ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Preços sobem, mas custos ainda mantém pressão de alta

PANORAMA DE MERCADO

EM 30/07/2021

2 MIN DE LEITURA

1
1

O Cepea divulgou ontem (29) o resultado de seu último levantamento de preços (valores pagos em julho pelo leite fornecido em junho). Segundo o Cepea, o preço do leite captado em junho e pago ao produtor em julho chegou a R$ 2,3108/litro na Média Brasil líquida; a elevação foi de 5% na comparação com o mês anterior e de 21,8% frente ao mesmo período do ano passado, também em termos reais.

O Índice de Captação Leiteira (ICAP-L) do Cepea registrou alta de 2,12% de maio para junho, puxado pela elevação média de 5,5% na captação dos estados do Sul do País. No entanto, o aumento dos custos de produção e o período de estiagem limitaram a oferta e intensificaram a concorrência entre as indústrias de laticínios para garantir a compra de matéria-prima durante o mês de junho – ocasionando a alta nos preços.

De acordo com o monitoramento do MilkPoint Mercado, como mostra o gráfico 1, esta elevação de preços trouxe um leve aumento no indicador RMCR (Receita Menos Custo da Ração), que tem boa relação com a rentabilidade do produtor de leite 

Como mostra o gráfico, o RMCR teve pequena recuperação em junho e julho, ainda que, em julho esteja bem abaixo do que no ano passado. De fato, o produtor “amargou” desde fevereiro deste ano um período de rentabilidade bastante baixa, que vem dando alguns sinais de melhora nos dois últimos meses.

Segundo o Cepea, com estoques de derivados enxutos, as indústrias acirraram a competição pela compra de matéria-prima em junho. Nesse mês, as negociações de leite spot estiveram aquecidas, e o preço médio em Minas Gerais, por exemplo, chegou a R$ 2,78/litro, valor 17% acima da média de maio.

Com o leite mais caro no campo, a indústria precisou elevar os preços dos derivados lácteos e repassar a alta da matéria-prima ao consumidor. O queijo muçarela, o leite UHT e o leite em pó negociados entre indústria e atacado de São Paulo se valorizaram 16,1%, 8,6% e 2,6%, respectivamente, em relação a maio/21 – o que sustentou a valorização do leite captado em junho e pago ao produtor em julho.

 

Perspectivas

O Cepea indica que o movimento altista no mercado de derivados lácteos perdeu força em julho, uma vez que os preços dos lácteos estão em patamares muito elevados, o que começa a inviabilizar a demanda, já fragilizada pelo menor poder de compra do consumidor brasileiro.

De acordo com pesquisa diária do Cepea, realizada com apoio da OCB, os preços médios da muçarela, do UHT e do leite em pó recuaram 2,8%, 1,5% e 0,8%, nessa ordem, entre junho e julho (considerando dados até 28/07). Junto a isso, os maiores volumes de lácteos importados nos últimos meses diminuíram a forte competição entre indústrias pela compra de leite no mercado spot (leite negociado entre indústrias) em julho.

A pesquisa do Cepea mostrou que, em Minas Gerais, o leite spot registrou média de R$ 2,52/litro em julho, queda de 9,4% frente a junho. Esses resultados evidenciam que, mesmo com custos de produção ainda em alta e clima desfavorável à atividade, o preço do leite captado em julho e pago ao produtor em agosto pode não superar o do mês anterior.

As informações são do CEPEA e do MilkPoint Mercado.
 

Leia também: 

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

VALDIR GOERGEN

AUGUSTO PESTANA - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 02/08/2021

Boa Noite
Sinceramente estou vendo o fim da pecuária leiteira.
Até qdo o produtor vai aguentar está situação
Boa parcela dos produtores migrando para os grãos.
MilkPoint AgriPoint