ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Índia: produção de leite pode crescer mesmo com escassez de forragem?

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 01/12/2021

3 MIN DE LEITURA

0
3

Uma população considerável da Índia está envolvida na criação de bovinos e o número de animais também está aumentando para acompanhar a demanda. No entanto, persiste o problema de forragem insuficiente.

Na Índia, uma porção insignificante de terra é dedicada ao cultivo de forragem para os animais. Atualmente, existem 535,78 milhões de bovinos no país e entre 2012 e 2019, houve um crescimento de 4,6% do rebanho.

Embora cerca de 14 a 17% da terra deva ser dedicada ao cultivo de forragem, apenas 4% está atualmente sendo utilizada. Por isso, existe uma grande lacuna entre a demanda e a oferta de forrageiras. Vendo o tamanho do rebanho no país, teme-se que, até 2025, haverá uma escassez de 23% de forragens secas, 39% de forragem verde e 38% de grãos utilizados para a alimentação dos bovinos.

Os criadores de gado em estados predominantemente produtores de leite – como Uttar Pradesh, Rajasthan, Haryana, Punjab, Madhya Pradesh etc. – estão lutando para obter alimento suficiente para seus rebanhos.

A maioria, 87%, dos produtores do país se enquadram na categoria de pequenos produtores e, portanto, não conseguem cultivar alimento para os animais, pois não possuem terras próprias.

A forragem verde sempre foi escassa. E uma combinação de forragem verde, grãos e forragem seca é necessária para que o gado produza mais leite, tenha melhores bezerros etc.

 

Custo crescente da forragem

O joio de trigo, que antes era facilmente encontrado, não está mais tão disponível e os produtores estão sendo forçados a alimentar o gado com a palha do arroz. A palha antigamente estava disponível gratuitamente para se utilizar como cama no chão dos barracões. Os criadores também faziam fogueiras com o material para manter o gado aquecido no inverno. Agora os produtores de leite estão tendo que comprar a palha e pagando muito por ela.

No norte da Índia, o joio de trigo custa algo entre Rs 1.200 (US$ 15,99) e Rs 1.400 (US$ 18,65) por quintal (1 quintal = 100 quilos). Os resíduos das plantações de arroz, soja e milheto são vendidos entre Rs 500 (US$ 6,66) e Rs 600 (US$ 7,99) por quintal, e as despesas dos produtores de leite aumentaram consideravelmente.

Da mesma forma, os produtores não estão ganhando tanto dinheiro com o leite.

Este ano, o país viu chuvas, secas e inundações sem precedentes, que afetaram a agricultura e os produtores em todos os estados. As chuvas torrenciais no país destruíram hectares de plantações de milho, soja e milheto, o que também impactou a disponibilidade de forragem.

E essa é uma das razões pelas quais há escassez e aumento dos preços da forragem também para o gado. Além disso, o uso de colheitadeiras em campos de trigo reduziu o volume de palha disponível. Quando a debulha era feita à mão, produzia-se quase tanta palha quanto grãos.

Tradicionalmente, no norte da Índia, as comunidades aldeãs coletavam e armazenavam forragem o ano todo. No entanto, essa prática está diminuindo com o advento de práticas e estilos de vida modernos. Além disso, durante a colheita, os comerciantes compram o joio e outros resíduos da colheita a preços menores e os armazenam. Quando há escassez de forragem e ração para o gado, eles vendem a ração acumulada com altas taxas de lucro.

É necessário resolver o problema do fornecimento inadequado de ração para o gado, se o país deseja aumentar a produção de leite. Governos, cientistas, produtores de leite e fazendeiros devem se unir para encontrar uma solução permanente para este problema.

Devem ser encontradas fontes alternativas de forragem. A pesquisa e o desenvolvimento devem ser realizados para usar a folhagem da Acácia-branca e árvores Subabul como forragem, além de encontrar maneiras de cultivar capim napier, painço e outros como fontes alternativas de alimentação para o gado. Deve ser identificada uma vegetação mais barata e de baixa manutenção que pode ajudar a alimentar o gado.

Terras não agrícolas devem ser usadas para o cultivo de forragem. Devem ser criados bancos de sementes e de forrageiras. Somente quando a comunidade científica e a comunidade de agricultores, com o apoio do governo, se unirem, o problema da forragem e da alimentação do gado será resolvido.

O artigo é de Satyendra Pal Singh, cientista principal do Krishi Vigyan Kendra, Shivpuri, Madhya Pradesh, para o Gaon Connection.

0

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

MilkPoint AgriPoint