ESQUECI MINHA SENHA CONTINUAR COM O FACEBOOK SOU UM NOVO USUÁRIO
Buscar

Exportações de lácteos da Argentina cresceram 38% em 2018 e geraram US$ 1 bilhão

GIRO DE NOTÍCIAS

EM 18/02/2019

1 MIN DE LEITURA

1
1

No meio de uma situação crítica que afeta o setor leiteiro da Argentina, o governo nacional destacou o forte crescimento das exportações de produtos lácteos no ano passado. Segundo dados da Direção Nacional de Leite da Secretaria de Agroindústria, durante o ano de 2018 foram exportadas 334,4 mil toneladas, 38,2% a mais do que as 243,5 mil toneladas exportadas no ano anterior. Isso significou uma receita de US$ 1,008 bilhão, o que significa um aumento próximo a 30% com relação aos US$ 776 milhões exportados em 2017.

"As exportações são o caminho para um setor leiteiro ordenado que tem previsibilidade. Esse crescimento está confirmando que, além do preço ou conjuntura climática, o leite tem uma política pública de transparência, ordenação e liderança de mercado", afirmou o secretário da Agroindústria, Luis Miguel Etchevehere.

Destinos e produtos

Dados oficiais indicam que as vendas foram canalizadas para 69 países em todo o mundo. Enquanto entre os principais produtos comercializados, no topo da lista estão leite em pó integral (40%), soro de leite (18%), queijos (17%), leite em pó desnatado (7%) e leite com fórmulas infantis (6%). Segundo o governo, esse crescimento das exportações foi alcançado graças ao aumento da produção das fazendas leiteiras, que no ano passado enviaram às indústrias 10,527 bilhões de litros de leite, o que representou um aumento de 4,3% em relação aos 10,097 bilhões produzido em 2017. Assim, as exportações aumentaram sua participação no negócio de 16 para 22%.

As informações são do Agrovoz, traduzidas pela Equipe MilkPoint.

 

1

DEIXE SUA OPINIÃO SOBRE ESSE ARTIGO! SEGUIR COMENTÁRIOS

5000 caracteres restantes
ANEXAR IMAGEM
ANEXAR IMAGEM

Selecione a imagem

INSERIR VÍDEO
INSERIR VÍDEO

Copie o endereço (URL) do vídeo, direto da barra de endereços de seu navegador, e cole-a abaixo:

Todos os comentários são moderados pela equipe MilkPoint, e as opiniões aqui expressas são de responsabilidade exclusiva dos leitores. Contamos com sua colaboração. Obrigado.

SEU COMENTÁRIO FOI ENVIADO COM SUCESSO!

Você pode fazer mais comentários se desejar. Eles serão publicados após a analise da nossa equipe.

SIDNEY LACERDA MARCELINO DO CARMO

BELO HORIZONTE - MINAS GERAIS - INSTITUIÇÕES GOVERNAMENTAIS

EM 19/02/2019

Vai me desculpar. Mas as exportações foram viabilizadas devido a alta desvalorização do peso frente a outras moedas.
MilkPoint AgriPoint