FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Reinaldo Figueiredo: "fomos os primeiros a fazer uma usina fotovoltaica em cima da água no Brasil"

“Nossa história teve início na cidade de Mandaguari no Paraná basicamente no ano de 1987, quando meu pai adquiriu as primeiras vacas Holandesas. Em 1997 eu assumi a propriedade ficando lá até o ano de 2005. Em 2006 mudamos todo gado para um novo projeto na cidade de Cristalina, no estado de Goiás. Passamos por várias fases e momentos e sempre tivemos investimentos em prol de melhorias nas diversas áreas da atividade. Em todos os setores da fazenda temos muita coisa a dizer e mostrar. Sempre buscamos o máximo de eficiência com o máximo de tecnologia”.

Essa foi a fala inicial da entrevista realizada pela Equipe MilkPoint com Reinaldo Carlos Figueiredo, que se formou em Medicina Veterinária e hoje é Diretor Administrativo da Fazenda Figueiredo, localizada em Cristalina/GO.

Fazenda Figueiredo - produção de leite em Cristalina/GO
Fazenda Figueiredo

A propriedade foi campeã do Troféu Agroleite por duas vezes e em uma ocasião se tornou finalista como a melhor fazenda de leite pela Revista Dinheiro Rural, no ano de 2018. Em 2014 foram eleitos como criadores supremos da raça Holandesa, um título requisitado e muito difícil de se alcançar no setor. Vale lembrar que a fazenda possui alguns animais entre os melhores do Brasil tratando de avaliação genética e um dos principais focos é ‘reproduzir e produzir leite de qualidade por meio de diversas lactações’. Não é à toa que hoje são produzidos 32 mil litros de leite por dia com aproximadamente 930 vacas em lactação e média de 34,5 litros/vaca/dia. O sistema de produção escolhido é o free stall.

Fazenda Figueiredo - produção de leite em Cristalina/GO

Nutrição do rebanho na Fazenda Figueiredo

Segundo Reinaldo, todo o trabalho de nutrição se inicia um ano antes com um bom planejamento de volumoso a fim de se obter uma silagem de alta qualidade. “Na fazenda optamos por fazer o núcleo internamente, tendo a opção de comprar os macros elementos da dieta em grandes quantidades e preços mais acessíveis. Com isso tentamos baratear o preço da dieta, a qual representa sem sombra de dúvidas o maior custo dentro da fazenda. A formulação fica a cargo de nossos nutricionistas, que analisam vários itens como preço, qualidade e rentabilidade de cada produto. Desenvolvemos uma fábrica de dieta total onde quase tudo é automático, com isso, sabemos com muita convicção o que gastamos e como gastamos”.

Ele ainda acrescentou que utilizam muito ‘verde’ na dieta por meio de Tifton ou aveia, que sempre são disponibilizados frescos para os animais. O ajuste da matéria-seca é realizado diariamente para que a formulação esteja sempre ‘redonda’ e sem erros. Também, há uma rotina de leitura de cochos para a avaliação do consumo dos animais.

Reinaldo será um dos palestrantes do Interleite Brasil 2019 e falará sobre o “Manejo de alimentação para resultados superiores no confinamento, case de sucesso Fazenda Figueiredo”. Sua apresentação compõe o painel 5, que focará na “Gestão do manejo de alimentação e da formulação de dietas”. O evento ocorrerá nos dias 07 e 08 de agosto, em Uberlândia/MG.

Além do excelente manejo nutricional, a fazenda age ativamente em outros importantes requisitos, como sustentabilidade, bem-estar animal, qualidade do leite e gestão. Confira o que Reinaldo comentou sobre cada um dos tópicos.

Sustentabilidade: “esse é um tema muito relevante na fazenda. Temos diversas áreas onde aplicamos a sustentabilidade. Fomos os primeiros a fazer uma usina fotovoltaica em cima da água no Brasil, temos um sistema de reaproveitamento de areia para as camas de nossas vacas, reaproveitamos a água de limpeza, todo dejeto de nossos animais volta para a lavoura em forma de adubo e todas as fossas da fazenda são ecológicas.

Fazenda Figueiredo - produção de leite em Cristalina/GO

Bem-estar animal: “cuidamos de nossas vacas como se fossem membros de nossa família e temos todo o cuidado necessário para que elas tenham o máximo de conforto. A ambiência é muito controlada para que nossos animais se sintam bem sem alterar suas rotinas”.

Fazenda Figueiredo - produção de leite em Cristalina/GO

Qualidade do leite: “talvez esse é um dos nossos pontos mais fortes pois prezamos muito pela qualidade do nosso leite. Temos todo o cuidado, desde o lugar onde a vaca se deita, passando por uma boa rotina de ordenha e terminando em um bom sistema de refrigeração da matéria-prima. Todos esses esforços fazem com que tenhamos uma média nesses últimos 5 anos de CCS (Contagem de Células Somáticas) de 135 células/mL, CBT (Contagem Bacteriana Total) de 5,32 mil UFC/mL e de mastite clínica de 1,03% ao dia”.

Gestão: “tentamos trabalhar com uma gestão empresarial, iniciando sempre com um planejamento de tudo que iremos fazer no próximo ano. Temos rotinas de reuniões para nivelamento e treinamento de colaboradores. Criamos vários relatórios de acompanhamento de nossos índices e números da fazenda, com isso, conseguimos sempre atuar nos pontos que necessitam de uma rápida atuação”.

Quando questionado sobre onde querem chegar e quais são os desafios daqui para frente, o produtor de leite comentou que o projeto é para 2 mil vacas em lactação.

Fazenda Figueiredo - produção de leite em Cristalina/GO

“Não temos data ainda para que isso aconteça, estamos caminhando a passos curtos dependendo das várias situações internas e externas. Já com relação aos maiores desafios, além da capacitação, treinamento e fixação dos colaboradores, é com toda a certeza a insegurança administrativa financeira que nossa atividade tem. Nunca conseguimos fazer um planejamento bem feito, pois não temos nenhum poder sobre o preço do nosso produto, nem mesmo saber qual será o preço do leite que já entregamos”, finalizou.  

Há 25 anos crescendo junto com o setor leiteiro, o Interleite Brasil é o evento que reúne toda a cadeia produtiva para falar de mercado, gestão, inovação e futuro.  Neste ano, novamente em Uberlândia/MG, nosso compromisso é fazer um evento imperdível, daqueles que você não se arrepende jamais de ter participado!  Neste ano, o Interleite Brasil contará com várias inovações. Uma delas é um painel de debate junto aos laticínios focado no relacionamento com o produtor e a coordenação da cadeia láctea. Algo totalmente novo e que também pretende movimentar o público e agregar no setor são os casos de sucesso oriundos de outros países. Resumindo? Você não pode perder! Confira a programação completa e faça a sua inscrição com 25% de desconto até o dia 15/06! 

REALIZAÇÃO

PATROCINADOR MASTER

PATROCINADOR OURO

PATROCINADOR PRATA

PATROCINADOR BRONZE

APOIO

2

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

RAFAEL ALEXANDRE

LAVRAS - MINAS GERAIS - TÉCNICO

EM 18/06/2019

Opa tudo bom, umas perguntas que ficaram no ar, porque resolveu fazer a usina foto voltaica sobre a água não no telhado, já que tem um muito espaço neles, o quanto foi rentável esse tipo de estação, as experiências dele depois e durante o projeto, economia de energia, tamanho da área implantada, acho que merece uma publicação só respondendo essas duvidas desse tipo, poque, sei lá achei o título meio que não condizente. mas ficou ótima a publicação ; ).
ARARIPE SERPA GOMES PEREIRA

CURITIBA - PARANÁ

EM 13/06/2019

Bom dia Reinaldo. Também sou de Mandaguari, e tenho uma curiosidade. Toda atividade produtiva é carregada de ônus, e o bônus é sempre muito pequeno. Ganha mais quem está no meio ou na ponta da escala, ou seja, o atravessador e o comerciante. Ganha menos o produtor e paga mais o consumidor. A pergunta é: com um volume de produção superior a 30.000 litros/dia a propriedade não poderia industrializar seu produto, e, consequentemente, agregar valor a ele?