ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

MG - Queijo de uma tonelada e meia será produzido para a Festa do Queijo em Ipanema

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 19/07/2013

3 MIN DE LEITURA

1
0
Quinze mil litros de leite serão utilizados para a produção do maior queijo minas do mundo, na quarta edição da Festa do Queijo em Ipanema, Minas Gerais, que acontecerá no dia 27 de julho. O município já detém o recorde de maior queijo minas padrão do Brasil, auditado pelo RankBrasil, com um queijo de 1480 kg produzido em 2012, e este ano quer atingir a marca de 1 tonelada e meia.

Além do esperado queijo, a novidade desse ano será a produção de um doce de leite gigante com mais de 250 quilos, e que será distribuído em pedaços juntamente com o queijo durante a festa.

Produtos da culinária do queijo estarão disponíveis para venda em barraquinhas na Feira do Queijo, durante a Festa na Praça Coronel Calhau. Os bares e restaurantes também produzirão pratos com o queijo como ingrediente principal.

Ipanema

Ipanema é uma importante bacia leiteira do Vale do Rio Doce. Com 18 mil habitantes, localizada a 190 km de Governador Valadares, 75 km de Caratinga e 80 km de Manhuaçu, tem como propulsor da economia a pecuária leiteira, onde a mais importante captadora, Cooperativa Agropecuária de Ipanema (Capil), recebe sozinha 100 mil litros de leite por dia.

A Festa é realizada pela Prefeitura de Ipanema e conta com o apoio da Cooperativa Agropecuária de Ipanema (Capil) para a produção do queijo e da fábrica de doces Nhá Nair para a produção do doce.

O queijo e o doce desfilam pela cidade em carro aberto e logo após o são cortados e distribuídos para a população na Praça Coronel Calhau.

Fabricação do queijo e doce

O queijo gigante está sendo produzido desde o dia 17 de julho e ficará por conta do Queijeiro da Capil juntamente com os auxiliares de produção e sob a inspeção da parte técnica.

Para a produção do queijo de 1,5 mil quilos serão gastos aproximadamente 15 mil litros de leite, além de outros ingredientes, como cloreto de cálcio, coalho, fermento lácteo e sal.

Segundo o tecnólogo em laticínios da Capil, Ricardo Santana Paes, a fabricação do queijo vai passar por todos os procedimentos tecnológicos e de higiene adequados.

“A produção será em uma moderna queijomate automatizada, de onde seguirá para o processo de enformagem, que devido ao tamanho e dificuldade de movimentação do queijo, é enformado dentro da câmara fria onde permanece entre as temperaturas de cinco à dez graus até o dia do desfile”, explica.

A produção do doce de leite leva leite, açúcar, glicose e um redutor de acidez. Para a quantidade de 300 quilos o processo de preparo dura até 6 horas cozido a vapor. Para a produção serão usados aproximadamente 900 litros de leite, o doce para vai para a enformagem e depois de enformado será auditado pelo RankBrasil e seguirá para o desfile pela cidade.

Desfile, distribuição e fiscalização

A apresentação do queijo e do doce está marcada para as 16 horas do dia 27 (sábado), com um desfile pelas ruas da cidade e distribuição gratuita na Praça Coronel Calhau. Um fiscal do RankBrasil vai acompanhar todo o processo, aferindo peso e medidas, e verificando se o produto é próprio para o consumo.

Feira do Queijo

Além da degustação do queijo e do doce de leite, uma Feira da Culinária do Queijo vai expor e vender produtos com queijo. Dentre os produtos da Feira Culinária estão: tortinha de queijo, mini pizza de queijo, pastel assado de queijo, canjiquinha com queijo, broa de queijo, espetinhos de queijo, focazza de queijo, medalhão com queijo, mandioquinha com queijo, macarrão na chapa com queijo, quibe recheado com queijo, empadão com queijo, empadinha de queijo, pão de batata e o famoso pão de queijo que será assado na hora em um forno de barro montado na praça. Parte da renda da venda dos produtos será destinada à construção de uma nova sede da APAE.

A Prefeitura de Ipanema disponibilizou um Economista Doméstico para ministrar um Curso de Capacitação sobre como criar pratos doces e salgados com queijo na receita. Todos os pratos estarão expostos durante a festa.

Festival Gastronômico

A partir do dia 15 de julho vários bares e lanchonetes da cidade vão introduzir pratos com queijos nos cardápios. O objetivo do festival é que toda a cidade se envolva nas atividades do mês do queijo.

Programação:

14h – Retirada do queijo, pesagem e atestado do Ranking Brasil na Cooperativa Agropecuária de Ipanema (CAPIL), Rua Geraldo Quito nº50.
15h – Desfile do maior queijo do mundo e do doce, com saída da CAPIL e chegada na Praça Coronel Calhau.
16– Corte do queijo e do doce na Praça Coronel Calhau.
19h – Show com Paulo Sérgio e Mateuzito. 

As informações são do Jornal Montes Claros, adaptadas pela equipe MilkPoint.

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

NELSOMAR PEREIRA FONSECA

MUTUM - MINAS GERAIS - PRODUÇÃO DE LEITE

EM 21/07/2013

Parabéns pela iniciativa, parabéns pela organização da festa, precisamos realmente de iniciativas deste tipo, para marcar e envolver toda a comunidade na valorização do produto que é a base da alimentação, desde o nascimento até a morte, precisamos de valorizar também o produtor de leite, que sofre todos os dias tanto para produzir na chuva, na seca, no frio, e principalmente, com os custos de produção, preços de remédios, rações, combustiveis, energia elétrica, depreciações de máquinas, equipamentos e benfeitorias etc.

Parabéns a toda a comunidade Ipanemense, na realização do evento, e gostaria de saber onde fica a EMATER-MG local, Regional, e do Estado neste evento, pois seria uma boa oportunidade de mostrar os trabalhos realizados no  município com os agricultores familiares, mostrar a sua participação no desenvolvimento da pecuária leiteira local, nestes anos, que tenho certeza, que foi, é, e ainda será muito importante.

Nelsomar Pereira Fonseca
MilkPoint AgriPoint