ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Queda na captação de leite no Sudeste e Centro-Oeste: quais os motivos?

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 20/12/2021

1 MIN DE LEITURA

24
10

No último dia 8, foi publicada a matéria sobre a queda na captação de leite brasileira no terceiro trimestre de 2021, que trouxe uma queda expressiva em relação ao mesmo período do ano anterior, 4,9%.

Os 6,2 bilhões de litros captados no 3º trimestre foram superiores em 6,1% em relação ao 2ª trimestre de 2021. Porém, a média histórica, avaliada desde 1997, nos mostra que a captação do 3º trimestre é, na média, 7,6% superior à captação do 2º trimestre – ou seja, o aumento trimestral deste ano foi menor que o esperado para o período.

Olhando ainda com mais detalhes e comparando cada região do país, vemos que a captação caiu de maneira mais expressiva no Sudeste, com - 9,6% – com destaque para Minas Gerais, maior estado produtor, com queda de 11% – e o Centro-Oeste, com queda de - 6,1%. Por outro lado, o Sul apresentou variação de apenas - 0,9% em relação ao ano passado. 

Entre os fatores que podem justificar essa queda de captação estão:

  • os altos custos, que vêm desmotivando a produção de leite em todo o país;
  • os fatores climáticos, com destaque para a estiagem ocorrida no terceiro trimestre, sobretudo no Sudeste e Centro-Oeste, enquanto o Sul ainda tinha forrageiras de inverno para sustentar a produção;
  • e uma possível reestruturação da produção de leite no país, com a saída de pequenos e médios produtores da atividade e uma diferença cada vez menor da captação devido à sazonalidade, em função da adoção mais frequente de sistemas confinados. 

Queremos saber de você, leitor, qual dos fatores apontados você considera mais importante? Aponte na enquete abaixo e também deixe seu comentário sobre o assunto. 

24

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

JOSE VALTEMIS DA SILVA

TARABAI - SÃO PAULO - INSTITUIÇÕES GOVERNAMENTAIS

EM 06/01/2022

olha eu sei que o custo do leite esta ficando muito caro e o leite só baixando para o produtor mas o clima é muito importante pois dependemos muito pela produção de alimentos aos animais em geral temos que trabalhar para melhorar o clima neste nosso mundo que a cada dia é destruindo pelo ser humano por ganancia de poder
CARLOS CASTRO

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/12/2021

Os custos de produção estão insuportáveis. O governo vai quebrar os pequenos e médios produtores de leite pq não age na raiz do problema e atua nos preços fixados pelos laticínios.
ANDERSON POPOLIN

ITUMBIARA - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 23/12/2021

A cada dia que tiramos o leite ficamos mais endividados...
Não sei oque fazer....
AZIZ GARCIA

GOIÂNIA - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 22/12/2021

Risível!!! Nós produtores somos os palhaços do circo que se chama laticínios!!!! Amigos produtores parem com esta palhaçada..eu já saí do picadeiro..
CARLOS EDUARDO GUEDES

ÁGUAS - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 22/12/2021

É público e notório o desequilíbrio entre o preço pago pago aos produtores e os custos de produção, com destaque para fertilizantes, sementes, diesel, eletricidade e mão de obra, os quais em conjunto tiveram um aumento médio superior a 30%. Em contra partida o preço pago ao produtor permaneceu estável. Anota-se que a margem bruta do produtor é inferior a isto.
Por mais persistente que seja o produtor ou sai da atividade ou quebra
PAULO BARRA NETO

NATAL - RIO GRANDE DO NORTE - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 21/12/2021

O alto custo de produção aluado a mudança climática estimulou muitos produtores a abandonarem amatividade.
JOSÉ PEDRO FRANQUEIRA JUNQUEIRA

SÃO LOURENÇO - MINAS GERAIS

EM 21/12/2021

Com certeza os custos de produção estão desanimadores, ainda mais com a queda no preço do leite. Somado a isso tivemos um ano de seca prematura e geadas intensas, o que levou a um gasto fora do previsto da comida reservada pra época de estiagem. Agora quando deveríamos ter fartura de pastos ,estamos convivendo com noites frias, o que segura o crescimento de nossa forrageiras, que por sua origem africana gostam do calor. Tá cada vez mais complicado.
PAULO EMILIO DE FIGUEIREDO OLIVEIRA

SÃO JOÃO EVANGELISTA - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 21/12/2021

Produção de leite caiu porque , o custo da alimentação ficou muito alto . Combustivel , soja ect. .2022 SAIRÁ DO CAMPO MAUS DE 200.000 PRODUTORES ,
VÉRA SANTA SESTI

CAXIAS DO SUL - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 21/12/2021

Devido aos altos custos dos insumos aliado à estiagem, estamos sem condições de seguir na atividade. Investi muito no ano passado e já vejo dificuldades em cumprir meus compromissos. Se nada mudar, acredito que 30% dos produtores desistam e troquem a atividade.
IVAN DAMMOUS

PRESIDENTE PRUDENTE - SÃO PAULO - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 21/12/2021

Na atualidade o produtor de leite vai desanimado de ser produtor de leite, é se continuar na atividade para ter um retorno positivo no final do mês, vai ter que voltar a ser terreiro, isto é tirar leite 1 vez ao dia, apartar bezerros 13:00, é soltar no pasto só com sal mineral e seja o que Deus quiser.????????
ANA PAULA

EDEALINA - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 21/12/2021

Acho que nem assim, porque a terra ficou muito cara. Melhor arrendar pra soja. Da mais que leite
SEGATO SEGATO

ITATINGA - SÃO PAULO

EM 21/12/2021

Sou produtor de leite na região de Botucatu estado São Paulo produção de 3500 litros recebi 2.19 o litro ja matei 15 vacas vou matar mais 10 e ir saindo fora não existe vc entregar o leite eles pagarem oque eles acham que dá
Não existe isso em nenhuma outra atividade
Temos que fazer outra coisa vou desarmar o circo estou enjoado de ser palhaço de laticinio e cooperativa
E convido a todos s matarem pelo menos metade do rebanho aí talvez o preço melhore
FLÁVIO OLIVEIRA

VAZANTE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 20/12/2021

Sou produtor de leite no noroeste do estado de M G à queda na produção no meu ver é alto custo de produção e baixo preço pago pelas indústrias principalmente aos pequenos produtores que não está conseguindo permanecer na atividade tiro 250 litros dia com ótima qualidade 2 Reais meu vizinho tira 1000 litros péssima qualidade recebe 2.20 por isso aí pequeno produtor vai acabar no Brasil
GERALDO FERREIRA FORTES

PASSA TEMPO - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 20/12/2021

Nos dias atuais, produzir leite no Brasil tornou-se uma atividade de alto risco. Se o governo não ajudar o pecuarista com incentivos e redução de impostos, principalmente, o pobre não vai ter condições de ter o produto. A atividade exige a presença do produtor 365 dias por ano e hoje, com a falta de mão-de-obra e os altos custos da dieta dos animais, além de problemas climáticos, fatores mercadológicos e uma política não muito transparente dos laticínios, que retiram o produto sem estabelecer a priori o preço a ser pago, contribuem para o desânimo e a mudança da atividade. Vai faltar leite no mercado. Sem dúvida.
MARISA DE LIMA VASCONCELOS

FORMIGUEIRO - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 20/12/2021

Simples, sem lucro as pessoas migram para outras atividades como gado de corte que têm preço bom e tendencia de se manter bom nos próximos anos ou grãos soja e milho principalmente aqui no sul porque muitos já fazem as duas atividades. Isso é a mão invisível da economia. Se não dá lucro e ainda precisa trabalhar 365 dias por ano com sol chuva frio ou calor as pessoas abandonam essa atividade e vão fazer outra coisa. O produtor rural é dono da terra e pode a qualquer momento mudar de atividade mas os laticínios não podem mudar, sem a matéria prima leite eles têm que fechar e o governo ladrão para de arrecadar icms.
ANA PAULA

EDEALINA - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 21/12/2021

Pois Marisa. Perder dinheiro trabalhando num nível aceitável, e ruim, mais é menos pior que trabalhar de domingo a domingo e não ver luz. Tem jeito menos custoso de perder dinheiro
GERALDO FERREIRA FORTES

PASSA TEMPO - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 20/12/2021

Não há conta que feche! Se o governo não ajudar o pecuarista de leite com impostos mais baixos e incentivos ao setor, vai faltar leite para o pobre. Os derivados tendem a crescer muito e só os de mais alto poder aquisitivo terão condições de comprar. Acho que produzir leite no Brasil é uma atividade de alto risco. Além das dificuldades com o preço dos insumos da dieta dos animais, temos os fatores climáticos, preço dos remédios, mão-de-obra, etc. O pecuarista entrega seu produto na fazenda e não sabe quanto irá receber, por questões de mercado e política sem muita transparência dos laticínios. Assim fica muito difícil.
MARISA DE LIMA VASCONCELOS

FORMIGUEIRO - RIO GRANDE DO SUL - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 20/12/2021

Simples, sem lucro as pessoas migram para outras atividades como gado de corte que têm preço bom e tendencia de se manter bom nos próximos anos ou grãos soja e milho principalmente aqui no sul porque muitos já fazem as duas atividades. Isso é a mão invisível da economia. Se não dá lucro e ainda precisa trabalhar 365 dias por ano com sol chuva frio ou calor as pessoas abandonam essa atividade e vão fazer outra coisa. O produtor rural é dono da terra e pode a qualquer momento mudar de atividade mas os laticínios não podem mudar, sem a matéria prima leite eles têm que fechar e o governo ladrão para de arrecadar icms.
CALESIOVASCONCELOS2012@HOTMAIL.COM

MUTUM - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 20/12/2021

Alto custa nós insumos
NEVIO PRIMON DE SIQUEIRA

SÃO PAULO - SÃO PAULO - CONSULTORIA/EXTENSÃO RURAL

EM 20/12/2021

Não só na nossa propriedade mas também em muitos clientes e conhecidos, o assunto em.pauta e o aumento dos custos, as contas no vermelho e a saída de muita gente do mercado ou a diminuição da quantidade de vacas em.lroducao, aumento na quantidade de descartes e mais rigor no descarte, com a venda de animais que antes ainda não eram vendidos e tinham mais uma chance. Efeitos climáticos, já tivemos piores mas os custos de produção permitiam ultrapassados sem tantos traumas.
MARCOS ANTONIO RODRIGUES

ABADIÂNIA - GOIÁS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 20/12/2021

E uma atividade que a um bom tempo não vem dando uma remuneração justa ao produtor. E nesse ano acho que foi um basta para vários que perderam esperança de um futuro melhor.Muitos na minha região arrendaram suas terras outros venderam pra pagar suas dividas acumuladas na atividade.Resumindo:A conta hoje não fecha,hoje estamos pagando pra produzir.Essa é uma triste realidade.
SIMONE APARECIDA DE SOUZA

ARAXÁ - MINAS GERAIS - INDÚSTRIA DE INSUMOS PARA LATICÍNIOS

EM 20/12/2021

Aqui tb a conta não fecha. Ração , remédios e outros mto caro. E o preço do leite mto baixo. Pior é vc entregar sua produção e não sabe qto vai receber. E uma quartel esses laticínios. E qdo vc leva o calote, laticínio abre recuperação de bens e não paga dois meses ao produtor. E de teimoso q a gente continua. Não e fácil.
EM RESPOSTA A SIMONE APARECIDA DE SOUZA
SEGATO SEGATO

ITATINGA - SÃO PAULO

EM 21/12/2021

A gente não é teimoso é burro mesmo vou cair fora vou saindo de leve matando todo mês umas vacas até acabar
EM RESPOSTA A SEGATO SEGATO
CARLOS CASTRO

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 27/12/2021

Alto custo dos insumos. O governo quer quebrar pequenos e médios produtores porque não age contra essa alta descomensurada.
MilkPoint AgriPoint