o controle de informações.

Com relação à sazonalidade na produção de leite, as indústrias devem ter um histórico do volume de leite ofertado durante os últimos anos, ou pelo menos do ano anterior. Se não houver nenhum fenômeno climático que interfira na distribuição de chuvas, os dados tendem a se repetir.

Assim, é possível verificar a provável redução no volume de leite ofertado na época de entressafra, que varia entre as diferentes regiões do país. A análise destes dados deve se somar à análise das informações sobre a variação de demanda dos produtos lácteos, auxiliando as indústrias na definição do quê produzir.

 O histórico de vendas é uma informação fundamental para as empresas, sendo primordial que os gestores responsáveis pelo planejamento tenham  acesso a ela. De posse destes dados, planeja-se a compra de insumos, determina-se a política de marketing, vendas e a gestão de estoques.

Com menor quantidade de leite e com a informação de quais produtos têm maior demanda, as indústrias devem priorizar dentre estes aqueles que possuem maior valor agregado ou aquele que é o “carro chefe” da empresa.

Isso tudo associado ao PCP, permite à empresa, entre outras coisas, evitar câmaras frias abarrotadas de produtos que não terão saída, empatando capital de giro que poderia ser investido para tornar a empresa mais competitiva.

Mais além, o emprego do PCP, nesse caso específico, possibilita às indústrias de laticínios  atenderem aos clientes com o produto desejado, na hora certa e no local definido, evitando a perda de vendas por não ter como entregar o produto solicitado. Isso gera o custo de falta de estoque custo incorrido pela falha no fornecimento aos consumidores (venda perdida por indisponibilidade de produtos x margem de contribuição).

Além do prejuízo financeiro direto, a falha no atendimento aos clientes pode ter um impacto ainda maior para a marca, na medida que os consumidores finais deixam de comprar o produto da empresa por indisponibilidade na gôndola, trocando o produto desejado pelo de outra marca. Neste caso, todo o esforço de fidelização de clientes feito pela indústria é perdido em função de falta de planejamento.

Enfim, o papel que o PCP pode desempenhar em uma indústria de laticínios é extenso. Em muitos dos problemas enfrentados por este tipo de indústria, o PCP pode ser a solução.

Gostou do conteúdo? Deixe seu like e seu comentário, isso nos ajuda a saber que conteúdos são mais interessantes para você. Quer escrever para nós? Clique aqui e veja como!

*Fonte da foto do artigo: Freepik

LAURA FERNANDES MELO CABRAL

Professora do Departamento de Tecnologia de Alimentos da UFV

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MARIA NOÊMIA MATIAS BUENO

CURITIBA - PARANÁ

EM 06/04/2021

Sou avó meu neto não pode com leite de vaca preciso saber onde comprar queijo e leite de cabra obrigada
LETÍCIA EDWIGES

VIÇOSA - MINAS GERAIS - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 25/03/2021

Excelente artigo!
MilkPoint AgriPoint