ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

SC: Coperio inicia industrialização de leite

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 10/07/2009

2 MIN DE LEITURA

0
0
A cooperativa de Rio do Peixe (Coperio), localizada em Joaçaba (SC), vai começar a industrializar leite e derivados a partir da próxima semana. A Coperio adquiriu a planta, a marca e as máquinas da Lactoplasa, de Lages (SC), onde fará a industrialização.

De acordo com Geraldo Ferronato, vice-presidente da cooperativa, o negócio foi fechado por R$ 4,5 milhões. Houve apoio do governo do Estado para a operação pois a cooperativa usou créditos acumulados de ICMS para realizá-la. Segundo ele, os créditos foram acumulados na compra de insumos principalmente para a suinocultura, área mais forte hoje na Coperio.

A fábrica da Lactoplasa estava até janeiro deste ano arrendada ao grupo catarinense Cedrense, que também produz lácteos. Mas o acordo foi desfeito, pois a Receita Federal fez um leilão dos bens da antiga dona da Lactoplasa, a Indústria de Laticínios do Planalto, por dívidas de impostos. O leilão foi vencido pela LS transportes, que optou por vender os ativos (planta, marca e maquinários) à Coperio.

A planta de leite, localizada em Lages, voltará a operar com 50 funcionários. Inicialmente, serão processados 1,2 milhão de litros por mês. Até o fim de 2009, a Coperio pretende dobrar esse volume. O faturamento esperado para unidade em um primeiro ano de operação é de R$ 3 milhões por mês.

Com a nova unidade, a Coperio se diversifica e espera melhorar seu desempenho operacional. Hoje, a cooperativa atua principalmente em suínos, área que enfrenta queda de demanda. Ferronato diz que a intenção é reduzir a produção de suínos em 15% nos próximos meses. Hoje, a Coperio produz 1,6 mil suínos por dia e é a terceira maior cooperativa desse ramo filiada à Coopercentral Aurora, atrás da Cooper A-1 e Coperalfa.

Desde 1984, a Coperio produzia leite, mas nunca o industrializou. Segundo Ferronato, a cooperativa entregava leite para parceiros, como a Aurora, que possui a marca de lácteos Aurolat, e para a Tirol, empresa de Treze Tílias (SC). A intenção, disse, é aos poucos diminuir o volume de leite entregue a parceiros e ampliar a industrialização do produto.

A ideia da Coperio é colocar novamente a Lactoplasa no mercado de Santa Catarina. Não há ainda pretensão de levá-la para fora do Estado. A marca retorna ao mercado com 18 produtos. Além de leite em saquinho, terá queijos e iogurtes. Dentro de 90 dias, a intenção é iniciar também a produção de leite longa vida.

Para focar no leite, a Coperio pretende realizar o mesmo sistema de integração que tem hoje nos suínos na cadeia leiteira. A cooperativa, que atualmente tem 1,7 mil produtores de leite operando, quer chegar a 2 mil no curto prazo, e por isso vai procurar parcerias com bancos para que os produtores interessados possam fazer os investimentos em equipamentos voltados a esse tipo de produção.

A matéria é de Vanessa Jurgenfeld, publicada no jornal Valor Econômico, adaptada pela Equipe MilkPoint.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint