FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Queijos finos: o que os diferenciam dos queijos convencionais?

MAIKE TAIS MAZIERO MONTANHINI

EM 14/10/2020

2 MIN DE LEITURA

7
14

Você provavelmente já ouviu falar em queijos finos, certo? Mas, se eu te perguntar sobre o que eles têm de diferente para serem classificados como tal, você saberia me dizer?

Para alguns, somente queijos importados são considerados finos; para outros, a referência é um bom queijo artesanal, feito com zelo e tradição. Uma vez alguém me disse: “Não existe queijo fino nem queijo grosso, queijo baixo ou alto...”. E, então, como explicar essa classificação?

Dentro dos diversos significados que a palavra “fino” pode assumir, no caso dos queijos, refere-se a “algo de qualidade superior, de bom gosto ou requintado...”.

Entre queijos com fungos brancos ou azuis, com ou sem olhaduras, defumados ou temperados, frescos ou maturados, industriais ou artesanais... como saber quais são convencionais e quais merecem a classificação de finos?

Poderíamos utilizar como primeiro critério a qualidade do produto. Um queijo fino deve ser algo feito com muito critério e atenção, desde o cuidado com os animais até a apresentação do produto ao consumidor. Deve apresentar algo que o diferencie e o destaque de um produto convencional, por exemplo: ser certificado como produto orgânico, com denominação de origem, utilização de leite com alguma característica particular, processos de fabricação especiais, entre outros fatores. São esses cuidados que diferenciam e agregam valor ao produto final. E aí você deve estar se perguntando: custam mais caro? Sim. Devido ao processo mais complexo, queijos finos custam mais que os convencionais e essa é uma premissa difícil de ser corrompida.

Outro critério de seleção refere-se ao volume de produção. Geralmente (eu digo geralmente porque essa não é uma regra) queijos convencionais são produzidos em larga escala por diferentes fabricantes no mundo todo, sendo produtos facilmente encontrados no mercado. O queijo fino, por sua vez, é algo mais exclusivo, diferenciado, capaz de fazer o consumidor se sentir especial por estar consumindo. Além disso, são degustados em momentos especiais e, geralmente, são servidos com acompanhamentos especiais, tais como um bom vinho, cerveja ou espumante.

Outra etapa que diferencia a produção de um queijo fino é a maturação. Nesse processo, o tempo adquire a mesma importância de qualquer outro ingrediente: ele transforma, amadurece, enaltece sabores e aromas não reconhecidos em um produto fresco. Mas se engana quem acha que queijos frescos não podem ser considerados queijos finos! O frescor e a leveza de queijos como a Burrata, Boursin ou mesmo um verdadeiro Petit Suisse têm seu valor!

Talvez esse texto tenha trazido mais dúvidas do que respostas para aqueles que tinham um conceito definido do que é um queijo fino. Mas, independentemente de qualquer definição, queijo é uma questão de gosto! Literalmente! Por isso, dentro da minha humilde concepção, a definição mais correta seria Queijos Especiais, pois o que torna algo especial é a experiência que ele nos proporciona.

Gostou do conteúdo? Deixe seu like e seu comentário, isso nos ajuda a saber que conteúdos são mais interessantes para você.
Quer escrever para nós? Clique aqui e veja como!

MAIKE TAIS MAZIERO MONTANHINI

Tecnóloga em Alimentos, especialista em Higiene, Vigilância e Processamento de Produtos de Origem Animal, mestre em Ciência de Alimentos, doutora em Tecnologia de Alimentos e com pós-doutorado na Universidade Federal do Paraná.

7

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

ISAURA MARTINS COSTA

MARABÁ - PARÁ - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 16/10/2020

Me aposentei , tenho uma chácara underground crio algumas vacas de leite, e quero me especializar na fabricação de queijos.
MAIKE TAIS MAZIERO MONTANHINI

TOLEDO - PARANÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 16/10/2020

Te desejo muito sucesso! Faça seus queijos com amor e capricho e tenho certeza que se sairá muito bem :)
MARISTELA NICOLELLIS

ITAPETININGA - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 16/10/2020

Muito bom, Maike. Gostei muito de suas considerações! Há vários parâmetros para classificar um queijo especial. Sugiro que conheça os queijos artesanais paulistas que são maravilhosos e preenchem vários dos requisitos que você citou acima. Queijos especiais, feitos por queijeiros que antes de qualquer coisa, têm orgulho do produto que fazem.
MAIKE TAIS MAZIERO MONTANHINI

TOLEDO - PARANÁ - PESQUISA/ENSINO

EM 16/10/2020

Olá Maristela, muito obrigada pelo seu comentário. Conheço alguns queijos paulistas pela fama, outros já tive o prazer de degustar... Estou me preparando para ir a SP conhecer algumas queijarias pessoalmente ;)
EM RESPOSTA A MAIKE TAIS MAZIERO MONTANHINI
MARISTELA NICOLELLIS

ITAPETININGA - SÃO PAULO - INDÚSTRIA DE LATICÍNIOS

EM 16/10/2020

Venha nos visitar na Fazenda Santa Luzia, Queijo com Arte, em Itapetininga! Somos pioneiros do queijo artesanal paulista. Abraço e até breve!
EDUARDO

EM 15/10/2020

Conhecer queijos
ELIZABETH LIVERARO BATTISTUCCI

SÃO PAULO - SÃO PAULO

EM 14/10/2020

Para quem gosta de queijo com9 eu é perfeito
Parabéns
MilkPoint AgriPoint