FAZER LOGIN COM O FACEBOOK ESQUECI MINHA SENHA SOU UM NOVO USUÁRIO

Projeto de Lei Nº 3.887/2020 - Reforma Tributária: Impactos no Setor Lácteo

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 28/07/2020

1 MIN DE LEITURA

0
0

O Poder Executivo, através do Ministro da Economia, apresentou ao Congresso Nacional, na forma de Projeto de Lei, a sua proposta para substituição das contribuições sociais para o PIS/Pasep e para o COFINS, através da instituição de uma nova contribuição, denominada de Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços – CBS.

Em análise dos impactos da nova contribuição no setor lácteo chegamos aos seguintes grandes pontos:

  • Os produtos atualmente contemplados pela tributação a alíquota zero de PIS e COFINS, como por exemplo o leite UHT, iogurtes, bebidas lácteas, requeijões, grande parte dos queijos, entre outros, passarão a ser isentos da CBS – Neste contexto não há impacto em relação as receitas, no entanto, há vedação na apropriação dos créditos decorrentes da aquisição de insumos e demais bens e serviços vinculados.
     
  • Os produtos atualmente tributados pelo PIS e COFINS, que basicamente estão relacionados ao creme de leite, leite condensado e queijos finos, também seguem tributados pela CBS, com aplicação de alíquota de 12% e possibilidade de manutenção dos créditos vinculados.
     
  • Em termos de créditos presumidos, o Projeto Mais Leite será revogado, mas a apuração de créditos presumidos é mantida pela aplicação da alíquota de 1,8% (15% da alíquota geral prevista) sobre as aquisições de leite in natura. No entanto, a parcela de crédito presumido vinculada as vendas ou receitas isentas deverá ser estornada.
     
  • O saldo credor da CBS apurada poderá ser objeto de pedido de ressarcimento, entretanto, dificilmente restará saldo credor a ser recuperado, posto que ficará vedada a apropriação de créditos vinculados as vendas isentas.

Diante das condições brevemente expostas, evidenciam-se impactos relevantes na cadeia de produção do setor lácteo, onde os laticínios, principalmente os que atuam na industrialização de produtos tributados à alíquota zero de PIS e COFINS, que em sua grande maioria recuperam créditos destas contribuições através de processos de ressarcimento e/ou compensação com débitos de outros tributos federais, devida a restrição de créditos apresentada, provavelmente passarão a apurar e recolher débitos da nova contribuição – CBS.

Considerando que ainda se trata de Projeto de Lei, poderão ocorrer mudanças durante a tramitação no Congresso Nacional. Nesse momento, as empresas devem acompanhar e avaliar os impactos das medidas propostas sobre as atividades do setor.

As informações são da Equipe Proaudi & Adviser e Dickel Consultores Associados.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.